segunda-feira, julho 31, 2006

Pixalia oferece fotos livres

Pixalia é mais uma opção de site que oferece imagens gratuitas para uso. As fotos podem ser comentadas, você pode criar uma lista de favoritas, álbuns, fóruns e identificar as mais populares.Para ter acesso às imagens é necessário fazer um cadastro.
Via WWWhat's new?

Alberto Marques
0 comments links to this post

domingo, julho 30, 2006

CNN investe em jornalismo cidadão

CNN Exchange está convidando todos que visitam sua página a compartilhar suas histórias e notícias. Isto inclui fotografias, áudios e vídeos. Para facilitar a captura e o envio das informações, a CNN I-report tem uma página dedicada a explicar como enviar os arquivos.

Julián Gallo, no blog Mirá, exemplifica: “para enviar fotos y videos directamente desde un teléfono celular solamente hay mandar un MMS a ireport@cnn.com (conviene agendarlo en tu celular, no sea cosa, que te cruces con la noticia del siglo y no sepas a donde mandar la foto).

Los videos pueden tener como tamaño máximo 30 MB y las fotos 1MB. Para los reporteros espontáneos que se quieran tomar las cosas en serio, hay una serie de consejos muy interesantes para capturar videos: Usá trípode, Siempre pensá en la Luz, No te olvides del sonido…”

Alberto Marques
0 comments links to this post

sexta-feira, julho 28, 2006

Blog publica entrevista com Piscitelli

No blog de Octavio Islas foi publicada uma entrevista do professor da universidade de Buenos Aires (UBA), Alejandro Piscitelli. No texto, o pesquisador fala sobre as mudanças ocorridas nos últimos anos provocadas pela inserção das novas tecnologias em nossa vida. Vale a pena conferir!

Sobre o entrevistado:

Alejandro Piscitelli, consultor organizacional en internet y comercio electrónico, posee una amplia trayectoria en el mundo de la tecnología, siendo además profesor de la Universidad de Buenos Aires (UBA) así como de otras universidades de América Latina. Actualmente es gerente general de educ.ar, portal educativo de Argentina.”

Alberto Marques

0 comments links to this post

quinta-feira, julho 27, 2006

Uso da banda larga cresceu 33% nos Estados Unidos


O uso da banda larga nos Estados Unidos teve um crescimento de 33% no último ano, alcançando 50,2 milhões de linhas. Esses são dados publicados pela Federal Communications Commission (FCC).

As conexões ADSL têm crescido mais do que as conexões a cabo. A primeira aumentou em 5,7 milhões de assinantes durante o ano passado, sendo que a segunda somou 4,2 milhões de novos usuários em 2005. Assim, a ADSL segue como a conexão preferida nos Estados Unidos, com 57,5% do mercado, frente a 40,5% das conexões a cabo.

Segundo dados do estudo da Pew Internet & American Life Project, em março de 2006, 42% dos americanos tinham banda larga, sendo que no mesmo período do ano passado a porcentagem era de 30%.

Em contrapartida aos dados apresentados, Jon Gibes, analista da Nielsen/NetRatings, em entrevista ao Investor´s Business Daily, “afirmou que o crescimento da adoção da Banda Larga nos Estados Unidos está desacelerando e o número final de usuários domésticos deve se estabilizar em torno dos 85%, em um ‘futuro próximo’.”
Via El Mundo

Alberto Marques
0 comments links to this post

quarta-feira, julho 26, 2006

Editora open-source







O Laboratório de Comunicação On-line da Universidade da Beira Interior (UBI, Portugal) lançou a editora open-source Labcom Books com livros on-line ou impressos on demand. Já estão lá disponíveis dez títulos, sendo quatro que já constavam do catálogo da editora da UBI, e seis obras mais recentes, a exemplo de: CMC Identidade e Género. Teoria e Método, coletânea organizada por Adriana Braga (doutoranda/Unisinos), que reúne artigos apresentados em jornada sobre o tema, realizada em abril de 2005.
Também estão disponíveis dois volumes com as atas (ou actas) dos congressos Lusocom, Sopcom e Ibérico/2004. Os volumes foram organizados pelos professores António Fidalgo e Paulo Serra e reúnem textos sobre as novas tecnologias e linguagens nas áreas da imagem (cinema, design, arte, fotografia), jornalismo digital, teorias da comunicação, semiótica, retórica e argumentação, publicidade e comunicação.


Suzana Barbosa
0 comments links to this post

A Internet modificou sua vida?

A BBC está catalogando histórias de como a Internet modificou a vida dos seus usuários. Para isso, está fazendo essa pergunta (Has the internet changed your life?) as pessoas que visitam o seu site. Pablo Mancini, comenta que se trata “claramente, de un projeto dirigido a inmigrantes digitales, a quienes no han nacido con Internet pero que han integrado la red a su vida diária.

Que la BBC ponga en marcha esta estrategia de comunicación e interpele a sus usuarios da cuenta de cómo se está transformando la relación medios-audiencias, y pone a las claras que la mejor forma de saber algo sobre tus usuários es preguntárselo, sin rodeos, cordialmente y lejos de toda encuesta de satisfacción (que lo único que logra es hacérsela fácil a quien tiene que tabular los datos).”

Alberto Marques
0 comments links to this post

terça-feira, julho 25, 2006

Brasil é sétimo maior spammer do mundo

Ranking divulgado pela empresa de segurança Sophos mostra que o Brasil é o sétimo maior spammer do mundo, responsável por 3,1% dos spams. Segundo o site do El Mundo, os principais países emissores de mensagens indesejadas são os Estados Unidos (23,2%) e a China (20%). A pesquisa foi realizada entre abril e junho de 2006.

A mesma informação foi divulgada pelo IDG Now. “O estudo da Sophos aponta também para o crescimento de uma nova categoria de spams no período: as mensagens indesejadas com imagens. Ao invés de carregar textos, este novo tipo de e-mail traz um arquivo visual com suas ofertas, o que impede que programas anti-spam façam a detecção.”

