sábado, março 31, 2007

Prêmio Internacional de Infografia: Mundo Estranho com ouro no impresso e bronze no online

UPDATE:
Este é o infográfico "Turbulência de avião", da revista Mundo Estranho (Ed. Abril), que recebeu medalha de bronze na categoria online do Malofiej International Infographic Awards, um dos mais importantes certames de infografia do mundo.
A revista recebeu medalha de ouro por trabalho na edição impressa.
Confira os ganhadores de todas as categorias.

marcos palacios

Marcadores:

1 comments links to this post

The New York Times ganha maior prêmio para infográfico online em concurso internacional

Pela primeira vez em seus 15 anos de história, o maior prêmio do Malofiej International Infographic Awards, foi conferido a um concorrente online. O The New York Times levou o Peter Sullivan Prize por um infográfico interativo que analisa o comportamento diário dos vários setores econômicos, nos mais importantes índices das Bolsas de Valores.
Outros ganhadores de medalhas de ouro foram Clarin (Argentina), Expresso (Portugal), San Jose Mercury News (U.S.), The Oregonian, (U.S.), Dagens Nyheter (Sweden), The Guardian (UK), Welt am Sonntag (Alemanha), Mundo Estranho (Brasil) e National Geographic (U.S.).
O Brasil teve dois trabalhos da revista Mundo Estranho (Ed. Abril) premiados: medalha de ouro para a versão impressa do infográfico da matéria "Sexo tô (por) dentro", publicada em agosto do ano passado, e medalha de bronze para um infográfico animado que pode ser visto online: "Turbulência em avião".
A galeria dos premiados é um show para qualquer pessoa interessada em infografia.
Confira os detalhes da premiação.
Via Innovations in Newspapers

marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

Envie um mail para você mesmo no futuro

O que você está pensando hoje? O que vai achar dessas idéias em um ano, dois, tres, quatro, quinze anos?
Future me é um site que permite que você mande um mail para você mesmo (deixando-o privado ou tornando-o público) em um tempo futuro que você especifica, entre 2007 e 2057. Na data escolhida, você recebe seu e-mail, saído das trevas do passado.
Para que serve? Well....
Via Professional Lurker

marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

Kill Bill’s Vista

0 comments links to this post

Blog cobre 8º Simpósio de Jornalismo Online na Universidade do Texas

O blog Sistemas para o Ciberjornalismo, de Carla Schwingel, está disponibilizando a cobertura completa (em português) do 8º Simpósio de Jornalismo Online, que está ocorrendo na Universidade do Texas (Austin).
Acompanhem.
marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Amanhã é Primeiro de Abril: cuidado com as pegadinhas da imprensa

Primeiro de Abril é a ocasião em que os jornalistas sentem-se livres para exercitar sua imaginação e brincar com a credulidade dos leitores, plantando notícias absurdas e inverossímeis.
Jack Shafer, na Slate, criou um Kit de Defesa contra Pegadinhas de Primeiro de Abril na Mídia. As regras são básicas: "Não acredite em coisas boas demais"; "Desconfie de animais estranhos"; "Evite a imprensa britânica, que é recorrente nesse tipo de piada", e por aí afora.
Shafer relembra pegadinhas clássicas de Primeiro de Abril, em jornais e outros veículos de comunicação, em anos anteriores. E indica um divertido Museum of Hoaxes, que reproduz as 100 melhores piadas de Primeiro de Abril nos meios de comunicação.
Uma delas:
"Em 1976, o famoso astrônomo britânico Patrick Moore anunciou, na Rádio BBC2, que exatamente às 9:47h. daquela manhã os ouvintes poderiam experimentar uma sensação única, sem sair de suas casas. O planeta Plutão iria passar por trás de Júpiter, temporariamente causando um "alinhamento gravitacional" que iria diminuir a força de gravidade na Terra. Moore disse a seus ouvintes que, se saltassem extamente às 9:47h., eles iriam experimentar uma estranha sensação de flutuar sem gravidade. Quando o momento chegou, a BBC2 começou a receber centenas de telefonemas de ouvintes que declaravam ter sentido a sensação. Uma mulher informou que ela e seus onze amigos haviam sido elevados de suas cadeiras e flutuaram no ar".

