terça-feira, outubro 31, 2006

Blogosfera e jornalismo on-line no Brasil: Porque Noblat, Josias e cia. não fazem Blogs

Em função de um comentário do colega Mario Cavalcanti, do Jornalistas da Web, em uma postagem de Alberto Marques, intitulada Zero Hora usa blog (?) para cobrir eleições, achei que valia a pena disponibilizar um link para um texto jornalístico que publiquei em maio na Revista Lupa, órgão laboratorial da Faculdade de Comunicação da UFBA. É um artigo curto , concebido como uma provocação para fomentar o debate.

marcos palacios
6 comments links to this post

Mapped Up: mais um dispositivo gráfico para acompanhamento de notícias através de RSS

O Mapped Up é mais um dispositivo para acompanhamento de notícias através de RSS.Um balão indica diversos pontos no mapa múndi e mostra as notícias daquele local, usando feeds RSS para isso. O slogan do site é "uma ferramenta indispensável para o viciado em notícias". O balãozinho é interessante de se olhar, mas algo mais útil é o diretório de feeds, através do qual é possível selecionar-se países específicos e ter as notícias recentes daquela parte do mundo.
Via Martelada

marcos palacios
0 comments links to this post

segunda-feira, outubro 30, 2006

Hemeroteca científica disponibiliza artigos e revistas


No blog e-cauderno, uma dica interessante. Trata-se da Hemeroteca de la Red de Revistas Científicas da América Latina y el Caribe, España y Portugal (Redalyc), que tem uma base de dados com textos completos e acesso gratuito a mais de 40 mil artigos e 350 revistas.

Alberto Marques
0 comments links to this post

Orihuela publica artigo sobre blogosfera e Web 2.0


José Luis Orihuela, professor da Universidade de Navarra, publicou um extenso artigo no jornal La Vanguardia. O texto tem como foco a blogosfera e a Web 2.0 e contou com a colaboração de Octavio Isaac Rojas. Apesar do conteúdo do site ser para assinantes, Orihuela permitiu que os arquivos fossem distribuídos em PDF.

PDF 1
PDF 2

A informação saiu do blog E-contenidos, que cita três idéias de cada autor:

Orihuela:

“Los medios tradicionales no acaban de acertar en el modo adecuado de gestionar su nueva identidad en un paisaje que les resulta desconocido”.
“…buena parte de la vieja industria mediática parece comportarse como el capitán del Titanic”.
“Está en sus manos. Comience un blog”

Rojas:

“En la blogosfera se discuten abiertamente muchos temas que antes eran tabú para la sociedad”
“Los bloggers no se preguntan si hacen o no periodismo, dejan que la audiencia decida si lo que hacen es relevante, novedoso y veraz”
“Los blogs no son flor de un día”

Post relacionado:

Orihuela alerta para risco de canibalização dos blogs pelos media tradicionais

Alberto Marques

0 comments links to this post

O melhor da infografia jornalística brasileira: uma exposição com download disponível

Através do Visualmente, pode-se acessar a Primera Muestra de Infografía de Diários Brasileños. A seleção foi organizada por Mario Kanno, para um curso sobre infografia, realizado em setembro no Instituto Europeo di Design (Roma, Milão e Barcelona). Mario Kanno trabalha com infografia, no jornal A Folha de São Paulo, desde 1989. Os infográficos incluídos na mostra foram escolhidos pelos próprios Editores/Diretores de Arte de cada jornal ou revista. Tudo foi feito através de troca de e-mails entre Kanno e os editores.
O resultado final, envolvendo trabalhos de profissionais de dez jornais e revistas brasileiros, foi a montagem de uma seleta muito especial, que pode ser baixada em pdf.
Para ser guardado como um documento de época!

marcos palacios
2 comments links to this post

We love P2P

O amor em tempo de copyleft.

Via Abadía Digital / Mangas Verdes

Alberto Marques
0 comments links to this post

Lista apresenta melhores sites da Web 2.0


Uma lista dos melhores dos melhores sites da Web 2.0 foi colocada on-line há apenas quatro dias e já foi ‘guardada’ em mais de 1.000 contas do del.icio.us. Todos devidamente validados. Vale a pena visitar.

Via Jornalismo PortoNet.

Alberto Marques.
1 comments links to this post

Sociólogo francês fala da Web 2.0

O sociólogo francês Jean-Claude Burgelman foi entrevistado pelo jornal Le Monde. A Web 2.0 foi o tema da matéria.

Sobre a consistência do fenômeno, declara o analista:

"Sociologiquement, ce que nous observons n'est déjà plus un épiphénomène mais une tendance lourde. L'encyclopédie libre Wikipédia, par exemple, s'est très vite imposée, tout comme le site informatif Ohmynews, devenu le premier site d'informations en Corée du Sud. Ce qui est sûr, c'est que les gens qui se connectent aujourd'hui seront les adultes de 2025 et les seniors de 2045. Cette tendance a donc toutes les chances de perdurer. D'autant plus que nous vivons dans un monde beaucoup plus mobile, où chacun a besoin de se sentir en communauté comme il y a des centaines d'années. Or nous ne vivons plus dans le village où nous sommes nés. Ces technologies permettent de recréer de manière virtuelle ce besoin-là".
Acerca dos riscos de se multiplicar uma informação não verificável e, por conseguinte, não merecedora de confiança, Burgelman observa o seguinte:

"Le problème est réel, mais on remarque que les internautes sont vigilants. On sait quels sont les blogs les plus visités et donc les meilleurs. De la même façon, la sélection entre les sites, sérieux ou non, se fait très vite. Selon moi, l'idée d'être bientôt envahi par une information erronée ou manipulée ne tient pas. Ce qui a changé, et va se poursuivre, c'est que le nombre de personnes qui contribuent à mettre en ligne des informations ne sera plus de quelques centaines, mais de quelques milliers".
Via Jornalismo e Comunicação.

Alberto Marques
0 comments links to this post

Há 68 anos, Guerra dos Mundos de Orson Welles gerava pânico e terror

A adaptação radiofônica de The War of the Worlds, por Orson Welles, completa hoje exatos 68 anos de sua apresentação no Mercury Theater in the Air. A novela de H.G. Wells foi colocada no ar, em 30 de outubro de 1938, como um especial de Halloween. O programa gerou pânico, com uma considerável parcela dos ouvintes julgando tratar-se da cobertura jornalística de uma invasão real.
Clique aqui para detalhes sobre a peça radiofônica e seus desdobramentos.
Ou clique aqui para ouvir mais uma vez a raridade, tal qual foi colocada no ar.

marcos palacios
1 comments links to this post

Mídia & Política: nova edição analisa cobertura eleitoral


Antônio Carlos Queiroz e Raimundo Rodrigues Pereira
Os bastidores de Carta Capital
Repórteres contam os bastidores da cobertura sobre o caso dos dossiês e os motivos que os levaram a comprar briga com o diretor-executivo de jornalismo da Central Globo de Jornalismo, Ali Kamel.

Entrevista: Klécio Santos
Muito além do dossiê
O editor em Brasília do jornal Zero Hora e da RBS explica a Márcia Silveira, repórter do Mídia&Política, que durante as eleições, priorizou uma cobertura com foco no leitor. Segundo ele, os veículos do grupo não desvalorizaram as denúncias que surgiram na campanha, mas tiveram cuidado para não fazer jornalismo de dossiê.