Alberto Marques
0 comments links to this post

500 sites concentram quase a metade do trâfego total da Internet



O Alexa rastreia masivamente a rede com um robot de tipo crawler, coletando informações de mais de 4.500 milhões de páginas Web, em mais de 16 milhões de sites.
Analisando resultados recentes, chegou-se à conclusão que os 500 sites mais visitados no Ranking do Alexa detém 45% do tráfego total da Internet. Ou seja, quase a metade de tudo que se vê e faz na Internet é visto e feito nesses 500 top sites.
Os 100 mil sites melhor posicionados absorvem 75% das visitas.
A posição de um site no “Traffic Rank” do Alexa é baseada no número de usuários (users) e paginas visitadas (page views) acumulados em um período de três meses.
O Alexa foi criado em 1996, comprado pela Amazon em 1999 e associado ao Google em 2002.
Via Pablo Manzini

marcos palacios
0 comments links to this post

domingo, julho 23, 2006

Web for 'News' -- Print for 'Stories'






Na sua coluna do dia 20 de julho no Editor & Publisher, Greg Bowers (editor de esportes do Columbia Missourian e professor assistente da University of Missouri-Columbia) defende a exclusividade do furo para as versões digitais, enquanto para a edição impressa caberia a interpretação da notícia, em profundidade. Esta não é uma idéia nova, mas, de qualquer maneira, o artigo de Bowers só vem confirmar que "contar aos leitores as notícias que eles já sabem não é um bom modelo de negócios". E ele diz mais: os jornais estão numa boa posição para jogar um novo jogo, porém, ainda não se deram conta.
Claro, muitos gestores de jornais não concordam, como o diretor do The Independent, Simon Kelner, para quem a versão digital está em segundo plano: "Our relationship with our own website is one where the paper is first and foremost, and the website comes second. Until there is a model for making money out of a newspaper website, we're not going to plough millions of pounds into it."


Suzana Barbosa

0 comments links to this post

Software permite download e armazenamento de vídeos do Youtube, Google Video e Grinvi



Enrique Puertas é profesor de Informática da Escuela Superior Politécnica da Universidad Europea de Madrid. Ele desenvolveu e está distribuindo gratuitamente o programa Vídeo Downloader, que permite baixar vídeos do Youtube , Google Video e Grinvi e armazená-los em seu computador. O software, que está em versão 0.2, é extremamente leve e fácil de usar. Basta colocar o endereço URL da página do vídeo, escolher salvamento em formato AVI ou MPGE e pronto! That´s all folks...
Baixe o Vídeo Downloader aqui.

marcos palacios
1 comments links to this post

sábado, julho 22, 2006

Peru 2006: pesquisa mostra uso da Internet


Em Lima, um pouco mais da metade (56%) da população de 8 a 70 anos se conecta à Internet pelo menos uma vez por mês. Em relação à pesquisa do ano anterior, houve um pequeno aumento de dois pontos percentuais (54%), já em 2004 o resultado foi de 49%, isso mostra que, apesar de lento, o crescimento continua. Um dos principais fatores do aumento é relacionado ao uso da Internet pelos adolescentes (12 a 17 anos) de sexo masculino. Neste segmento, a penetração chega a quase 90%. Esses são dados da pesquisa feita pela Apoyo Opinión y Mercado, intitulada de "Uso y actitudes hacia Internet".
Fonte: e-nredados.

Alberto Marques
0 comments links to this post

Brasileiros mantém recorde: mais horas de navegação que qualquer outro Internauta

Em junho, o número de usuários residenciais ativos no Brasil foi de 13,4 milhões de pessoas - aumento de 1,1% sobre maio. O tempo de navegação ficou também muito próximo ao do mês anterior, com o tempo médio de 20h33min, contra 20h25min, mantendo o Brasil na liderança mundial em termos de horas navegadas no domicílio.
Os dados são da pesquisa Ibope/Net Ratings para o mês de junho. Para que se tenha um padrão de comparação, em maio deste ano, os franceses navegaram 18:45 h., os japoneses 17:29 h. e os norte-americanos 16:45. O recorde brasileiros só foi quebrado uma vez, em Hong Kong, no auge da epidemia da Síndrome Respiratória Aguda Severa (Sars), em 2003, quando foi atingida a marca de 22 horas.
O lamentavel, claro, é que naveguemos tanto, mas sejamos tão poucos navegando...
Mais...

marcos palacios
0 comments links to this post

sexta-feira, julho 21, 2006

O Líbano no Flickr e um comentário de Julian Gallo


Nos momentos de crise de todos os tipos (tsunamis, atentados, furacões, guerras), o Flickr tem funcionando como um importantíssimo repositório de imagens de primeira mão, a maior parte delas produzidas por cidadãos comuns presentes com suas câmeras digitais e telefones celulares nos lugares e momentos dos acontecimentos. Agora, com a guerra no Líbano, não está sendo diferente. Imagens se multiplicam e chocam.

Aqui estão o Líbano no Flickr e um comentário de Julian Gallo, no Mirá!

"Una tremenda galería de fotos publicada en Flickr (muchas son de agencias) muestra una versión más cruel que la elegida por la mayoría de los medios para mostrar lo que está sucediendo en el Líbano. Como en otros casos al verlas aparece el dilema si es conveniente publicar o no este tipo de imágenes. Para algunos dar a conocer fotografías aumenta la sensibilidad sobre un conflicto y exhibe la barbarie real de la guerra, pudiendo llevar a la opinión pública a salir de la indiferencia. Otros sugieren que es una acumulación fútil, macabra e improcedente.Mi posición, intuitivamente, está con los primeros, pero con muchas dudas. Creo que muy fácilmente las imágenes más terribles pueden transformarse en el espectáculo del noticiero de la noche."

marcos palacios
0 comments links to this post

Revista de circulação gratuita dedicada à Internet


Artigo no jornal espanhol Cinco Dias informa o nascimento de uma revista gratuita, Gennio Calle, inteiramente dedicada à Internet. Será distribuída na Espanha, com uma circulação mensal de 300 mil exemplares e pode ser baixada em pdf. A revista estará disponível em 3000 telecentros, universidades, e mais 1800 pontos públicos como cibercafés, restaurantes e bancos de Madri, Barcelona, Valencia e Sevilla. A partir de novembro haverá distribuição também nos metrôs e a meta é atingir 500 mil exemplares em 2007.

“ 'La aventura puede resultar surrealista al mezclar lo físico de un periódico con lo virtual de internet', reconoce José Mercader, fundador de Gennio, pero su objetivo, cuenta, es ayudar a descubrir a los 15,5 millones de internautas que hay en España sitios y herramientas de la red que no conoce. Y es que este periódico gratuito, el primero del mundo especializado en estos contenidos (al menos según las investigaciones de sus promotores), busca fomentar la colaboración social que hoy se impone en la red: que sean los usuarios de su buscador y de internet en general quienes aporten las noticias más interesantes de lo que ocurre en el ciberespacio.”
Via e-Cuaderno.

marcos palacios
0 comments links to this post

quinta-feira, julho 20, 2006

Spam ameaça fundir Technorati


Giuseppe Granieri e José Luis Orihuela são dois dos bloggers que comentam, em seus respectivos espaços, o novo tipo de spam que está invadindo e ameaçando estragar a festa de todo o mundo no Technorati. Granieri começou a notar, de uns tempos para cá, problemas graves no Watchlist, um serviço muito útil do Technorati que retorna (ou deveria retornar!) todas as linkagens que foram feitas de outros blogs para o seu, fornecendo uma medida do interesse que despertaram as suas postagens. Com a invasão dos spammers, Granieri comenta que esse mecanismo de busca corre o risco de perder toda sua utilidade. Orihuela segue as pegadas do assunto na Web e indica vários sites onde se discute o problema.

marcos palacios
0 comments links to this post

Jornalismo colaborativo e o futuro da notícia













O professor Hsing Wei, da Kennedy School of Government, Universidade de Harvard, dedicou dois meses analisando alguns sites de jornalismo colaborativo para entender como operam os modelos bem sucedidos e, também, quais os desafios que trazem para o futuro da notícia e do jornalismo. O estudo “The Hype vs. Reality vs. What People Value: Emerging Collaborative News Models and the Future of News” é mais uma referência a ser acrescentada.