As informações vem de um blog pouco provável para esse tipo de assunto: Center for Citizen Media, de Dan Gillmor.
O que tanto Shafer quanto Gillmor ignoram é que, no caso brasileiro, temos a sensação de Primeiro de Abril (para não falar em flutuar no ar...) o ano todo. E não há Kit de Defesa que dê jeito...

marcos palacios
0 comments links to this post

Mulheres na Blogosfera

Tíscar Lara, da Universidad Carlos III (Madrid), disponibiliza hoje em seu blog, uma série de links com informações sobre a situação da mulher na blogosfera.
Dentre outras coisas, Tíscar assinala aparentes contradições entre dados recentes sobre a proporção homens x mulheres na blogosfera européia.
Material para se fazer um bookmarking ou jogar no Del.icio.us
marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Uri Geller quer retirar do YouTube todos os vídeos com ataques a seus "poderes"

Vocês se lembram de Uri Geller? Aquele que entortava garfos e colheres e esteve em alta na mídia há uns 20 anos atrás? Pois agora é a vez dele tentar retirar vídeos do YouTube. Sumido da midia, mas mantendo um site onde auto-engrandece seus supostos poderes, vende seus livros, jóias e outros balangandãs, ele agora se volta contra o YouTube. O problema é que, diferentemente do caso Cicarelli, não se trata da retirada de um vídeo apenas, mas de vários, todos desmascarando seus "dons psíquicos". O pior é que o YouTube, em alguns casos, já cedeu e fez retiradas. Qual é o limite para críticas no YouTube?
Segundo o BoingBoing, as ações do "mago" são ilegais, mesmo do ponto de vista da rígida legislação de copyright norte-americana.
marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

sexta-feira, março 30, 2007

Ombudsman da Folha vê com pessimismo futuro de jornais

Mauro Malin, no Em Cima da Mídia, do Observatório da Impresa, reproduz uma entrevista com Marcelo Beraba, ombudsman da Folha de S. Paulo, que exercerá pela última vez sua função no próximo domingo. Ele terá cumprido três mandatos anuais no cargo.
Ao retirar-se Beraba fez um balanço de sua trajetória no cargo. Ele vê a imprensa como uma cadeia, uma rede:
“Não basta só a Folha ter credibilidade, o Estado, o Globo, a TV Globo. Quando se começa a ter problemas em um, dois, de uma certa maneira atinge-se toda a cadeia”.
Desde abril de 2004 houve duas eleições presidenciais e o escândalo do “mensalão”. Beraba não endossa a idéia de uma “conspiração da mídia” contra o governo Lula, mas avalia que em alguns momento ela errou. Faltou equilíbrio, faltou pluralismo. Faltou cobertura do estado e da cidade de São Paulo, que teria mostrado falhas de governos tucanos. Faltou apuração jornalística própria. Na opinião do ombudsman, os jornais estão erráticos há bastante tempo.
O ombudsman é pessimista em relação ao futuro imediato dos jornais. “As redações ficaram bastante debilitadas com essa crise toda dos últimos anos”, diz. “Não estão paralisadas, não estão estagnadas, mas a mudança é pontual, é reposição de peça”.
0 comments links to this post

Infoworld: do papel à web

Mais uma revista em papel deixará de ser impressa para ficar com sua versão apenas na web. Dessa vez é a revista Infoworld, que deixa de circular no próximo dia 2 de abril. Como fala o professor Antônio Gramado, está mudando de malas e bagagens para web.