Fábio Henrique Pereira
A escolha entre o insosso e o exagero
Nessa altura, não faz sentido responder à questão de quem venceu o debate. Para isso, existirão milhares de pesquisas de opinião. A questão é a seguinte: que discurso é mais importante aos olhos do eleitor? O da eficiência na gestão dos gastos públicos ou o da sensibilidade na área social?

Chico Sant’Anna
Franceses descobrem Gerraldô
A cobertura da imprensa francesa sobre as eleições presidenciais brasileiras denotava o pleito de um candidato só: Lula. O noticiário nem citava os candidatos dos demais partidos, todos eram agrupados sob a denominação de oposição. O segundo turno fez a imprensa francesa “descobrir” o candidato Geraldo Alckmim, o Gerraldô, como pronunciam os franceses.

Liziane Guazina
Pela revolução do jornalismo político
O episódio do vazamento das fotos da Polícia Federal não é um caso isolado. Todos os que já trabalharam em redação ou que são atentos às entrelinhas do jornalismo percebem que o caso apenas reproduz algumas das características marcantes do jornalismo político nos últimos anos.

Alceu Luís Castilho
Imprensa sobe à tribuna
Levantamento inédito da Agência Repórter Social mostra que um terço dos senadores e mais de 10% dos deputados federais eleitos em 2006 controlam empresas de rádio ou televisão.

Ruy Fabiano
Maniqueísmo simplista
O debate sucessório banalizou-se em torno da dinossáurica mística esquerda versus direita, dicotomia fictícia que sataniza o adversário e, a partir daí, torna desnecessária a discussão de programas, práticas e critérios de governo.

Acesse Mídia & Política
0 comments links to this post

domingo, outubro 29, 2006

Zero Hora usa blog (?) para cobrir eleições

O Diários de Brasília, blog (?) da sucursal multimídia da RBS - grupo que dirige o jornal Zero Hora - em Brasília, fez a cobertura das eleições. Até a finalização dessa nota, foram 28 posts publicados. Esse é mais um exemplo da apropriação que a midiaesfera faz da blogosfera. Apesar do formato e da atualização contínua, a página não está inserida na blogosfera. Para mim ele pode ser classificado como um canal do portal ou uma coluna. E para você, é um blog? Via JW

Sobre blogs:

Marcos Palacios: "En la blogósfera la edición del material se torna proceso colectivo"

Alberto Marques
2 comments links to this post

Manifesto pela mudança no jornalismo

Esta saiu do Jornalismo e Comunicação, o Blog Coletivo do Mestrado em Comunicação, Cidadania e Educação da Universidade do Minho:

“Não houve muitas referências a um recente relatório de Geneva Overholser, intitulado "On Behalf of Journalism: A Manifesto for Change". O documento, que merece leitura e estudo, foi publicado pelo Annenberg Public Policy Center da Universidade da Pensilvania (EUA). O universo de referência é o jornalismo americano, mas a pertinência das reflexões e propostas estende-se para um horizonte mais largo.

Explicando o sentido do relatório, a autora escreve que "'On Behalf of Journalism' is a document of hope for a difficult time. To journalism?s many daunting challenges, it offers no easy cure, but a panorama of possibilities".

Informação complementar:
- Quem é Geneva Overholser
- Ensuring that Journalism in the Public Interest Survives
- Save American Journalism
- Journalism's Future: A "Panorama of Possibilities"

Alberto Marques
1 comments links to this post

sexta-feira, outubro 27, 2006

Infografia: o que estão produzindo os estudantes de Alberto Cairo?

No site de Alberto Cairo há uma coleção de infográficos produzidos por estudantes em cursos e oficinas ministrados por ele na School of Journalism da Universidade da Carolina do Norte (UNC). Estão também disponíveis os programas dos cursos oferecidos. Os resultados são de excelente qualidade.

marcos palacios
0 comments links to this post

Repórteres sem Fronteiras organizam 24 horas de protesto contra censura na Internet

No dia 7 de novembro, entre 6 h. e 18 h. (hora de Brasília), quem se conectar ao site dos Repórteres sem Fronteiras, grupo sediado na França que se dedica à defesa do direito de expressão e contra a perseguição e assassinato de jornalistas em todo o mundo, estará participando de uma demonstração virtual contra a censura na Internet. Nesse dia, será divulgada uma lista de 13 países cujos governos censuram ou bloqueiam setores de conteúdo da Web. A lista certamente incluirá a China, onde jornalistas dissidentes têm sido presos por suas publicações online e partes de conteúdos na Internet têm sido recorrentemente bloqueados. Nesse mesmo, dia o grupo lançará uma plataforma para blogs e a versão em árabe de seu site.

Via CNET News
0 comments links to this post

quinta-feira, outubro 26, 2006

Brasileiros têm destaque na eleição da Deutsche Welle dos melhores blogs da Internet


A rede de comunicação alemã Deutsche Welle organiza, desde segunda-feira (23/10) e até o começo de novembro, o International Weblog Awards 2006, uma premiação para os melhores blogs e podcasts da Internet.

Segundo a organização, foram sugeridos mais de 5.500 sites, nas dez línguas oficiais do BOBs - Best of Blogs: português, inglês, espanhol, alemão, árabe, chinês, holandês, francês, russo e persa.

A votação pode ser feita até o dia 11 de novembro, quando serão divulgados os vencedores - escolhidos por uma comissão de 13 blogueiros "renomados e especialistas em mídia"; entre eles, a jornalista Soninha Francine. A cerimônia de premiação, que fará parte de um evento sobre tendências e particularidades da chamada "blogosfera", acontece em Berlim.

O júri escolherá os vencedores analisando quatro aspectos: conteúdo, criatividade, design e navegação.

Os internautas podem dar sua opinião na página do prêmio, que está disponível em português.

Matéria do Portal Imprensa.

Carla Schwingel

0 comments links to this post

Nasce uma nova função jornalística: o Ghost Blogger para Executivos

O ghost writer, alguém que escreve para que outros assinem, é uma figura conhecida e muitos jornalistas tiram seu ganha-pão dessa atividade. Agora surge uma variante: o ghost blogger. No Blog Business Summit, que está ocorrendo em Seattle, nos Estados Unidos, estabeleceu-se uma discussão sobre a legitimidade e o sentido ético de executivos de grandes empresas contratarem profissionais para escrever para eles os seus "blogs pessoais". Dave Taylor, um profissional de blogs de negócios, defendeu que é perfeitamente legítimo que um executivo contrate alguém para produzir seu blog. Ele deu como exemplo o Fast Lane Blog, que tem uma audiência considerável, é assinado por Bob Lutz, um alto executivo da General Motors, mas na verdade é produzido por uma equipe de cinco ghost bloggers. Para Taylor, a prática estaria no mesmo nível de aceitabilidade que o uso de especialistas para escrever os discursos de um presidente ou estadista.Um blog de um alto executivo deve ter os mesmos objetivos de um discurso político de alto nível: prender a atenção e convencer, arrematou Taylor.
Via BuzzLogic

marcos palacios
0 comments links to this post

Shout Up and Sing discute a liberdade de expressão nos Estados Unidos

Estréia amanhã em Nova York e Los Angeles o filme Shout Up and Sing , das diretoras Barbara Kopple e Cecilia Peck. O filme discute a liberdade de expressão nos Estados Unidos, tendo como fio condutor a controvérsia que se estabeleceu, em 2003, logo após a invasão do Iraque, em torno das Dixie Chicks, um grupo feminino rock-country de Dallas, Texas, com a declaração feita em um show: "We are ashamed the president of the United States is from Texas". O filme acompanha os desdobramentos da história até o presente.
Assista o trailer.

