domingo, dezembro 16, 2007

Caça à baleia: um experimento extremo em fotografia e narratividade


Gaças a Jeff Jarvis, do Buzz Machine, conheci esta tarde o trabalho de Jonathan Harris. Em maio deste ano, Jonathan Harris passou nove dias vivendo com uma família de Eskimós Inuapiat em Barrow, Alaska, o ponto de habitação humana mais extremo no norte dos Estados Unidos.
Durante esse período, ele tirou fotos a cada cinco minutos, mesmo quando dormindo (usando um cronômetro) para contar uma história: a caça à baleia, um ritual que se repete anualmente entre os Eskimós Inuapiat há pelo menos mil anos. A depender da adrenalina do momento, as sequencias de foto variaram em quantidade. A maior delas chegou a 37 fotos em cinco minutos, quando a primeira das duas baleias caçadas estava sendo cortada.
O resultado é uma interface-mosaico de 3214 fotos - algumas das quais esplêndidas - que você pode explorar de muitas maneiras: pela linha do tempo, pelos personagens envolvidos, pelo tipo de imagem, pela adrenalina (quantas fotos numa mesma cena) por conceitos (como sangue, por exemplo).
It's amazing!
marcos palacios

Marcadores: , , ,

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home