Alberto Marques

Marcadores:

0 comments links to this post

Washington Post redesenha homepage para valorizar vídeos e multimídia

Desde ontem o Washington Post online está com cara nova. As mudanças redefiniram a apresentação de chamadas na home e incluem uma nova seção, - Smart Life -, voltada para "incrementar a qualidade de vida dos leitores". Um ponto enfatizado na mudança, segundo Jim Brady, editor executivo do jornal, é a valorização de vídeos e multimídia:
"Nossa equipe de vídeo produz um dos melhores e mais aclamados trabalhos desse tipo na Web. Os leitores têm que saber como encontrá-los".
marcos palacios

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Instale Microsoft Vista e leve grátis um Big Brother para seu computador

C/net News comenta hoje que, no caso do Windows XP, medidas anti-pirataria foram sendo pensadas após a criação do sistema. Com o Vista, a Microsoft se adiantou e já embutiu vários mecanismos no próprio software. Ontem indicamos aqui no Blog como pode ser obtido um programa para destravar a instalação de uma cópia pirata. No entanto, segundo a C/net, instalar o sistema não resolve tudo, pois o Vista tem também um mecanismo que possibilita que, periodicamente, o seu sistema seja checado pela Microsoft para garantir sua legitimidade. Um verdadeiro Big Brother escondido na caixa.
E sabe-se lá o que mais pode estar embutido no Vista, a título de "anti-pirataria"...
marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

quinta-feira, março 29, 2007

Teste do Poynter quebra mito da atenção flutuante na leitura online

Foram divulgados os primeiros resultados do estudo Eyetrack 07, do Poynter Institute, que testou 600 voluntários através do acompanhamento dos movimentos dos olhos em seus processos de leitura. Uma das observações contraria a idéia de que leitores contemporâneos, especialmente quando lêem em telas de computadores, manifestam atenção flutuante e pouco tempo de fixação ao texto. Pelo contrário, o estudo indica que o fenômeno da leitura em profundidade (reading deep) é a regra e não a exceção.
E mais uma surpresa: leitores online lêem mais dos textos que selecionam que os leitores de jornais impressos. Em média, leitores online lêem 77% dos textos escolhidos, contra 62% de leitores de jornais em formato tradicional e 57% dos consumidores de tablóides.
Os leitores online se dividem em dois tipos: os metódico e os scaneadores (Scanners), cerca de 50% de cada tipo. Já os leitores de impressos contam com 75% de leitores metódicos. Os escaneadores primeiro fazem uma leitura 'por alto' de toda a página e, em seguida, escolhem o que vão ler em detalhes; os metódicos começam com a leitura de uma história e em seguida passam para outras, sucessivamente. No entanto, não importa se os leitores são de um tipo ou de outro com relação ao volume de texto que lêem: os dois tipos se equivalem.
No site do Poynter pode-se assistir a um vídeo da apresentação dos resultados preliminares e consultar-se documentos relativos ao estudo.

marcos palacios

Marcadores: , ,

1 comments links to this post

Folha de São Paulo procura designer na Argentina

O diretor de arte da Folha de São Paulo, Fábio Marra, está buscando um designer de páginas na Argentina. Ele pediu a ajuda de Dolores Pujol e Norberto Baruch, do blog Visualmente, onde foi postado o "anúncio" da Folha:
"O perfil que procuramos é de um verdadeiro designer de página. Um profissional mais completo do que um diagramador ou do que um infografista. Alguém que tenha o perfil mais completo para pensar a página como um todo e até mesmo o conjunto do jornal. Do profissional é de alguém que tenha liderança para cargo de chefia e também que seja mesmo um desenhador arrojado e pense fórmulas diferentes ao desenhar uma página".
No Visualmente, somos informados que "numa primeira etapa estaremos recebendo propostas em Buenos Aires, através do mail do Visualmente, e depois viajaremos ao Brasil para uma apresentação pessoal dos candidatos e seus trabalhos".
Nada contra a abertura do mercado para colegas de outros países, mas cabe uma pergunta: não seria o caso de lançamento de um concurso internacional, se a Folha está mesmo disposta a trazer um profissional de peso para renovar seu visual?
marcos palacios

Marcadores:

2 comments links to this post

O fim do Orkut?