Suzana Barbosa
0 comments links to this post

Blog apresenta variantes da língua espanhola

María Pastora Sandoval (chilena), Bruno Ortiz (peruano) e Fernando Marino-Aguirre (argentino) criaram um dicionário em formato de blog para apresentar as variantes da língua espanhola na América Latina.
Fonte: Ecauderno.

Alberto Marques
1 comments links to this post

Estudante espanhol foi multado por amenazar en seu blog a um professor

Esta noticia fue publicada hoy en el diario argentino La Nación http://www.lanacion.com.ar/824817 quien a su vez la levantó del diario El País de España. Me pareció muy interesante porque nos permite ver y analizar algunos fenómenos sociales que se están originando a partir de la publicación de blogs. En la misma se relata como un joven español fue castigado por la Justicia española a pagar 200 euros por amenazar e injuriar a su profesor a través de su blog personal (mafius.com)


Gonzalo Prudkin
0 comments links to this post

Colóquio Internacional em Buenos Aires discute Jornalismo na Era da Informação


O Jornalismo e os Meios na Era da Informação será um dos temas do II Coloquio Internacional sobre "La Sociedad de la Información en perspectiva comparada: Las Américas y Europa", organizado pela Universidad de San Andrés, em conjunto com a Northwestern University e a University of Southern California. O colóquio acontecerá nos dias 31 de julho e 01 de agosto, em Buenos Aires, na sede da Universidad de San Andrés.
A mesa sobre jornalismo terá coordenação de Hernán Galperin (USC/Universidad de San Andrés) e como palestrantes Pablo J. Boczkowski (Northwestern University); Gustavo Sierra (Diario Clarín, Argentina) e Marcos Palacios (UFBA, Brasil).
Não serão cobradas taxas e a inscrição pode ser feita online.

marcos palacios
0 comments links to this post

quarta-feira, julho 19, 2006

Um Blogueiro como Herói de HQ



Esta saiu do Jornalismo e Comunicação, o Blog Coletivo do Mestrado em Comunicação, Cidadania e Educação da Universidade do Minho. O debate sobre o jornalismo cidadão e o poder dos blogs virou história em quadrinhos:

“O jornalista Anthony Lappé desenvolveu uma história que acontece em 2011 e narra as aventuras do blogueiro Jimmy Burns, que filma com seu telemóvel um atentado terrorista que explode o próprio prédio onde morava. O vídeo ganha dimensão mundial, o blogueiro torna-se conhecido e vai para o Iraque acompanhar a guerra. O texto é irónico e traz uma visão pessimista sobre os desdobramentos da era Bush. O autor aborda no formato BD o debate sobre a comunicação no futuro próximo, onde a possibilidade de qualquer pessoa publicar informações multimédia na Internet está ainda mais difundida. As ilustrações são de Dan Goldman. Confira no site smithmag.net."

marcos palacios
1 comments links to this post

O Blog como forma de Jornalismo


Uma pesquisa telefônica de âmbito nacional, realizada com cidadãos norte-americanos pela Pew Internet & American Life Project, registrou que 34% dos blogueiros consideram que blogar é uma forma de fazer jornalismo. No entanto, somente 56% se dão ao trabalho de checar a veracidade e exatidão daquilo que disponibilizam. Mais dados e o relatório completo da pesquisa estão no Cyberjournalist.net.

marcos palacios
0 comments links to this post

Especialização em Cibercultura

A Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia oferecerá, a partir de setembro, um Curso de Especialização em Cibercultura. O curso será oferecido pela equipe de professores do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas, um dos mais mais bem conceituados no panorama brasileiro.
Além de Cibercultura, duas outras Especializações estarão em oferta:
Comunicação e Política
Televisão, Cinema e Vídeo
Inscrições até 18 de agosto.
Aulas a partir de 11 de setembro.
Mais informações: www.poscom.ufba.br/especializacao/index.html

marcos palacios
0 comments links to this post

Mídia cidadã: o Líbano pelos olhos de quem sai


O Estadão publica hoje matéria de capa sobre a chegada dos brasileiros que foram retirados do Líbano. A viagem de volta foi documentada por um dos integrantes do grupo e suas fotos foram incorporadas à reportagem. O retorno e a destruição que ficou para trás...
0 comments links to this post

terça-feira, julho 18, 2006

Blog: 8.1% dos franceses que têm acesso a Internet já criaram um

O blog Loic Lê Meur faz referência a um estudo publicado no Baroblogs. A pesquisa mostra que 26.7% dos franceses que acessam Internet consulta pelo menos uma vez por mês um blog; 18.8% já publicaram um comentário em um blog; 8.1% já criaram um blog.

“Grâce aux blogs, l’internaute devient véritablement acteur du web et du monde puisque les blogs permettent une plus grande liberté d’expression (92,2%), sont réactifs et interactifs (81,3%), permettent une meilleure proximité entre intervenants (75,7%) et sont considérés comme plus critiques que les autres moyens d’informations (62,9%)."

Alberto Marques
2 comments links to this post

Futurologia capenga: Future of the Media 2006

Depois de décadas de Teoria da Recepção e assemelhados, é espantoso que ainda haja alguém que acredite em “receptor passivo”. E o pior é quando esse “alguém” é uma empresa que pretende fazer futurologia, a Future Exploration Network. Foi lançado oficialmente o documento Future of the Media 2006, produzido pela FEN, que pode ser baixado em formato pdf. O Relatório traz vários gráficos, muito vistosos e coloridos, sobre tendências da mídia, porém tem como conclusão maior e projeção futurológica “o crescimento de relações simbióticas entre a mídia tradicional (mainstream media) e a mídia social”. E isso é apresentado como “futuro” e como uma grande descoberta deles. Simplificações e redundâncias como essas ajudam pouco, mas de certa forma são um alento para quem está trabalhando na área e tentando colocar as coisas de maneira um pouco mais sofisticada. Deixa a sensação de que estamos “para além do futuro”. Pelo menos do futuro deles. Usemos os dados e os vistosos gráficos do relatório, que são excelentes para ilustrar apresentações em PowerPoint, e tiremos nossas próprias conclusões…
2 comments links to this post

Jornalismo e Memória na Web: 70 anos da Guerra Civil Espanhola

Há 70 anos começava a Guerra Civil Espanhola. Os jornais espanhóis El Pais, La Vanguardia e El Mundo, trazem especiais reunindo depoimentos de participantes diretos nos eventos. O The Guardian disponibiliza entrevistas com 23 dos atuais 40 sobreviventes ingleses da Brigada Internacional.