marcos palacios
0 comments links to this post

Brazilian Journalism Research (BJR): call for paper on Press Freedom


Call for paper
Brazilian Journalism Research (BJR)
Vol. 3, Number 1 - Semester I, 2007
Special Edition on Freedom of the Press
Brazilian Association of Journalism Research
Unesco Office in Brazil
Deadline: January 31th. 2007
Editor: Luiz G. Motta, UnB, Brasil

In cooperation with Unesco Brasil, the journal Brazilian Journalism Research is now announcing a call for paper for its special edition on freedom of the press to be printed on Semester I, 2007. The journal will publish either theoretical essays or research reports. The deadline for submitting articles is January 31rst. 2007.
Articles should necessarily deal with the main topic of this special edition or with related themes such as freedom of the press as basic human right, freedom of the press and democratic values; role of media for democratic governance; law, regulation, policies and the public interests; safety of journalists, the question regarding the impunity of crimes against journalists; privacy and freedom of expression; media freedom and political speech; access to information and other related topics.
Brazilian Journalism Research (BJR) is a semi-annual scientific journal published by the Brazilian Journalism Researchers Association (SBPJor). For further information about BJR and SBPJor, please visit the website . The association is dedicated to theory and research on journalism (theoretical and empirical).
The journal is totally edited in English.
Schedule for Vol 3, number 1:
Call for paper: January 31rst 2007
Editorial decisions: March 31rst 2007
Editing and printing: April 2007
Please send manuscripts to: luizmotta@yahoo.com.br and adauto.soares@unesco.org.br by January 31rst. 2007
0 comments links to this post

quarta-feira, outubro 25, 2006

News Sniffer monitora comentários de leitores censurados pela BBC

News Sniffer é um site que monitora basicamente duas coisas: comentários de leitores censurados nos fóruns (Have your say) da BBC e mudanças nas versões de matérias publicadas online pela BBC, The Guardian e The Independent. No caso dos comentários censurados (ou seja retirados da página da BBC pelos seus editores) o News Sniffer quantifica as censuras por assunto e reproduz a íntegra dos comentários retirados, através de um serviço chamado Watch Your Mouth. No caso de mudanças de versões, o serviço denominado Revisionista publica cada uma das versões, com cores diferentes marcando o que mudou de uma para a outra. E eles prometem estender os serviços para outras empresas de comunicação.

marcos palacios
0 comments links to this post

Digital Camera escolhe melhor fotógrafo do ano através de voto dos usuários do site


Digital Camera, uma revista inglesa sobre fotografia digital, está promovendo seu concurso anual para escolha do Photographer of the Year. Já foram selecionados vencedores de cada uma das categorias (Retrato, Paisagem, Animais & Natureza, Ação & Movimento, Arte de Viajar e Preto & Branco). Agora, os melhores dessas diferentes categorias foram convidados a submeter uma nova foto, para uma disputa entre eles, para escolha do Photographer of the Year. A decisão será feita por voto dos usuário do site. Para participar é necessário fazer um registro. Vale a pena navegar por cada categoria e apreciar o trabalho dos atuais concorrentes ao "melhor".
Via Bernabauer.com

marcos palacios
0 comments links to this post

terça-feira, outubro 24, 2006

Gêneros jornalísticos: novas fórmulas

“Os periódicos devem deixar de ver o mundo sempre em forma de histórias”. A frase é de Adrian Holovaty,e faz parte do artigo 'A fundamental way newspaper sites need to change'. Ele foi responsável pelas inovações editoriais no Washington Post digital. Segundo o autor, “deixar de ver o mundo sempre em forma de histórias” significa abrir-se a novas fórmulas informativas, diferentes dos gêneros jornalísticos em uso, que são considerados por muitos como únicos.
A blog entry titled 9 Ways for Newspapers to Improve Their Websites has been making the rounds lately. I don't write about the online news industry on this site as much as I used to, but this article inspired me to collect my current thinking on what newspaper sites need to do. Here, I present my opinion of one fundamental change that needs to happen.

Via Visión.

Alberto Marques
0 comments links to this post

Isto é completa 30 anos e disponibiliza retrospectiva

Coincidindo com o lançamento da edição impressa e comemorando 30 anos de publicação, a Isto é Online está disponibilizando um especial, com os principais fatos noticiados pela revista, ano a ano, de 1976 a 2006.
0 comments links to this post

Observatório da Imprensa: Gerson Luiz Martins fala sobre estágio jornalístico

"A situação atual do processo de estágio realizado em boa parte dos cursos de jornalismo determina a perda de bons e talentosos jornalistas. É necessária e urgente a implantação, em todos os estados, da regulamentação do estágio em jornalismo, conforme a proposta da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e com o endosso do Fórum Nacional dos Professores de Jornalismo (FNPJ). O processo atual está viciado e não colabora para o aprimoramento do jornalismo – serve apenas de mão-de-obra barata para as empresas. É importante deixar muito claro. Estágio em jornalismo é proibido, ilegal. Se denunciado ao Ministério Público do Trabalho, as empresas poderão ser autuadas e multadas. De outro lado, os cursos de jornalismo não podem mais fechar os olhos para essa realidade e tampouco a Federação Nacional dos Jornalistas pode ficar insensível à questão.
Para os cursos de jornalismo, o estágio se tornou um obstáculo ao desenvolvimento de projetos, pesquisas e atividades de extensão. Estudantes de jornalismo interessados e com bom nível de aprendizagem muitas vezes são seduzidos pelas oportunidades de "estágio". Essa situação seria, de certa forma, mais tranqüila. Entretanto o processo comprovou que muitos "estagiários" estão nas redações única e exclusivamente por meio de "QI" (quem indica)."
Essa são algumas idéias do Prof. Gerson Luiz Martins, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e presidente do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo, sobre a situação do estágio jornalístico no Brasil.
Leia a íntegra do artigo.

marcos palacios
0 comments links to this post

New York Times: Auto-retratos de uma descida a Alzheimer

O New York Times traz uma reportagem sobre a abertura da exibição de auto-retratos de William Utermohlen, um artista norte-americano residente em Londres, que usou essa técnica para registrar sua descida para a demência, ao longo de quatro anos. Utermohelen descobriu que estava acometido do Mal de Alzheimer em 1995. De 1996 a 2000, acompanhou o progresso da doença através de seus auto-retratos. A exibição abre nesta sexta-feira, na New York Academy of Medicine, com apoio da Alzheimer’s Association. O autor está atualmente internado numa clínica especializada e já não pinta.
A reportagem do NYT inclue uma coleção de slides com os dramáticos auto-retratos.

marcos palacios
0 comments links to this post

Sistema desenvolvido pelo Labjor identifica automaticamente reportagens sobre ciência e tecnologia

O Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor) da Universidade de Campinas (Unicamp) desenvolveu um sistema capaz de detectar automaticamente matérias de ciência e tecnologia na mídia impressa, possibilitando uma avaliação da cobertura jornalística em termos quantitativos e qualitativos. O mecanismo foi batizado de Sapo (Science Authomatic Press Observer. “Ele é capaz de ‘farejar’ edições on-line de jornais e descobrir onde está a ciência. Trata-se de um banco de dados que coleta, seleciona e organiza os conteúdos de ciência e tecnologia”, explicou Yurij Castelfranchi, do Labjor, um dos responsáveis pela criação do sistema. A ferramenta foi projetada para percorrer o conteúdo dos jornais Folha de S. Paulo, Estado de S. Paulo, Jornal do Brasil e O Globo, disponíveis na internet a assinantes. Considerando apenas o texto da versão impressa, o Sapo extrai as matérias que contêm termos de uma lista de palavras-chave cuidadosamente selecionadas a partir de sua tipicidade no discurso científico.
Via Agencia FAPESP

Pancho Gomes
0 comments links to this post

Centenário do voo de Santos Dumont repercute na mídia online e na blogosfera

O centenário do histórico voo de Santos Dumont no 14 Bis repercutiu ontem no jornalismo online brasileiro, com a publicação de especiais no Estadão Online e no Jornal do Brasil. O Governo Federal disponibilizou uma página da Comissão Interministerial dos festejos, onde estão também listados links para as várias manifestações da imprensa sobre o centenário. Na Blogosfera brasileira foram inúmeras as menções ao voo e suas comemorações.

marcos palacios
0 comments links to this post

Divulgação de trabalhos acadêmicos na Web: o estado da Arte

A Rice University Press, a primeira editora universitária norte-americana a funcionar exclusivamente a partir de publicações online, disponibilizou seus dois primeiros livros na Web. Art History and Its Publications in the Electronic Age é um texto de Hilary Ballon (Professora do Departamento de História da Arte e Arqueologia da Columbia University) e Mariet Westermann (Diretora and Professora do Institute of Fine Arts, New York University). O segundo livro é The State of Scholarly Publishing in the History of Art and Architecture, de Lawrence McGill (Priceton University). As duas obras discutem o desenvolvimento da publicação de trabalhos acadêmicos na Web, especialmente no campo das Artes e Arquitetura, na era digital. A opção da Editora é preferencialmente por trabalhos na área da Artes, uma vez que seu custo como edição impressa é muitas vezes proibitivo, em função do uso de múltiplas ilustrações em cores e impressão em papéis de alto custo para possibilitar a visualização apropriada das obras discutidas.Todas as publicações da Rice University Press estarão licenciadas sob o Creative Commons, podendo ser lidas gratuitamente na Web, porém sendo cobrada uma taxa caso o usuário opte pelo download do material ou pela compra de um volume em formato impresso. Os autores publicados retém seus copyrights sobre os trabalhos e, como se trata de publicações em formato open-source, alterações e emendas podem ser facilmente executadas, criando edições revisadas do texto.
Via DigitalKoans

marcos palacios
0 comments links to this post

Liberdade de imprensa piora no Brasil, afirma Repórteres sem Fronteiras

A liberdade de imprensa piorou no Brasil, segundo a organização não-governamental francesa RSF (Repórteres sem Fronteiras), que divulgou seu relatório anual. Finlândia, Irlanda e Islândia aparecem como os campeões mundiais da liberdade de imprensa.
O Brasil, que ocupava a 63ª posição no relatório de 2005, caiu para a 75ª no ranking deste ano. "Um jornalista foi assassinado e outro sobreviveu a um atentado", destaca o documento, referindo-se ao assassinato do jornalista José Cândido Amorim Pinto (Jota Cândido), da Rádio Comunitária Alternativa.

Via FolhaOnline
0 comments links to this post

segunda-feira, outubro 23, 2006

Empresas de comunicação proliferam no Second Life

0 comments links to this post

Fotografia quase apagada ganha prêmio em Londres


Uma fotografia que levou nove anos para ser tirada e que quase foi apagada acidentalmente foi a vencedora do Prêmio Fótógrafo de Vida Selvagem do Ano 2006.A morsa retratada pelo sueco Goran Ehlme se confunde com o resto do cenário tingido de verde.Ele capturou a imagem em uma câmera digital.“Eu quase apaguei a imagem acidentalmente, (mas foi) quando percebi que se tratava de uma coisa especial”, afirmou Ehlme à BBC.
Ehlme é um experiente documentarista de vida selvagem e participou de séries de televisão da BBC, além de também ter colaborado com o canal de TV da revista National Geographic.Ele passou quase uma década tentando retratar o comportamento das morsas e chegar perto dos mamíferos sem ser atacado.Com cerca de uma tonelada e meia, esses animais podem ser extremamente perigosos caso se sintam ameaçados, e suas grande presas podem matar até mesmo um urso polar.“A foto foi tirada antes de a morsa subir para respirar. Embaixo d’água, com a máscara e com uma proteção na câmera, era muito difícil ver o que estava em foco, só que me dei conta e disse: 'Uau! Tem a cabeça dela na foto'”, disse Ehlme.

Paulo Munhoz
via: Uol Últimas Notícias
0 comments links to this post

Paulo Henrique Amorim contesta Ali-Kamel: JN sabia da queda do avião da GOL

Com base em informações recebidas de Ricardo Boechat, editor-chefe do Jornal da Band, Paulo Henrique Amorin, em Conversa Afiada, contesta a resposta de Ali Kamel, Diretor-executivo de jornalismo de Central Globo de Jornalismo.
Segundo Amorin, Boechat disse que:
1) O Jornal da Band sai do ar imediatamente antes de o Jornal Nacional começar.
2) A ultima noticia do Jornal da Band no dia 29 de setembro foi o desastre da Gol.
3) Foi uma noticia que dizia que o avião da Gol tinha caído: não era uma noticia especulativa.
4) O Jornal da Band tinha conseguido confirmar a informação 3 minutos antes de acabar.
5) O primeiro boletim da Band, ao vivo, com mais detalhes do desastre, foi ao ar durante o Jornal Nacional.

marcos palacios
0 comments links to this post

Manipulação de imagens: o estranho caso do sumiço dos jornalistas

Pepe Contreras, en La Telaraña, comenta que a prática soviética de fazer gente desaparecer através da manipulação de fotografias não começou e terminou com Stalin. O exemplo acima é de uma reunião de Gorbachov com Felipe González e aconteceu em maio de 1980. Quem conta a história é Manolo Barriopedro, da Agencia EFE, que foi um dos "desaparecidos". A primeira foto retrata os dois estadistas e os jornalistas ao fundo. Barriopedro recebeu uma cópia da foto das mãos do fotógrafo oficial da Agência Tass. No dia seguinte, a segunda foto foi publicada no Pravda. Foram devidamente removidos todos os incômodos jornalistas e a famosa mancha na testa de Gorbachov.
Via Tíscar.com

marcos palacios
0 comments links to this post

O que você compraria para liberar na Web com U$ 100 milhões?

A pergunta pode não ser ociosa, pois quem a lançou em um Wiki foi ninguém menos que Jimmy Donal "Jimbo" Wales, o criador da Wikipedia: "Que material protegido por copyright você compraria para liberar na Web, se tivesse 100 milhões de dólares para gastar?"
Não se sabe o que ele pretende exatamente com isso, mas Jimbo acrescentou que a pergunta foi feita para ele "por alguém que dispõe desse tipo de dinheiro para gastar".
As respostas começam a surgir.
Uma delas: "Seriously, if you want to do something useful, don’t buy history textbooks– anyone can write a history textbook with the proper sources. Buy the primary sources: newspaper archives, firsthand accounts, videos, letters". Veja outras sugestões que começam a aparecer.