Raquel Recuero, professora da Universidade Católica de Pelotas, em seu blog Every flower is perfect, pergunta se estaríamos testemunhando o fim do Orkut. Ela apresenta alguns dados de acesso e discute uma possível "saturação no uso do Orkut, que vem desacelerando desde 2006. Na época, principalmente pelo banimento do sistema, por parte de todos os administradores, e a proibição de acesso em repartições públicas, empresas e universidades. No entanto, a quantidade de novas apropriações, um dos principais indícios da "vitalidade" de um sistema social, também parece ter estagnado. A falta de novas ferramentas, a falta de novidades significativas e a queda da utilidade perceptível também apresentam entraves. A última "mania", o projeto de apagar os recados para proteger a privacidade, parece ter contribuído de algum modo para esse desencanto. Com o espalhamento do comportamento, é cada vez mais difícil aos usuários "xeretar" pelo Orkut, um dos usos que mais popularizou o sistema. Além disso, a parte de mensagens para o celular, que comentei algum tempo atrás, não funcionou em todo o Brasil tão bem quanto deveria, rapidamente caindo no ostracismo tanto pela falta de usabilidade, quanto pelos problemas da operadora. A última novidade, o aparecimento da propaganda, pode representar o golpe final: O sistema já é cheio de spam através de scraps, comunidades e etc. Será que os usuários aguentarão mais propaganda ainda? E nos perfis, nas suas comunidades e recados?"
Recuero é pessimista quanto às possibilidades futuras do sistema.
Confiram suas idéias.
marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Barreira antipirataria do Windows Vista superada com apenas um clic

Juliano Barreto repassa no Informática uma dica do Kez News sobre um programa capaz de driblar o Windows Genuine Advantage, que, depois de 30 dias, barra usuários do Vista que não possuírem um registro único feito com autenticação on-line.
O destravador do autor anônimo diz a que veio em seu prolixo nome: Windows Vista All Versions x86 OneClick Activator. Basta um clic e pronto!
De acordo com descrição do site KezNews, o OneClick Activator altera os dados de reconhecimento do hardware (Bios) pelo sistema e, assim, engana a trava contra piratas do Vista. O novo Windows pode ser instalado sem que um número de série seja informado, uma característica que facilitou a ação do destravador. Basta executar o OneClick Activator e apertar os botões Next, OK e Finish, como na instalação de um software comum.
O destravador pode ser baixado no Kez News.
marcos palacios
0 comments links to this post

Componha toques para seu celular

Darío Gallo, do Bloc de Periodista, está indicando o Bimtones, um site onde se pode compor toques personalizados para telefones celulares. É possível selecionar um ou vários instrumentos e experimentar. Gallo pede que aqueles que conseguirem alguma coisa razoável enviem os links para seu blog.
O Bimtones tem uma biblioteca de toques produzidos por seus usuários e que podem ser baixados e utilizados.
É divertido.
marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

OhmyNews propõe rede internacional de pesquisa sobre jornalismo cidadão

A informação vem do Teaching Online Journalism, o blog de Mindy McAdams, professora do College of Journalism and Communications da University of Florida.
O convite é para que levantamentos de situação sejam realizados, em diferentes países, sobre o panorama do "jornalismo cidadão" e submetidos ao OhmyNews. Alguns dos autores (notable media leaders) dos trabalhos aceitos pelo jornal serão convidados, com despesas pagas, para o Terceiro Fórum Internacional de Repórteres Cidadãos, que acontecerá em Seul de 27 a 29 de junho.
O OhmyNews planeja, futuramente, transformar essa rede informal de pesquisa numa associação internacional de mídia cidadã, com objetivo de fortalecer os intercâmbios entre jornalistas cidadãos em todo o mundo.

marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Mapa interativo dos recursos bibliográficos no mundo

Através do La Brujula Verde encontramos um mapa interativo sobre recursos bibliográficos no mundo.
O recurso foi produzido pela Online Computer Library Center, uma organização não lucrativa norte-americana, e através do mapa podemos selecionar uma série de dados, tais como número de bibliotecários por país, volume das coleções, número de bibliotecas públicas, etc.
marcos palacios

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

quarta-feira, março 28, 2007

EJC: mapa dos meios europeus é atualizado

O European Journalism Center (EJC), com sede na cidade holandesa de Maastricht, acaba de atualizar sua página web. No seu blog, Ramón Salaverría diz que provavelmente o espaço mais destacado seja a atualização do European Media Landscape, uma documentada descrição do panorama dos meios impressos, audiovisuais e digitais em 34 países europeus. Esta pesquisa será publicado em breve, numa versão extendida, no livro chamado European Media Governance, pela editora britânica Intellect Books.