Parte da memória jornalística e fotojornalística dos anos que se seguiram está na Web. Uma rápida busca leva a portais, portais e mais portais dedicados ao tema, em vários idioma.

É possível seguir os acontecimentos através de manchetes de jornais da época e são muitos os sites que guardam os registros fotojornalisticos da guerra. O Shots of the War é um deles.

marcos palacios
2 comments links to this post

segunda-feira, julho 17, 2006

Romance in progress

Outra da Folha: Outra curiosa experiência de produção literária on-line é Novel Twists, um romance que vem sendo escrito a várias mãos, na rede, com a participação dos internautas. Condição para escrever: arrematar, no site de leilões e-Bay, uma das páginas do livro. Atualmente já são 35 autores inscritos, é possível ler o que eles escreveram e até entrar em contato com os autores através de seus e-mails.O mentor do projeto é Phil McArthur, 31 anos, que teve a idéia do romance on-line enquanto se recuperava de um câncer. Disponível para assinantes.

Luciana Moherdaui
2 comments links to this post

Shooting War


Da Folha de S.Paulo: Cai na rede na quarta-feira o nono capítulo de uma novela gráfica on-line que já rendeu elogios da revista "Rolling Stones" ("assustadoramente inteligente") e da bíblia do mercado editorial, a "Publisher's Weekly" ("precisa, relevante e atual"). Espécie de alegoria auto-referente do futuro do jornalismo "pessoal" ou de "cidadão" -leia-se blogs e afins-, Shooting War tem como pano de fundo o terrorismo e a Guerra do Iraque. Quem assina a história é o jornalista Anthony Lappé, ex-colaborador do "New York Times" e das revistas "Details" e "Paper", que se inspira na própria experiência na cobertura da guerra e primeiras insurgências no Iraque. Em 2003, Lappé rodou no país um documentário ("BattleGround: 21 Days on the Empire's Edge"), produzido para o canal Guerrilla News Network (gnn.tv), e também noticiou sobre o conflito através de um blog. O tom de "reality show" fica por conta do áudio real das batalhas, que o jornalista coloca on-line. Disponível para assinantes.

Luciana Moherdaui
2 comments links to this post

TV na internet


O ChannelChooser é ideal para quem gosta de assistir ao noticiário ou esquentar o clima [mesmo que seja na rede]... Setenta canais do mundo inteiro estão à disposição do internauta a um clique do mouse: BBC News, Bloomberg TV, Nasa TV, TV Cartoons e Adult TV Channel, entre outros. Alguns são disponiblizados no Brasil. Os desatentos podem pensar que estão diante de um decodificador de TV a Cabo. Enjoy it.

Luciana Moherdaui
2 comments links to this post

Todos juntos no YouTube

O YouTube informou neste domingo que seus usuários assistem a mais de 100 milhoes de videos por dia. Os numeros divulgados permitem avaliar o tamanho do interesse por conteudo em video na internet - cerca de 65 mil clipes sao colocados diariamente no site (eram 50 mil por dia em maio). O YouTube responde por 60% de todo o conteudo em video assistido na web (Blue Bus).

Luciana Moherdaui
2 comments links to this post

Papel do futuro


A tela flexível QR-LPD da Bridgestone, produzida em plástico, funciona como papel eletrônico e tem apenas 0,29 mm de espessura. Capaz de reproduzir textos e gráficos, a tela foi apresentada no evento Society for Information Display 2006, realizado na Califórnia em junho.

Luciana Moherdaui
2 comments links to this post

Citizen journalists award


Deu no site da BBC: A picture (left).) taken moments after a bomb exploded on a number 30 bus in London's Tavistock Square on 7 July 2005 has won the first citizen journalism award.

Luciana Moherdaui
2 comments links to this post

O Peixe de Barabási, que não fede nunca ...


Faz uma semana postei um link para um estudo realizado por uma equipe de estatísticos, dirigida pelo físico Albert-László Barabási, que concluia que "as notícias online tinham uma duração máxima de 36 horas". Hoje, no Scene Digitale, Vittorio Zambardino faz um ótimo comentário ao estudo, com o significativo título O Peixe de Barabási, que não fede nunca , numa referência ao conhecido adágio "O jornal de ontem só serve para embrulhar peixe" e suas variantes nos diversos idiomas. Em primeiro lugar, o que significa "durar", pergunta ele? Se uma notícia continua tendo interesse, enquanto notícia, por 36 horas, dura muito! Zambardino chama atenção para o fato de que, na rede, há produção de memória e geração de contextos a partir do material disponibilizado, que permanece na rede indefinidamente, é apropriado, copiado, revisitado, aprofundado, circulado em listas e blogs, contextualizado. As notícias de ontem são parte dessa textura, coletivamente construída, de sempre.Vale a pena ler.

A foto dos peixes é de Vicky53 e foi encontrada no MorgueFile.

marcos palacios

1 comments links to this post

domingo, julho 16, 2006

Banda Larga: 85% é o ponto saturação nos EUA


Em entrevista ao Investor´s Business Daily, Jon Gibes, analista da Nielsen/NetRatings, afirmou que o crescimento da adoção da Banda Larga nos Estados Unidos está desacelerando e o número final de usuários domésticos deve se estabilizar em torno dos 85%, em “um futuro próximo”. A razão, segundo o analista, é que sempre haverá um número de “resistentes”. Os 15% estão distribuídos entre a população mais velha, mais pobre e usuários que somente acessam a Net esporadicamente para checar e-mails e que não sentem falta de uma conexão rápida. Pelo menos enquanto o serviço discado continuar sendo ofertado....

marcos palacios
2 comments links to this post

sábado, julho 15, 2006

Google News escolhe as notícias para você

Um novo serviço Beta do Google News, que personaliza notícias para o leitor, está disponível em algumas línguas, inclusive Português. Não é aquele botão Personalizar Esta Página, que sempre existiu ali no lado direito do site, através do qual você pode modificar o layout e reordenar as seções. É o link Obter Matérias Recomendadas, que normalmente está visível logo abaixo das primeiras duas ou três notícias da página, ou numa chamada do tipo Novo! O Histórico de pesquisas agora inclui o Google Notícias. Saiba mais .
A personalização é feita com uso do algoritmo do Google para o acompanhamento de sua História Pessoal de Buscas. O Google sabe o que você busca e, portanto, em tese, deveria saber também em que notícias você estaria mais interessado. Pode até ser verdade que, em alguns casos, um motor de busca como o Google saiba mais sobre você do que você mesmo (Você se lembra onde jantou no dia 12 de maio de 1993? Não? Seu American Express ou Visa certamente se lembram... Lembra-se que sites buscou na manhã de 18 de novembro de 2004, entre as 8:15 e 10:22 h? Não? O Google sim...)
A questão é: até que ponto um cidadão deve transferir a decisão de que notícias ler e em que ordem lê-las para as mãos de um algoritmo? A discussão é velha, mas como a personalização andou meio fora de moda ultimamente, o assunto andou fora de foco. Agora, com o Google News oferecendo o serviço, a polêmica certamente voltará à tona.
Veja por exemplo o que pensa o jornalista e mídiaman Fons Tuinstra, que postou um comentário no e-MidiaTidbits.