Via Journerdism
0 comments links to this post

domingo, outubro 22, 2006

Global Voices Online: Blogs brasileiros forçaram Rede Globo a dar explicações

Uma postagem de José Murilo Junior no Global Voices Online faz um balanço da repercussão nos blogs brasileiros das denúncias publicadas pela revista Carta Capital em torno do dossiergate e do comportamento da Rede Globo às vésperas do primeiro turno das eleições presidenciais. Segundo a leitura de José Murilo Junior, os blogs multiplicaram o efeito da limitada tiragem de Carta Capital (67 mil exemplares), obrigando Ali Kamel, diretor-executivo de jornalismo da TV Globo, a descer de seu pedestal e publicar uma carta resposta no Observatório da Imprensa.

marcos palacios
0 comments links to this post

sábado, outubro 21, 2006

YouTube deleta 30 mil vídeos japoneses

YouTube deletou 29549 arquivos de vídeo com clipes musicais, desenhos e filmes japoneses, que haviam sido colocados no site sem a autorização de seus proprietários, essencialmente emissoras de TV.
Embora o portal tenha uma política de sempre remover material ilegal quando avisado, executivos das empresas se mostraram irritados com a necessidade de vigiar o serviço em busca de cópias irregulares de seus materiais.
Via Estadão
0 comments links to this post

Tarjas pretas, tarjas brancas e retoques em Photoshop: a censura dos Aiatolás em ação

Reconstruir no Photoshop o vestido da modelo, para reduzir o decote é o recurso mais sofisticado utilizado pelas censores no Iran. Na maioria das vezes uma tarja branca ou preta faz o serviço. Abaixo, alguns exemplos retirados do J/Turn, que traz uma postagem com muitas fotos mostrando essa forma direta e ostensiva de censura.

marcos palacios
0 comments links to this post

Wired e Nature também estão em Second Life

A exemplo da Reuters, que montou uma sucursal no mundo virtual de Second Life, outras empresas de comunicação estão se estabelecendo por lá. É o caso da Revista Nature, que comprou uma ilha e criou a Second Nature . E da Wired, que está com um prédio todo para sua redação virtual.

Via Blog de Pablo Mancini.
A foto é de Pablo Potvin o avatar de Mancini em Second Life.
0 comments links to this post

Internautas brasileiros mantêm recorde de navegação

O Ibope/NetRatings acabou de divulgar mais uma pesquisa sobre a internet brasileira. Há seis anos atrás, tempo que a companhia começou seu primeiro levantamento, o número de internautas ativos mais que dobrou, passando de 9,8 milhões de pessoas para 21 milhões. A informação saiu no Estadão, e mostra que “em setembro, o número de usuários ativos de internet residencial atingiu 13,6 milhões de pessoas, número 14% maior que o mesmo período de 2005”.

“Em relação ao tempo de uso da internet residencial, cada um dos brasileiros citados acima navegou em média 20h27min, 2h57min mais que em setembro de 2005. O Brasil, entre os dez países medidos com a mesma metodologia, permanece na primeira colocação em tempo de uso da internet residencial. Em seguida vêm países como o Japão, com 18h22min, seguido pela França, com 17h43min, e os Estados Unidos, com 17h08min de tempo médio de navegação residencial por pessoa.”

Mais...

Brasileiros mantém recorde: mais horas de navegação que qualquer outro Internauta

Alberto Marques
0 comments links to this post

sexta-feira, outubro 20, 2006

Financiamentos para projetos inovadores em novas mídias














Pessoas físicas e organizações da América Latina e do Caribe podem solicitar financiamento para projetos inovadores para as novas mídias, como parte dos 5 milhões de dólares do Programa lançado por John S. and James L, da Fundação Knight.

O programa Desafio das Notícias do Século XXI financiará propostas que utilizam novos métodos para ajudar a expandir os processos comunicativos em uma determinada localidade.

Esta
é uma excelente oportunidade para quem possui uma idéia e gostaria de colocá -la em prática.
As inscrições podem ser feitas on line até 31 de dezembro.


Siga os links!

Carla Schwingel
0 comments links to this post

Executiva virtual realiza buscas e interage com usuários


Com design arrojado, Ms. Dewey é um dos mais novos buscadores da internet. Sua personagem principal é uma bela e desinibida executiva. Fazendo caras, bocas e comentando as pesquisas realizadas com ‘piadinhas’, Ms. Dewey é uma personagem no mínimo hilária. “Enquanto aguarda você efetivar uma busca, Dewey fica visivelmente impaciente, olhando para os lados, fazendo cara de tédio, chamando pelo usuário e, eventualmente, batendo contra a tela do computador para chamar sua atenção”. O resultado de toda essa sofisticação é uma acessibilidade horrível e buscas de péssima qualidade.

Usabilidade e marketing viral

“No que tange às pesquisas, a executiva é pouco eficiente, pois a interface em flash revela-se lenta e pouco prática, demorando para retornar os resultados. Entretanto, testar as reações da bela Ms. Dewey é definitivamente divertido. Se você deixá-la esperando por tempo suficiente, por exemplo, ela revelará sua verdadeira intenção: "Vamos, continue fazendo perguntas, quanto mais você perguntar, mais eu vou saber, e logo eu irei dominar o mundo!" O comentário é seguido de uma desconcertante risada maléfica.

O site não traz nenhuma marca fazendo referência a qualquer empresa. Mas segundo a Forbes, a tagarela Ms. Dewey é uma ação de marketing viral da Microsoft, utilizando a tecnologia de busca do Windows Live Search. Ainda que a ligação com a companhia de Gates não seja clara, a executiva virtual acaba se entregando se o usuário fizer as perguntas certas. Faça uma consulta sobre Linux, por exemplo, e ela dirá que não pode falar porque está com as mãos amarradas. Se a busca for por "playstation", ela entoará a célebre frase de dominação popularizada por uma tradução infeliz de um antigo jogo japonês de naves para o saudoso mega-drive: "All your base are belong to us", fazendo uma possível referência ao embate entre as marcas Xbox, videogame da MS, e Playstation, da Sony.

O marketing viral é uma estratégia de propaganda que se utiliza de redes sociais já estabelecidas para produzir um aumento exponencial na visibilidade da marca, elevando a curiosidade do público e ganhando exposição a cada nova pessoa que deseja checar o que está acontecendo. Desta forma, a novidade espalha-se de usuário para usuários, de forma semelhante à disseminação de um vírus de computador. A Microsoft já se utilizou várias vezes desta técnica para promover seus produtos, a mais popular delas foi a campanha do site ilovebees.com que atraiu milhões de curiosos e serviu para popularizar ainda mais o jogo Halo 2.”
Via Terra

Alberto Marques
0 comments links to this post

Comparações Pouco Marcianas no Jornalismo de Divulgação Científica


A New Scientist Online faz uma observação jocosa sobre a linguagem dos artigos de divulgação científica publicados sobre a Mars Reconnaissance Orbiter, a sonda da NASA que está orbitando Marte e colhendo fotos de alta resolução. Em dezembro do ano passado, o site SpaceDaily anunciava que a sonda seria capaz de identificar objetos tão pequenos quanto "uma lavadora de pratos (dish washer)". Na mesma época a Sky and Space Magazine informava que "enquanto as câmeras de de sondas anteriores não iam além de identificar objetos menores que um ônibus escolar (school bus), a nova espaçonave vai revelar detalhes tão pequenos quanto uma mesa de jantar (diner table)". E bem recentemente, releases da NASA informavam que, em sua primeira órbita, a sonda identificaria objetos do tamanho de uma quadra de basquete (basketball court) e quando chegasse mais próxima da superfície poderia fotografar coisas tão pequenas quanto poltronas (armchairs).
A New Scientist faz um gracejo e pergunta como todo esse entulho terrestre foi parar em Marte....