Salaverría foi convidado pelo EJC para realizar a pesquisa na parte relativa a Espanha. Segundo o professor, alguns dados que são mencionados por ele não seguem vigentes na atualidade, mas chama atenção porque a descrição foi realizada com referência ao ano de 2006. “En todo caso, si alguien desea hacer correcciones, el sitio ofrece espacio para ello”, diz o pesquisador.

Além disso, o site oferece um renovado boletim Media News, que adota forma de blog. Tem também um blog coorporativo, um calendário de seminários e eventos (com RSS) e uma nova sessão com ferramentas para jornalistas.

Alberto Marques

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Redações de jornais latino-americanos seguem tendência de convergência

A tendência da fusão das redações tem sido constatada em diversas pesquisas. No blog Dialógica, uma dica de uma interessante investigação do El Tiempo.com da Colômbia: Situação do jornalismo digital e dos web sites dos jornais na América Latina 2007 (PDF). A pesquisa foi realizada em mais de 40 periódicos latino-americanos.

Alberto Marques

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Como será a web 3.0?

Como cita o professor Carlos Scolari, a idéia da web 2.0 vive um propalado esgotamento. Sua “evolução”, a web 3.0 ou web semântica, é outro tema que também já foi muito debatido e que ganhou grande destaque na blogosfera. Para quem tem interesse, o assunto foi abordado na última edição do Enter, que recorre a um documento de Salvador Pérez Crespo, da Telefônica, sobre Como será a web 3.0 (PDF).

De forma rápida, Crespo diz que a web semântica consiste em dotar de significado as páginas web. Para isso, ele cita um exemplo prático: “Web semántica sería aquella que permitiría que se formularan consultas como ‘busco un lugar para pasar las vacaciones con mi mujer y mis dos hijos de 5 y 2 años, que sea cálido y con un presupuesto máximo de 2000 euros’, y el sistema devolvería un paquete de vacaciones tan detallado como el de una agencia de viajes. Todo esto, de forma rápida, sin tener que pasar horas y horas buscando por la red, gracias a la ayuda de la inteligencia artificial”.

O autor faz um comparativo entre as duas: se a principal mudança introduzida pela web 2.0 é a participação do usuário na criação de conteúdos, na web 3.0 “lo novedoso podría estar en la combinación de las técnicas de inteligencia artificial con el acceso a capacidad humana de realizar tareas extremadamente complejas para un ordenador y de esa forma rellenar los huecos que impiden progresar esta disciplina. Vamos, que hasta que los ordenadores consigan ‘ser inteligentes’ (por decirlo de alguna forma), no nos queda más remedio que ayudarles. ¿Cómo? Pues, por ejemplo, como ya hacemos con el uso de etiquetas (al que, por cierto, debería sumarme), que ayuda a que los buscadores localicen la información. En conclusión, que la Web 3.0 sigue necesitando (afortunadamente) nuestra colaboración”.

Mais artigos sobre web 3.0:

Se acerca la Web 3.0, Webtaller
Web 3.0, la próxima generación de Internet, La Vanguardia
La concepción de una Internet más inteligente, El País
Web 3.0, A list apart
Via Blog-o-corp

Alberto Marques

Marcadores: , ,

2 comments links to this post

Programa norte-americano anti-terrorista na Internet recebe críticas do Congresso