Detalhe: o serviço só funciona se você tiver previamente autorizado sua inclusão no serviço de Pesquisa Personalizada, que permite ao Google manter, legalmente, um registro de todas as suas buscas. O que, naturalmente, já é um outro assunto polêmico...

marcos palacios
2 comments links to this post

Sobre Máquinas e Emoções


Carlos Scolari no Digitalismo lembra-nos que estamos completando 50 anos do nascimento do primeiro grupo de estudos de Inteligência Artificial, criado em Dartmouth College por Marvin Minsky, Nathaniel Rochester, Claude Shannon e John McCarthy. O posting de Scolari termina com um link para uma entrevista de Minsky, professor emérito de mídia, artes e ciências do MIT, falando sobre a possibilidade de construção de máquinas com emoções e sobre o conceito de panalogy (pan+analogy), que ele desenvolve no livro The Emotion Machine, a ser lançado em novembro.
Perguntado, no início da entrevista, se considerava que essa primeira década de estudos sobre A.I. havia passado rapidamente, Minsky, que está completendo 80 anos, respondeu: "I haven't experienced many intervals of 50 years, so it's hard for me to say".

marcos palacios
"
2 comments links to this post

sexta-feira, julho 14, 2006

O que mudou na Agência Brasil

A Agência Brasil reformou a sua página e introduziu algumas inovações. O que mudou pode ser conferido em um infográfico.

marcos palacios
2 comments links to this post

Infografia: um gênero jornalístico para dados duros e frios


Alberto Cairo, ex-diretor do departamento de infografia do El Mundo online e atualmente professor de jornalismo na Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, considera a infografia como um "gênero jornalístico" e como um formato mais adequado do que o texto para transmitir "dados frios".

“Não se pode contar uma história com interesse humano através de uma infografia. No caso do acidente de metro que houve em Valência onde morreram 42 pessoas, a infografia não permite contar como as famílias das vítimas experimentaram a tragédia. Por outro lado, a infografia é muito melhor para explicar por que é que o comboio descarrilou, por que chocou, onde chocou, quanta gente morreu, quanta gente está viva. A infografia é muito melhor para transmitir os dados frios, os dados duros.”

Para ele, o conhecimento teórico é menos importante que o tecnológico, na hora de se buscar trabalho como jornalista:

“Pesa mais o conhecimento tecnológico do que o conhecimento teórico. No caso de ter de contratar alguém para o meu departamento de infografia, vou contratar a pessoa que saiba manejar as ferramentas, mesmo que num nível muito básico, mas que seja também um bom jornalista. Não contrataria nunca alguém que não soubesse manejar ferramentas”

A entrevista completa de Alberto Cairo está no JornalismoPortoNet.

marcos palacios
2 comments links to this post

quinta-feira, julho 13, 2006

Radiografia da Sociedade da Informação na Espanha e no Mundo



e-España 2006 é um alentado documento de 342 páginas, produzido sob patrocínio da Fundación France Telecom España. Além de uma extensa radiografia da situação da Sociedade da Informação na Espanha, o trabalho apresenta, preliminarmente, dados globais comparativos e atualizados para os cinco continentes, compilados a partir de uma série de fontes para toda uma larga gama de indicadores, tais como números de usuários, avanço das conexões em barda larga e wi-fi, telefonia móvel, usos de línguas na Internet, vendas de computadores, administração eletrônica, e-commerce, etc, etc, etc. Tudo com muitos gráficos e tabelas. Material utilíssimo como resumo da situação no plano internacional e de como estamos situados nesse contexto. E, naturalmente, essencial para estudos comparativos envolvendo a realidade espanhola, com números e análises para Jornalismo Digital, Comércio Eletrônico, Cidades Digitais, Blogosfera e mais....
O documento na íntegra está disponível para download em pdf

marcos palacios
2 comments links to this post

Vendendo Jornalismo pelo maior lance


Você tem uma história exclusiva que pode interessar ao grande público? Tem uma foto “paparazziada” de alguma celebridade? Informações sigilosas que podem render matérias quentes?
A idéia é vender pela Internet material jornalístico pelo lance mais alto.
Inspirado pelo sucesso do e-Bay, Kizzi Nkwocha, ex-jornalista do tablóide britânico News of the Word, criou o Kiss n´Sell.
O funcionamento é simples: você se registra (gratuitamente), diz o que tem para vender, estabelece um preço mínimo para início dos lances e espera para ver o que acontece.
Se a venda acontece, o pagamento pode ser feito através de cartão de crédito ou do sistema PayPal e o site retém 10% do preço final, a título de “taxa de leiloeiro”.
O que está à venda no momento? Nada por demais excitante, pelo menos para meu gosto:
* A história de um casal que vai tentar quebrar o record mundial de beijo ininterrupto (atualmente 30 horas, 59 minutos e 17 segundos);
* Entrevista exclusiva com uma jovem britânica que deu à luz quádruplos, sem estar fazendo qualquer tratamento para infertilidade;
* Um detetive paranormal que pretende usar seus poderes para inocentar um prisioneiro acusado de assassinato.
Coisas desse gênero….
Os lances iniciais estão fixados entre 50 e 100 libras esterlinas, mas segundo Nkwocha, numa entrevista para o Online Press Gazette , um preço típico para algo quente estaria entre 50 e 70 mil.
Well,well,well...

marcos palacios
3 comments links to this post

quarta-feira, julho 12, 2006

The Long Tail


The Long Tail, o primeiro livro de Chris Anderson, sobre a cultura do consumo e o consumo da cultura na era da redes, foi lançado ontem e já está lista dos 10 mais vendidos da Amazon. Ele é o editor-chefe da Wired Magazine e o livro trata da “morte da cultura comum” em favor da escolha dos consumidores e do imperio dos nichos de mercado.
Aí vai a mini- resenha publicada na Publishers Weekly deste mês:

"Wired editor Anderson declares the death of "common culture"—and insists that it's for the best. Why don't we all watch the same TV shows, like we used to? Because not long ago, "we had fewer alternatives to compete for our screen attention," he writes. Smash hits have existed largely because of scarcity: with a finite number of bookstore shelves and theaters and Wal-Mart CD racks, "it's only sensible to fill them with the titles that will sell best." Today, Web sites and online retailers offer seemingly infinite inventory, and the result is the "shattering of the mainstream into a zillion different cultural shards." These "countless niches" are market opportunities for those who cast a wide net and de-emphasize the search for blockbusters. It's a provocative analysis and almost certainly on target—though Anderson's assurances that these principles are equally applicable outside the media and entertainment industries are not entirely convincing. The book overuses its examples from Google, Rhapsody, iTunes, Amazon, Netflix and eBay, and it doesn't help that most of the charts of "Long Tail" curves look the same. But Anderson manages to explain a murky trend in clear language, giving entrepreneurs and the rest of us plenty to think about."