marcos palacios
0 comments links to this post

quinta-feira, outubro 19, 2006

300 milhões de norte-americanos: destaque para um gráfico bem executado

O Blog Innovations in Newspapers acompanhou alguns casos da cobertura da quebra dos 300 milhões na população norte-americana. Nada muito impressionante, considerando-se os recursos disponíveis para os colegas trabalhando por lá...
Um gráfico do Chicago Tribune mereceu especial destaque entre os instrumentos que buscaram fornecer uma versão visual do acontecimento.

marcos palacios
0 comments links to this post

quarta-feira, outubro 18, 2006

Como fotografar os Amish: uma questão de deontologia jornalística

Na semana passada, quando se desdobravam os detalhes do caso do assassinato de meninas Amish numa escola em Nickel Mines, Pennsylvania, uma questão deontológica se abriu: como fotografar (ou não) os integrantes de uma comunidade religiosa que se opõem ao uso da fotografia, por acreditarem que as fotos contrariam o segundo mandamento mosaico: "Não farás para ti imagem ou escultura, Nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, Nem em baixo na terra, Nem nas águas debaixo da terra...". Antonio Granado em seu Blog PontoMedia oferece um link para uma discussão sobre o assunto. Deve o respeito pelas crenças da comunidade se sobrepor ao valor notícia de um fato de interesse público?

Via Ponto Media

0 comments links to this post

Manipulação Digital de Imagens: criando o universo technicolor do Hubble

Continuando na linha das considerações sobre a manipulação de imagens digitais, poderíamos imaginar que, em função mesmo do contrato de leitura que estabelece com seus usuários, a Publicidade estaria num extremo do continuum, sendo a manipulação digital das imagens quase que uma "regra" e um recurso "aceitável" para a expressividade daquele formato discursivo no mundo contemporâneo. O Jornalismo estaria numa posição intermediária nesse continuum, com uma pretensão normativa à "objetividade", convivendo com manipulações "aceitáveis" (por exemplo o "enquadramento" e o "corte" da imagem capturada pelo fotógrafo) e "inaceitáveis" (como a mudança de cor, ou acréscimo de elementos à imagem). No outro extremo do continuum teríamos a Ciência, o discurso científico, com seu rigor, sua exatidão, objetividade fria e horror à polissemia e à manipulação. Certo? Uma imagem do Hubble, por exemplo, deve ser fiél, em seus mínimos detalhes, àquilo que o Telescópio realmente "viu" nos confins do Universo. Certo? Errado...

De fato, Ana Carmen Foschini em seu Blog Anacarmen.com traz um link para um instrutivo artigo sobre a criação, em Photoshop, do universo pirotécnico do Telescópio Hubble. Escrito por Ray Villard e Zoltan Levay, o texto se intitula Criando o Universo Technicolor do Telescópio Hubble e ensina, passo-a-passo, como as imagens originalmente produzidas pelo Hubble, - que são na verdade mosaicos de fotos em preto e branco, semelhantes a pouco românticas radiografias do pulmão,- são colorizadas no Photoshop, atribuindo-se diferentes nuances de cor a cada um dos comprimentos de ondas detectados pelo telescópio e livrememente trabalhando-se níveis de contrastes e profundidades, para se obter os efeitos desejados. Um nebulosa, que no telescópio aparece cinzenta e com apenas uma levíssima coloração, transforma-se em um mundo de cores e contrastes sutís. Uma galáxia distante torna-se um caracol de fogo, no seio do qual explodem supernovas em seu nascedouro. O resultado é magnífico, como todos sabemos, mas na verdade estamos longe da fria objetividade científica e frente a um híbrido entre Ciência e Arte, que só a digitalização da informação permite levar a tais extremos de perfeição e beleza. Os autores de tais façanhas de manipulação digital justificam seus métodos dizendo que as cores, assim como a Beleza, está nos olhos de quem vê. O importante, explicam eles, é usar as imagens para contar uma "história", tornada possível por um aparelho científico.

Realmente fascinante...

marcos palacios

0 comments links to this post

terça-feira, outubro 17, 2006

Manipulação Digital de Imagens: a Exceção e a Regra

Várias postagens anteriores aqui no Jornalismo & Internet discutiram aspectos relacionados à manipulação digital de imagens, seus usos e abusos no jornalismo. O caso mais recente a ganhar destaque foi o do emagrecimento instântaneo de Katie Couric, a apresentadora da CBS News que perdeu peso com a ajuda do Photoshop. Se no jornalismo os abusos são recorrentes, mas vistos como "desvios", na publicidade a "regra" é o padrão Photoshop, gerando estereótipos de beleza inatingíveis, que segundo alguns estudiosos vem afetando a auto-estima de adolescentes e contribuindo para gerar problemas como anerexia, bulimia e vigorexia. Na recente campanha eleitoral para o Legislativo, algumas vezes tive dificuldades para reconhecer, nos posters e "santinhos", algumas pessoas com quem convivo no quotidiano, mas que haviam sido digitalmente transformadas em "Candidato(a)s"...

Um vídeo produzido pela Dove retrata a prática da beleza digitalmente produzida na publicidade.
Vale a pena.

marcos palacios
3 comments links to this post

Divulgados resultados do Prêmio Adelmo Genro Filho de Pesquisa em Jornalismo

A Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor ) divulgou os ganhadores da primeira edição do Prêmio Adelmo Genro Filho de Pesquisa nas categorias iniciação científica, mestrado e doutorado. Neste ano não se apresentaram candidaturas para a categoria sênior. “Os trabalhos vencedores têm um excelente nível e representam uma amostra da qualidade da pesquisa produzida no país”, declarou o coordenador do concurso, professor Francisco Karam.

O primeiro lugar na categoria iniciação científica coube a Carolina Adolfo de Carvalho, da Universidade Federal de Santa Maria, com o trabalho O cidadão-comum nas páginas do Diário de Santa Maria: uma questão de valores-notícia, orientado pela professora Márcia Franz Amaral.
Na categoria mestrado o primeiro lugar ficou com Leila Nogueira, da Universidade Federal da Bahia, com o trabalho O Webjornalismo Audiovisual: uma análise de notícias no UOL News e na TV UERJ Online, orientado pelo professor Elias Machado (leia a íntegra da Dissertação no site do GJOL).
Na categoria doutorado o primeiro lugar coube a Gilmar Afolfo Hermes, da Universidade do Vale dos Sinos, com o trabalho Ilustrações: fronteiras entre o jornalismo e a arte, orientado pelo professor Ronaldo Henn.