A Revista Wired traz um artigo sobre medidas que vêm sendo tomadas pelo governo norte-americano para controlar e neutralizar o uso da Internet por grupos terroristas islâmicos. Segundo John Arquilla, professor da Naval Postgraduate School, os jihadistas usam a Internet para tudo, de recrutamento a treinamento e distribuição de propaganda:
"É por esta razão que os militares norte-americanos tem discretamente desenvolvido capacidades para atacar as redes de computadores do inimigo, inclusive através de hacking de sites terroristas".
O Pentágono está contratando empresas para desenvolver tecnologias de ataque a redes, mas segundo a Wired, os resultados são parcos e pouco precisos e o programa que está sendo criticado inclusive pelo Congresso dos Estados Unidos.

marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

Web Semântica explicada por Tim Berners-Lee

Em um vídeo de 8:42 minutos, Tim Berners-Lee, o inventor da WWW e pesquisador do Laboratório de Computação e Inteligência Artificial do MIT, explica como ele entende a Web Semântica e suas possibilidades.
O vídeo foi produzido para a Technology Review

marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

4 You: estudantes produzem jornal online para a faixa etária dos 11 aos 16

Estudantes do terceiro ano de jornalismo da Universidade de Birmingham (Inglaterra) estão experimentando com um jornal online direcionado para um público da faixa etária dos 11 aos 16 anos.
Com um lay-out simples, o jornal chama-se 4 You (Para você).
Um detalhe: nada de "jornalismo participativo". Todo material é produzido pelos estudantes e os usuários podem apenas postar comentários.
Via Online Journalism Blog

marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Publicidade em jornais online supera impressos na Grã-Bretanha

Os gastos com publicidade online na Grã-Bretanha superaram o faturado por jornais impressos nacionais e quebraram a barreira dos dois bilhões de libras em 2006.
De acordo com uma pesquisa publicada hoje pela Internet Advertising Bureau, a publicidade online cresceu 41.2% em 2006, indicando um movimento dos anunciantes de plataformas tradicionais para a web. No mesmo período, a publicidade em jornais impressos cresceu 0.2%, atingindo um bilhão e novecentas mil libras.
Detalhes no Journalism.co.uk

marcos palacios

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Google bloqueia blog brasileiro de nudez masculina

O Google tirou do ar o maior blog de imagens de nudez masculina do Brasil. O Famosos Nus estava hospedado no Blogger, que pertence ao Google. A assessoria do Google no Brasil evitou dar detalhes sobre o caso. Apenas explicou que a retirada de qualquer blog do ar acontece após a comprovação de irregularidade.
Entre os problemas mais freqüentes, está a postagem de imagens pornográficas e ilegais. O Famosos Nus costumava publicar reproduções de revistas de nudez e de celebridades.
Nos últimos meses, o Famosos Nus postou vídeos de banho e nudez de integrantes do "Big Brother Brasil". As imagens eram captadas diretamente das transmissões do pay-per-view do programa da Globo. Os "vídeos proibidos" provocaram uma explosão de acessos do Famosos Nus, que comemorava o sucesso em notas postadas. Até sites estrangeiros reproduziam o conteúdo publicado pelo blog brasileiro.
Via Folha Online

marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

O que faz uma primeira página se destacar numa banca de jornais?

No fundo, no fundo, a grande e real ruptura trazida pela Internet como suporte para o jornalismo foi livrá-lo das amarras de espaço e tempo que caracterizam os suportes anteriores. O rádio e a televisão sempre batalharam e batalham contra o tempo. O jornal impresso sempre batalhou e batalha contra a exiguidades de espaço. Como dizer tudo e dizer bem em tão pouco espaço?
Primeiras páginas constituem o exemplo, por excelência, de como bem (ou mal) aproveitar o espaço. Mas o que faz uma primeira página se destacar numa banca de jornais? O que faz uma capa ser fora de série? Por que algumas capas vendem o jornal?
A Brass Tacks, uma empresa norte-americana de design de jornais, tenta dar respostas a tais perguntas selecionando, diariamente, a melhor primeira página (Best Front Design) dentre jornais norte-americanos e explicando o porquê da escolha.
Um arquivo está disponível com as seleções e a discussão de cada caso.
Verdadeiras lições de programação visual, que levam a reflexões também para o design online, pois a libertação das amarras da espacialidade na Internet aconteceu, na verdade, apenas no que diz respeito à "profundidade", à "verticalidade", possibilitando uma prática jornalística caracterizada por "camadas", "agregações", "contextualizações intertextuais", mas não eliminou, - pelo menos enquanto persistir no online a metáfora do impresso -, a necessidade de bem dizer no exíguo espaço de uma primeira tela.