marcos palacios
2 comments links to this post

Jornalismo: blogar é apenas o começo


“Um Jornalista pode criar um blog em minutos, mas blogar é mais do que pegar o que você já escreveu, cortar em pedacinhos e disponibilizar em ordem cronológica reversa. Publicar um artigo ou escrever uma postagem para um blog é apenas o começo. Agora a audiência responde e muitos jornalistas não estão seguros sobre como lidar com isso”(…)
“Não gosto do termo “conteúdo gerado pelo usuário” (user generated content). Nossas audiências não são usuários passivos, e eles não “geram” nada. Eles estão criando sua própria mídia e contando suas próprias histórias; e as histórias que eles contam, a mídia que eles criam são mais importantes para eles que os pacotes que nós produzimos” (…)
“A tecnología de participação é simples, mas a cultura da participação é complexa e, no entanto, é aí que reside a verdadeira revolução. A tecnología permite-nos construir relações novas e mais fortes com as pessoas que antes eram conhecidas como “audiência”, mas enquanto empregarmos os modelos de broacasting nesta era de difusão de redes sociais, estaremos perdendo o bonde. Nossas audiências estão agora decidindo por si próprias que histórias são importantes e, ao fazer isso, estão criando um “contexto gerado pelo usuário” (user generated context)”(…)
“Essa guinada cultural, essa mudança em nosso relacionamento com nossas audiencias é amendrontador para alguns”

Quem diz isso é Kevin Anderson, produtor da BBC, responsável pela estratégia adotada pela empresa para o uso de blogs por seus jornalistas. Ele discute como o engajamento e a participação do público, alavancados por ferramentas tecnológicas cada vez mais accessíveis e eficazes, estão mudando o jornalismo. O texto completo no Jornalism.co.uk

marcos palacios
2 comments links to this post

terça-feira, julho 11, 2006

Que línguas falam os Blogs?


Manuel Pinto, no Jornalismo e Comunicação, chama atenção para a Babel dos Blogs. O Inglês (31%) deixou de ser a língua mais blogada, sendo ligeiramente superada pelo Japonês(32%). O Chinês, que vem ocupando enormes espaços na Internet recentemente, ainda é usado em apenas 17% das postagens. O Português, Espanhol e Italiano estão empatados, com 3% cada, lado a lado com o Russo. O Francês tem 2% e o Alemão apenas 1%.
Os dados constam do estudo eEspana 2006, elaborado pela Fundación France Telecom España, que acaba de ser divulgado, com uma extensa radiografia da situação do ciberespaço espanhol.

marcos palacios
0 comments links to this post

Quanto duram as notícias online?


Uma pesquisa realizada por um grupo de estatísticos da University of Notre Dame, em associação com colegas da Hungria, mostrou que praticamente ninguém lê as notícias publicadas online depois de 36 horas de sua postagem. O estudo foi coordenado por um físico, Albert-László Barabási. Ele explicou que seu interesse deriva do fato de a Internet se comportar como um "sistema complexo", com uma topografia em contínua mutação pela adição incessante de links e novos documentos.

Aqui está um resumo da pesquisa. E a a íntegra do trabalho para os mais interessados.

marcos palacios
0 comments links to this post

Blogosfera e o Mito Derivativo

A propósito de uma declaração de Malcolm Gladwell, jornalista do The New Yorker, num recente evento sobre o futuro do jornalismo, pontificando que:
"Without the New York Times, there is no blog community. They'd have nothing to blog about."
Chris Anderson, autor do livro The Long Tail, postou hoje um bem argumentado comentário, em torno do que ele chama "O Mito Derivativo", segundo o qual os blogs só existem na medida em que a mídia tradicional os alimenta com assuntos para blogar.
O comentário levanta alguns pontos de interesse com respeito às relações entre Blogosfera e Midiasfera. Anderson, a partir de levantamentos no Technorati, tenta mostrar que a coisa não é bem assim. Para ele, a dependência dos Blogs com relação à grande mídia é bem menor do que o usualmente apregoado.
marcos palacios
0 comments links to this post

Novos livros p/ o GJOL

_Blogs pour les pros (2006). Loïc Le Meur e Laurence Beauvais.
Blog de Loïc Le Meur (comentarios interessantes sobre o livro)

_Une Presse sans Gutenberg (2005). Jean-François Fogel e Bruno Patino.
(Infos)

_Le Journalisme en Invention - Nouvelles pratiques, nouveaux acteurs (2005). Roselyne Ringoot e Jean-Michel Utard.
(Infos)

Beatriz Ribas

0 comments links to this post

segunda-feira, julho 10, 2006

Lusa tem site para o Brasil

A Agência Lusa lançou site específico para o Brasil, quer dizer, traduzido para o "brasileiro". Naveguei pelo site: na primeira visita não vi qualquer notícia sobre o Brasil, porém, numa segunda, há poucos minutos, havia matéria sobre a visita que o candidato Geraldo Alckmin fez ao presidente português Aníbal Cavaco e Silva, nesta segunda-feira.

Suzana Barbosa
0 comments links to this post

Lançado sistema multilíngue para criar blogs

O professor Fernando Zamith (Universidade do Porto) acaba de avisar que está disponível a partir de hoje o NireBlog, sistema multilingue de criação de blogs gratuitos. Depois de vários meses de preparação e testes, a ferramenta surge com versões em Português , Espanhol e Basco. Mais tarde, garante Zamith, surgirão outros idiomas mais "exóticos".
Coube ao próprio professor traduzir e acompanhar o desenvolvimento da versão portuguesa, a qual está aberta a reparos e/ou sugestões que os usuários queiram fazer. O sistema de administração do NireBlog, segundo explica Fernando Zamith, é muito simples, intuitivo e versátil:

- permite que várias pessoas possam escrever no mesmo blog sem necessidade de usar a mesma conta;

- permite criar links, inserir imagens e alterar o texto para itálico ou negrito sem necessidade de conhecimentos de programação;

- o sistema de comentários e trackbacks é muito personalizável, sendo possível escolher se queremos ou não comentários (moderados ou não), informar quem citamos e saber quem nos cita.

- permite escolher entre mais de 30 templates (imagens de fundo) diferentes, alterar a disposição das várias componentes do blog e mudar a cor da letra.

- permite que o autor inclua, se quiser, publicidade no seu blog, recebendo integralmente a receita que conseguir.

- permite transferir para o Nireblog qualquer blog existente no Blogger/Blogspot (posts e comentários), bem como exportar para outro sistema um blog criado no Nirebog (funcionando como cópia de segurança).