Os ganhadores receberão diplomas e uma placa durante a solenidade de abertura do IV Congresso Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, no dia 5 de novembro deste ano em Porto Alegre, no Hotel Everest. A SBPJor vai custear as despesas com locomoção e hospedagem dos pesquisadores, além de liberar a inscrição no congresso.
Criado pela SBPJor em 2004, durante o congresso de Salvador, o Prêmio Adelmo Genro Filho de Pesquisa, tem como objetivo premiar anualmente os melhores trabalhos nas categorias de iniciação científica, mestrado, doutorado e sênior.
“Com a premiação buscamos a um só tempo institucionalizar a pesquisa e reforçar a identidade do jornalismo como campo científico”, explica o presidente da SBPJor, Elias Machado.
Mais detalhes no site da SBPJor
0 comments links to this post

Second Life: Reuters abre sucursal e centro de notícias em mundo virtual

A Agência Reuters abriu uma sucursal no mundo virtual Second Life, propondo-se a cobrir a vida de seus habitantes e levar para eles notícias do "mundo externo". Adam Pasick, um correspondente da Reuters lotado em Londres, adotou o avatar Adam Reuters e já está plenamente engajado em suas novas funções jornalísticas em Second Life. "Pode parecer estranho, mas não é diferente de ser um repórter no mundo real", declarou Pasick. "Uma vez que você se acostuma, é como o que eu venho fazendo há anos..."
Os cidadãos de Second Life podem acessar as notícias do mundo virtual e do mundo "lá fora", através de um pequeno aparelho móvel. Na central de notícias, podem participar de debates sobre os principais acontecimentos. As reportagens focalizam o dinâmico entorno cultural e econômico de Second Life. Segundo a Reuters, a novidade é parte da estratégia da empresa jornalística de se aproximar de um público mais jovem.
As coberturas do mundo virtual seguirão as mesmas regras e práticas profissionais adotadas globalmente pela Reuters.

Criado em 2003, pelo Linden Lab, Second Life é um sofisticado ambiente virtual 3D onde, encarnando avatares que podem ser modificados e aperfeiçoados pelos participantes, possibilita-se interações inter-pessoais como num mundo real, com atividades culturais, economicas, sociais e até mesmo com as mazelas do mundo externo, como criminalidade e muita gente chata circulando por lá. Second Life já está colonizado por mais de 850 mil residentes inscritos, oriundos de todas as partes do globo, e continua crescendo. Várias companhias (incluindo a Adidas e Disney) já se estabeleceram no novo território virtual. Nos últimos 60 dias, a média de usuários diários oscilou em torno de 400 mil. Second Life tem uma moeda própria (o LindeX ) que pode ser trocada por dólares reais. Transações comerciais de todo o tipo podem ser realizadas usando Second Life como base de operações.

Via Cyberjournalist.net

marcos palacios
1 comments links to this post

segunda-feira, outubro 16, 2006

Terminam dia 31 inscrições para os dois congressos de jornalismo da SBPJor

Estão abertas até 31 de outubro as inscrições para os dois congressos de Jornalismo promovidos pela SBPJor (Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo) e realizados pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação da UFRGS. A "Journalism Brazil Conference", que acontece de 3 a 5 de novembro no Hotel Everest, em Porto Alegre, reunirá pesquisadores de diversos países, entre eles Estados Unidos, Alemanha, Finlândia, França, África do Sul, Suíça, Portugal, Bélgica e Turquia. Pesquisadores como Barbie Zelizer (Universidade da Pensilvânia), que fará a conferência de abertura, Daniel Hallin, Frank Esser, Kaarle Nordenstreng e Thomas Hanitzsch estarão em Porto Alegre para debater os novos desafios e perspectivas do Jornalismo. Informações sobre como se inscrever estão no site do Brazil Conference.

De 5 a 7 de novembro, a UFRGS sedia o "IV Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo", com palestra de abertura de Denis Ruellan (Universidade de Rennes), mesas temáticas que discutirão a pesquisa em Jornalismo e o interesse público e apresentação de 113 trabalhos de pesquisadores. A SBPJor entregará a primeira edição do Prêmio Adelmo Genro Filho para as melhores tese de doutorado, dissertação de mestrado e trabalho de iniciação científica produzidos em 2005.
Saiba como participar acessando o site do Congresso.
0 comments links to this post

Piscitelli relata seus encontros com Howard Rheingold e Manuel Castells

Alejandro Piscitelli, filósofo argentino, Profesor Titular de Epistemología da Facultad de Ciencias Económicas, da Universidad de Buenos Aires, e Gerente Geral do Educ.ar, Portal de Educação da República Argentina, relata em seu blog Filosofitis encontros recentes com Howard Rheingold e Manuel Castells, nos Estados Unidos. Os relatos têm um pouco de entrevista jornalística e muito de observação pessoal e recuperação da trajetória dos dois pensadores visitados. Compartilhando com os leitores fragmentos das conversas com Rheingold, no Free Speech Movement Café de Berkeley, e relatando detalhes de seus passeios com Castells, entre Santa Monica e Los Angeles, Piscitelli deixa entrever também as figuras humanas por trás dos dois acadêmicos.

marcos palacios
0 comments links to this post

Orihuela alerta para risco de canibalização dos blogs pelos media tradicionais

"Estamos num ponto de não retorno. Nunca mais o espaço público da comunicação estará exclusivamente na mão dos 'media'". A afirmação é de José Luis Orihuela, professor na Faculdade de Comunicação da Universidade de Navarra, em sua recente intervenção no 3º Encontro Nacional de Weblogs, no auditório da reitoria da Universidade do Porto (Portugal). Segundo ele, é possível que alguns blogs se tornem mais populares do que órgãos de comunicação social online.
Orihuela, no entanto, alertou que a "comercialização" excessiva é um risco para os blogs, referindo-se à prática, cada vez mais comum, de se comprar determinadas opiniões ou ligações (links). O "spam", a falta de credibilidade da informação e a "canibalização" pelos jornais digitais convencionais são outros perigos que se colocam aos blogs, enumerou Orihuela. Neste último ponto, o professor frisou que os blogs criados pelos jornais online "não têm nada a ver com o espírito" original da blogosfera. Esta "canibalização" é a fase atual da relação complexa entre blogs e jornalismo, que começou com a ignorância dos jornalistas face ao fenômeno. Seguiu-se a fase de desprezo e desvalorização dos blogs. Com as coberturas eficazes do 11 de Setembro e do Katrina pelos bloggers, os jornais passaram a temê-los. Neste momento, assiste-se à integração de blogs nos órgãos de comunicação mais instituídos e o desafio para os bloggers é a "inovação".

Mais sobre as opiniões de Orihuela e o Encontro Nacional de Weblogs no Jornalismo Porto.Net
0 comments links to this post

Jacob Nielsen e a desigualdade de participação

Jacob Nielsen em seu blog AlertBox fala sobre uma forma menos discutida de desigualdade. Para ele, a participação em comunidades virtuais de todo tipo (listas de discussão, fóruns, blogs coletivos etc) é sempre desigual e segue, em geral, a regra do 90-9-1:

* 90% dos usuários são os chamados lurkers, ou seja, aqueles que leem ou observam, sem participar;

* 9% participam de vez em quando, mas outras prioridades dominam seu tempo;

* 1% participam sempre e são responsáveis pela maior parte das contribuições e postagens.

Nielsen fala do problema, em termos gerais, indicando que ele foi identificado pelos estudiosos desde os primórdios da Internet, nos Grupos da Usenet, BBSs e listas de discussão. E ele pergunta: é possível reverter essa tendência? Sua resposta é: não, mas é possível melhorar os índices 90-9-1, aproximando-os mais de algo como 80-16-4, por exemplo. E Nielsen lista ao final da postagem algumas sugestões para facilitar e incrementar a participação.