marcos palacios

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Videolectures: mais de 200 aulas em vídeo sobre tecnologias digitais

Uma excelente indicação de Carlos Scolari no Digitalismo. Trata-se do Videolectures, um sistema que abriga, no momento, mais de 200 aulas em vídeo sobre temas digitais, a partir de uma perspectiva técnica. O material é de alta qualidade, com entrevistas de Tim Berners Lee e aulas de Noan Chomsky, dentre outros nomes consagrados.
Scolari assinala: " Será interessante acompanhar o crescimento (ou desaparição?) desses sistemas que, fundados na lógica do peer-to-peer, por outro lado delimitam perfeitamente os conteúdos e pretendem fixar um nível alto de qualidade de informação. Como gestionarão os colaboradores para garantir um alto nível desses conteúdos acadêmicos? No fundo, o mesmo problema com que se defronta a Wikipedia".
marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

terça-feira, março 27, 2007

Revista Life deixará de ser impressa

A revista Life, com mais de 70 anos de história, deixará de publicar sua edição em papel para sobreviver unicamente na web. É o que afirma a empresa que edita a revista, Time Inc. A publicação oferecerá de forma gratuita aos seus usuários um catálogo com mais de 10 milhões de fotografias das quais 90% nunca foram publicadas. A última edição estará nas bancas no próximo 20 de abril.

Segundo a presidente executiva da Time, Ann Moore, a coleção de fotografias é a mais importante do mundo sobre os acontecimentos e personagens do século XX e estará disponível de forma gratuita sempre que o uso não seja de forma comercial.

Num dos seus posts, Palacios indica um artigo de Rachel Smolkin publicado na American Journalism Review, onde discute as possibilidades e o futuro de revistas jornalísticas semanais e seus web sites num mundo em que a produção de notícias está se tornando cada vez mais 24-7, ou seja "24 horas por dia, 7 dias por semana". “O artigo traz declarações de vários editores de revistas e funciona como um sumário de possibilidades que vem sendo pensadas e exploradas por alguns dos mais importantes semanários”. Vale a pena ler e refletir!
Via Bloc Periodista.

Alberto Marques

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Difusão de jornais impressos tem aumentado?


A Associação Mundial de Jornais (World Association of Newspapers) desmentiu a informação que a circulação de jornais está em baixa no mundo. Disse, pelo contrário, que aumentou quase 10% num período de cinco anos. São dados difíceis de serem constatados. No blog 3.0 um post que mostra que os informes da Associação se contradizem. Outro ponto que chama atenção é o sobre os diários gratuitos: sua difusão aumentou mais que o dobro em cinco anos. O fenômeno acontece na Europa e na Coréia. Já na Argentina, os dados são contrários, a circulação diminui mais de 70% neste período: de 711 mil a 202 mil.

Dados principais:

- El número de títulos de diarios supera 10 000 por primera vez en la historia
- Se venden más de 450 millones de ejemplares por día
- Los lectores de los diarios de pago superan 1 400 millones
- La difusión total de diarios gratuitos aumentó más del doble en cinco años.
“Contrariamente a la opinión más difundida, la difusión de periódicos está creciendo, y el lanzamiento de nuevos diarios alcanza un ritmo acelerado”, dicen en un artículo que vale la pena leer, sobre todo el documento word que trae como adjunto con tablas por continente y países.
La WAN, como se conoce por sus siglas en inglés, fue fundada en 1948. Agrupa a 71 asociaciones periodísticas nacionales, a ejecutivos de la prensa individuales en 100 países, a 13 agencias de prensa, y a nueve organizaciones de prensa regional. Es una organización no gubernamental, sin fines de lucro. Representa en total a los propietarios de más de 18.000 publicaciones en los cinco continentes.