Vale experimentar!

Suzana Barbosa
0 comments links to this post

Blogosfera Hispana uma coletânea para download

Pablo Mancini informa em seu Blog que já está disponível para download em pdf La blogósfera hispana: pioneros de la cultura digital, uma coletânea coordenada por José Manuel Cerezo, recentemente editada pela Fundación France Telecom España.

O livro reune textos de 18 autores e produz uma radiografia da Blogosfera Hispánica, além de ter o mérito de explorar alguns aspectos teóricos da questão. O trabalho abarca temas como a Demografia dos Blogs, Usos Jornalísticos e Empresariais, Participação e Política, dentre outros.

Aí está o sumário, para que se tenha uma idéia da abragência:
Teoría de los blogs: José Cervera y Adolfo Estalella.
Midiendo la blogosfera: Fernando Tricas, Juan Julián Merelo, Víctor R. Ruiz, Gemma Ferreres, Fernando Garrido y José A. del Moral.-
Medios política y participación: Juan Varela, Juan Zafra, Ignacio Escolar y Rafael Chamorro.-
Empresa 2.0: Fernando Polo y Enrique Dans.-
Geografías y Géneros: Hernán Casciari, José A. Gelado y Vicent Partal Anexos: Antonio Fumero y Fernando Tricas.

marcos palacios

0 comments links to this post

sábado, julho 08, 2006

MorgueFile: banco de imagens para uso


Com uma base de dados de imagens de média e alta resolução, o morgueFile disponibiliza uma variedade de fotos para serem usadas. Segundo o blog wwwhat’s new, “la licencia de uso indica que no pueden ser vendidas, ni distribuidas, ni apropiadas, pero pueden usarse para uso más discreto, haciendo referencia, si es posible, al autor de la imagen”.

Alberto Marques
1 comments links to this post

sexta-feira, julho 07, 2006

e-Feirão ou Sebo?

Mais sobre a e-Book World Fair.
Passei um tempão ontem à noite visitando a Feira, com seu propalado terço de milhão de e-books para download gratuito.
A primeira impressão ou expectativa inicial, de que estaríamos diante de uma nova Biblioteca de Alexandria, rapidamente se desfez. A coisa está mais para Torre de Babel...
Há realmente muito material do arco-da-velha, mas muito pouco do arco-da-Web.
Problemas e Soluções:
1. O sistema de busca é dos mais primitivos e ineficientes e "refinar" uma busca ali é apenas um modo dizer. Buscar por assunto é praticamente inútil. Só mesmo por autor ou título;
2. As coleções são excelentes para os Clássicos, de modo geral, mas incrivelmente pobres para material mais recente. O que seria de se esperar na Sociedade do Copyright, mas em se tratando de uma tão anunciada e esperada World Fair, seria também de se esperar uma vasta contribuição de autores aderentes de outros sistemas como o CC (Creative Commons), por exemplo. Em nosso campo mais direto de interesse não encontrei nem o We The Media, do Dan Gillmor, que já está disponível gratuitamente, há muito na Web, sem necessidade de e-Fairs para fazer o download. No mais, não consegui garimpar nada que achasse que valesse a pena guardar, nos campos das novas tecnologias e assemelhados. Se alguém tiver mais sorte, por favor me avise;
3. Ainda assim, gastar tempo lá continua sendo um ótimo e divertido investimento. Afinal nem só de Web vive o Homem. Minha sugestão, em vista da precariedade do Sistema de Buscas do site, é que se comece por um browsing das coleções disponibilizadas;
4. O mais importante mesmo parece-me ser uma questão de atitude. É um lugar para se entrar com o espírito desarmado, como quem casualmente se deixa atrair por um sebo enorme e mal-organizado numa cidade estrangeira. Saia mexendo nas prateleiras, sem medo do pó, mesmo em pilhas classificadas como assuntos que, em princípio, estariam longe de seus interesses mais imediatos. E principalmente nessas. É quase certo que você encontrará tesouros.

marcos palacios
1 comments links to this post

quinta-feira, julho 06, 2006

Feira Mundial do Livro Eletrônico


O trâfego está intenso, mas já começa a ser possível baixar material. É a e-Book World Fair oferecendo para download gratuito mais de 300 mil títulos, incluindo livros, áudio livros, filmes, arquivos sonoros. Há coisas preciosas e do arco-da-velha para todos os gostos: de gigantes da literatura a filmetes publicitários dos primórdios da Publicidade, fotografia, livros infantis clássicos scaneados...
O problema parece ser como encontrar o que se busca... Não é tão fácil como deveria ser.
Reserve um bom tempo para passear pela Feira, pois é realmente um lugar fascinante para se estar na Web neste momento.

marcos palacios
0 comments links to this post

quarta-feira, julho 05, 2006

“El mito de la Web 2.0”


Durantes várias semanas o professor Carlos Scolari tem publicado no blog Digitalismo.com alguns textos com o titulo El mito de la Web 2.0. Para quem quer “conhecer” a Web 2.0, os textos são interessantes. No primeiro, Scolari fala sobre os aspectos semânticos da expressão. No segundo, faz uma leitura evolutiva. No terceiro, inicia uma leitura política . O quarto é uma continuação do anterior.

“Todavía no habíamos acabado de rumiar esas reflexiones -donde apuntamos a la confusión semántica alrededor del término "web 2.0" y a su utilidad teórica- cuando nuevos conceptos aterrizaron sobre el desktop...:”

Alberto Marques
0 comments links to this post




Giuseppe Granieri, autor de Blog Generation, um dos livros mais instigantes publicados sobre Blogs nos últimos meses, que está sendo traduzido por uma editora de Portugal, lança agora La Società Digitale. Granieri explica que, enquanto Blog Generation se voltou para uma visão "micro" de alguns processos e relações, o novo livro busca descrever o cenário no qual essas relações se constroém e evoluem, a partir de uma ótica "macro":

" Con la possibilità di costruire un ragionamento completo e un'argomentazione di respiro più ampio, ho dunque provato a fornire un quadro generale osservato da diversi punti di vista, ma sempre partendo dall'analisi di quanto ci ha insegnato la storia degli ultimi dieci anni. Se Blog Generation era una visione "micro" di alcuni processi di relazione, La Società Digitale cerca di raccontare lo scenario in cui queste relazioni si costruiscono e si evolvono, osservato in un'ottica macro."

O livro está disponível nas livrarias (italianas) a partir de amanhã.
Mais informações e comentários do próprio autor no Blog Notes de G. Granieri.

marcos palacios
0 comments links to this post

Crie sua BBC Radio Online


A BBC vai permitir que seus ouvintes criem rádios personalizadas online, a partir das grades de programação de seus vários serviços. Com o nome provisório de My BBC Radio, a idéia do projeto é criar um BBC Player, que combinará Radio e TV Personalizada. Detalhes no site da BBC.

marcos palacios
0 comments links to this post

terça-feira, julho 04, 2006

Jornalismo Visual e Infográficos


No blog da Mindy McAdams indicações de uma série de sites e blogs direcionados para o Jornalismo Visual e Infográficos.
Muitos dos sites listados estão voltados para jornais impressos, mas há também material sobre o Online.