Via AlertBox

0 comments links to this post

domingo, outubro 15, 2006

Os Blogs mais influentes segundo Edelman & Technorati: bastidores do estudo na Itália

Complementando e aprofundando nossa postagem anterior (Mais comparações entre couves, rabanetes e morangos: definindo os 100 blogs mais influentes) sobre o estudo Edelman-Technorati que identificou os blogs "mais influentes" nos Estados Unidos, França, Alemanha e Itália, vale a pena ler a descrição feita por Luca Conti, do Pandemia, sobre os bastidores da realização/apresentação do estudo na Itália. O evento foi marcado por uma série de mal-entendidos e terminou em uma reunião com "bloggers influentes" que, segundo a descrição de Conti, deixou muito a desejar, tanto em termos de organização quanto da própria extensão e profundidade dos dados divulgados.

Conti relata que havia incialmente sido convidado para participar de uma entrevista em profundidade para subsidiar o estudo, juntamente com outros quatro bloggers italianos (Andrea Beggi, Giuseppe Granieri, Massimo Moruzzi, Massimo Mantellini). As entrevistas acabaram sendo substituídas por um questionário enviados a 100 bloggers italianos. Conti foi incluído entre os convidados para o evento de apresentação dos resultados, sendo informado que teria espaço para considerações pessoais após a fala oficial de publicização dos resultados. Na prática, a reunião acabou se reduzindo a uma apresentação por parte da empresa Edelman/Technorati seguida de uma sessão de perguntas por parte dos presentes. Nenhum dos cinco originalmente convidados para entrevistas como "bloggers influentes" tiveram seus blogs incluídos na listagem final produzida pela Edelman-Technorati.

Segundo Conti, basicamente a reunião se resumiu a um exercício de public relations, em torno de um estudo que parece ter um um alvo mais que claro: vender assessoria sobre blogs a empresas que desejem estabelecer ou melhorar sua presença na blogosfera. E só. Apesar de dizer que "valeu a pena ter participado", pois ele se considera uma pessoa "sempre aberta ao diálogo e à crítica construtiva", Conti termina por sumarizar, de forma irônica, os "quatro pontos cardeais" do modo de agir das empresas com relação aos blogs, conforme o exposto na reunião:

-Encontra quem fala de ti: Usa Technorati;

-Escuta as vozes dos blogs: Edelman te ajuda a filtrar;

-Conversa com a tua voz: Edelman te ajuda a abrir e gerir teu blog;

-Identifica os blogs influentes e torna-os amistosos: Tecnorati te indica e Edelman coloca-te em contato.

O relato completo de Luca Conti está em Pandemia e um pdf dos slides usados pela Endelman na apresentação pode ser baixado no blog de Lele Deinesi .

marcos palacios

0 comments links to this post

Mais comparações entre couves, rabanetes e morangos: definindo os 100 blogs mais influentes

Bob Schettino no BuzzLogic apresenta algumas considerações sobre o recente estudo de Richard Edelman, divulgado pelo Technorati, que identifica os 100 blogs mais influentes nos Estados Unidos, Alemanha, Itália e França. O estudo de Edelman traz uma série de informações e confirmações de observações anteriores, como a balcanização das blogosferas nacionais e a importância da temática tecnológica nos blogs mais populares e influentes.
Por outro lado, a pergunta crucial, que segundo Schettino não está sendo respondida, é : influentes sobre o que? Ele enfatiza que "influência" é sempre um fenômeno contextual. Alguns de nós somos influentes em alguns tópicos, algumas vezes. Ninguém é influente sobre tudo, todo o tempo. Popularidade, definida como o número de links para um determinado blog, sem diferenciação para o tipo de conteúdo produzido no blogs, leva o mesmo tipo de dilema que a análise métrica da mídia tradicional (mass media metric) e quantificações de audiências vem enfrentando: exatamente o que deve ser medido e como dados podem ser comparados quando diferentes formatos midiáticos estão envolvidos?.
Schettino assinala que a chave para entender e agir no âmbito da mídia social é saber que nós confiamos em diferentes fontes, em diferentes momentos e para diferentes tópicos. A observação de Schettino é instrutiva, pois se desdobra em links para postagens correlatas produzidas por vários comentaristas.

marcos palacios

0 comments links to this post

sábado, outubro 14, 2006

SlideShare: compartilhando slideshows na Web

SlideShare é uma tentativa de oferecer um espaço de compartilhamento, como o YouTube, porém para slideshows e não para vídeos. A interface é muito semelhante à do YouTube e igualmente semelhante é a forma de compartilhamento. Os usuários podem faser o upload de suas apresentações (limite de tamanho 20 Mb) produzidas com PowerPoint (.ppt and .pps files) ou OpenOffice (.odp files). Os arquivos são classificados através de tags colocadas pelos próprios usuários e podem ser buscados por palavras-chave. As apresentações podem ser vistas no próprio site ou exportadas para outros sites ou blogs, como é o caso do exemplo abaixo.



Os idealizadores do SlideShare justificam a iniciativa argumentando que o slideshow se tornou uma forma de expressão das mais importantes - utilizada em palestras, conferências, aulas- além de servir como suporte para portfólios profissionais, artísticos etc.

Há também um blog, o The SlideShare Blog, que traz as novidades sobre o site. Por enquanto o SlideShare está em estágio Alfa e é necessário solicitar um convite para participar, preenchendo uma requisição no site. Usuários já cadastrados podem também enviar convites. Tenho alguns, e se alguém estiver interessado pode pedir através de meu mail palacios@ufba.br

marcos palacios

0 comments links to this post

Centro Knight oferece curso online: Ferramentas para Jornalismo Investigativo

O Centro Knight para Jornalismo nas Américas da Universidade do Texas em Austin oferecerá um novo curso online ministrado em espanhol. ‘Ferramentas para o Jornalismo Investigativo’ foi criado pela jornalista argentina Sandra Crucianelli.O curso, que é gratuito, tem início no dia 06 de novembro deste ano e possui duração de cinco semanas. As vagas são limitadas e preferencialmente direcionadas a jornalistas que trabalham com imprensa, televisão ou meios online, com no mínimo três anos de experiência em reportagem e que geralmente não possuem oportunidades para participar de cursos e treinamentos.

As incrições poderão ser feitas no sítio do Centro Knight de 18 a 30 de outubro.

marcos palacios
0 comments links to this post

sexta-feira, outubro 13, 2006

Editor online de textos e planilhas do Google compete diretamente com o Office


O Google acaba de unificar o Writely e o Spreadsheets, oferecendo agora o Google Docs & Spreadsheets , uma ferramenta gratuita, com funcionalidades integradas de editor de texto e planilhas. Carregado diretamente no programa navegador, sem necessidade de instalação de qualquer software, o serviço é muito próximo do Office da Microsoft (Word + Excel), oferecendo a vantagem que os arquivos podem ser guardados online e o autor pode permitir que outros usuários visualizem seus arquivos, ou mesmo que possam modificá-los, facilitando o trabalho em equipe num mesmo documento. É necessário ter conta no Gmail para acesso à ferramenta, que aceita importação de arquivos do tipo DOC, HTML, XLS, ODF, ODS, RTF, CSV e outros. O instrumento pode ser usado para produzir textos para publicação na Web. Neste caso, quando o usuário usa a opção Publish, o documento recebe automaticamente um endereço URL (enorme e horroroso, cheio de letras e números!). Alternativamente, o usuário pode também baixar o texto produzido para guardá-lo em seu computador, ou exportá-lo juntamente com imagens agregadas diretamente para um Blog.

marcos palacios
0 comments links to this post