E ainda a propósito de Jornalismo Visual, o site do Visual Editors tem uma seção permanente, Redesign Wing , dedicada a jornais (impressos) que estão passando por mudanças em seus lay-outs. Muito interessante e instrutivo.

marcos palacios


0 comments links to this post

segunda-feira, julho 03, 2006

Livro “Digitizing the News” é lançado em espanhol

O sociólogo argentino Pablo Boczkowski lançou uma edição do seu livro “Digitizing the News” (MIT Press, 2005) em espanhol. "Digitalizar las noticias" aborda o impacto da tecnologia sobre os meios de comunicação e suas estruturas organizacionais. Segundo Ramón Salaverría, essa é uma obra imprescindível para compreender a imprensa norte-americana e mundial durante os últimos vinte anos. “Como aperitivo, es posible leer gratuitamente dos capítulos ‘Medios emergentes’ (PDF) y ‘Cuando éramos gente del medio impreso’ (PDF). "

Alberto Marques

0 comments links to this post

Web 2.0: potencialidades pouco difundidas?

“La evolución de la World wide Web ha llegado a crear un nuevo ecosistema multimedia que no debe pasar desapercibido en las aulas ni en los medios comunicación.” Dessa forma, Juan Carlos Lujan, no blog Sin Papel, fala sobre as potencialidades oferecidas pela Web 2.0 e a necessidade de difundi-las.“Si antes estábamos acostumbrados a navegar por Internet para chatear, enviar emails o revisar sitios web, hoy tenemos la gran posibilidad de generar contenidos a través de diversas herramientas que hoy aparecen a diario en la red.

Mas, segundo Lujan, a realidade demonstra o contrário. “No hay que salir muy lejos para darse cuenta que en el Perú el concepto original de la web (lectura/escritura) no se cumple. La mayoría de los adolescentes prefieren al juego en línea, antes que desarrollar un wiki, bajar música antes que crear un podcast, copiar y pegar textos antes que desarrollar una historia en un blog o chatear antes que crear un álbum de fotos digitales de un paseo estudiantil.

Factores económicos, sociales y culturales impiden que un grueso sector de la población conozca los espacios creativos que ofrece la World Wide Web. En las aulas poco se conoce o difunden las novedades que trae la llamada Web 2.0, término que identifica a todas esas herramientas que hoy permiten que los usuarios sean protagonistas en la elaboración de contenido bajo un ambiente de colaboración en redes sociales. En la Web 1.0 eramos consumidores pasivos de contenidos, en la Web 2.0 se nos presenta la oportunidad de ser creadores.”

Lujan ainda fala sobre um novo vínculo entre os meios de comunicação e a audiência. O texto nos remete a questionar: estamos passando pelo mesmo problema no Brasil? Vale a pena conferir!

Alberto Marques
0 comments links to this post

domingo, julho 02, 2006

Citizen Journalism x Business plan


Steve Outing pergunta em sua coluna no Poynter se o jornalismo cidadão exige um novo modelo de negócio e questiona como o novo formato irá sobreviver. Outing destaca também 11 passos para entender o CitJ (Citizen Journalism).

Traditional Media Adopts CitJ: Some news organizations are overcoming fears and opening up to citizen journalism.
CitJ's National Networks: Will They Bloom?: Entrepreneurs and media companies eye the opportunities in aggregating local sites.
Independent CitJ: Web sites and Networks: Citizen-media practitioners can do it on their own.
It's Not About the Money: CitJ is a valuable community service -- and for some people, it's too important to turn it into a business.
CitJ Start-ups' Models: Entrepreneurs try to figure out the business; learn from them.
Ideas From CitJ Gurus: Get creative to succeed with citizen media. Advice from Amy Gahran and Chris Willis.

Luciana Moherdaui
0 comments links to this post

Mais do mesmo

O colunista do Institute Poynter Roy Peter Clark lançou livro com dicas para escrever na web. Aí vão algumas delas. O restante está disponível no site do Poynter . O livro Writing Tools : 50 Essential Strategies for Every Writer está à venda na Amazon.

Nuts and Bolts

1. Begin sentences with subjects and verbs.Make meaning early, then let weaker elements branch to the right.
2. Order words for emphasis. Place strong words at the beginning and at the end.
3. Activate your verbs.Strong verbs create action, save words, and reveal the players.
4. Be passive-aggressive.Use passive verbs to showcase the "victim" of action.
5. Watch those adverbs.Use them to change the meaning of the verb.6. Take it easy on the -ings.Prefer the simple present or past.

Luciana Moherdaui
0 comments links to this post

Current TV: um ano

Em seu Blog Mirá, Julián Gallo, professor de "Nuevos Medios" no Mestrado na Universidad de San Andrés, na Argentina, comenta sobre o primeiro aniversário da Current TV, emissora de sinal por cabo e satélite, criada pelo ex-vice-presidente norte-americano Al Gore e o empresário Joel Hyatt.
Direcionada para jornalismo e assuntos correntes, a emissora tem uma peculiaridade: um terço de sua programação é produzida pelo público. E a entrada dos produtos na grade também passa por um processo de seleção aberto: você assiste os vídeos no site da Current TV e decide se eles devem ou não entrar na programação.


Enquanto estão submetidos ao processo de votação, podem ser livremente colocados em qualquer site, o que aumenta as chances de que sejam vistos e recebam "luz verde".
O jornalismo da Current TV é produzido em associação com o Google.
Detalhe: os programas aceitos são comprados por preços que variam de U$ 250 a U$ 1000, mas que podem subir para U$ 50.000 ou mais, se houver patrocinadores interessados.

marcos palacios

0 comments links to this post

sábado, julho 01, 2006

Como escrever para a Web

A Online Journalist Review está com um wiki sobre o tema How to Write for the Web.
Tratando-se de um wiki, obviamente qualquer um pode dar sua contribuição e modificar o texto.
Um material interessante para discussões em sala de aula.

marcos palacios

A dica saiu da mail-list do: Knight Center for Journalism in the Americas
0 comments links to this post

Dia de Blogs












"No rivalizo con los medios tradicionales. No me interesa. Primero, porque trabajo en medios tradicionales. Segundo, porque es ridículo pensar que los blogs somos alternativos, cuando en 5 años vamos a ser tradicionales. Los diarios online hoy son tradicionales cuando hace 5 años eran alternativos. "

O comentário é de Leandro Zanoni, do e-Blog, um dos participantes do Dia de Blogs, que aconteceu na Universidade de Palermo, Argentina.

Mais sobre o Dia em:
Día de Blogs
Visualmente
Pablo Mancini
La Propaladora

marcos palacios
0 comments links to this post