Alberto Marques
0 comments links to this post

Portugueses escolhem Salazar como sua maior figura histórica em votação polarizada

Um programa da RTP - emissora pública de Portugal, chamado "Os Grandes Portugueses" escolheu, por meio do voto popular, a principal figura histórica de Portugal. Estavam no páreo nomes como Vasco da Gama, Fernando Pessoa, Marquês de Pombal, Camões, etc.
A escolha foi feita através de telefonemas de telespectadores para a emissora.
Aí está a lista final:
1º António de Oliveira Salazar - 41,0%
2º Álvaro Cunhal - 19,1%
3º Aristides de Sousa Mendes - 13,0%
4º D. Afonso Henriques - 12,4%
5º Luís de Camões - 4,0%
6º D. João II - 3,0%
7º Infante D. Henrique - 2,7%
8º Fernando Pessoa - 2,4%
9º Marquês de Pombal - 1,7%
10º Vasco da Gama - 0,7%
Nº total de votos válidos recebidos: 159.245
Nº total de chamadas recebidas: 214.972
A diferença entre os votos válidos e as chamadas recebidas é resultado, da alteração do sentido de voto e, da aplicação do regulamento do programa, isto é, considerar apenas um voto por cada número de telefone.
Os valores foram auditados pela empresa PricewaterhouseCoopers.
Comentário: O fato de o segundo colocado ter sido Álvaro Cunhal e o terceiro Aristides de Souza Mendes (um diplomata anti-salazarista) dá uma idéia de alta polarização política que o programa acabou gerando, o que de certa forma distorce os resultados com relação às figuras restantes.
marcos palacios

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Buscando seu nicho: há espaço para revistas semanais no ambiente da web?

Um instrutivo artigo assinado por Rachel Smolkin, publicado na American Journalism Review, discute as possibilidades e o futuro de revistas jornalísticas semanais e seus web sites, num mundo em que a produção de notícias está se tornando cada vez mais 24-7, ou seja "24 horas por dia, 7 dias por semana".
O artigo traz declarações de vários editores de revistas e funciona como um sumário de possibilidades que vem sendo pensadas e exploradas por alguns dos mais importantes semanários.

marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

Citizendium para concorrer com Wikipedia

Larry Sanger, um dos fundadores Wikipedia, lançou um novo serviço de enciclopédia online chamado Citizendium e que pretende ter mais critério que a concorrente, evitando as inconsistências da Wikipedia, que é vulnerável a desinformação e vandalismos, mantendo, contudo, seus ideais democráticos e colaborativos.
Uma das exigências do novo site é que os colaboradores deverão fornecer seus nomes reais e especialistas em alguns campos serão consultados a checar os verbetes para ter certeza de sua exatidão. Tópicos aprovados receberão um selo verde, indicando sua confiabilidade.
Mais informações via Vida Digital
marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Dan Gillmor anuncia o projeto "Princípios do Jornalismo Cidadão"

Dan Gillmor acaba de anunciar a disponibilização na Web de um novo projeto do Center for Citizen Media, intitulado "Principles of Citizen Journalism”.
Trata-se de um espaço que revisa e discute os princípios fundamentais que devem constituir as bases para o trabalho de jornalistas, profissionais e não-profissionais.
O projeto compila textos, áudios, vídeos, slides shows e outros recursos. Definido como um "trabalho em progresso", a idéia é de um site com atualização constante de seus conteúdos.
Um benvindo acréscimo para quem se dedica ao ensino do jornalismo, seja ele online ou em outros suportes.

marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Blooks: do blog ao livro

Eram os blogs, depois os vlogs, agora sao os blooks. Blooks são livros baseados em blogs (blogs + books = blooks) e estão em alta na Inglaterra.
A inglesa Judith O'Reilly, por exemplo, teve que largar o emprego e se mudar para Northumbeland com o marido e os filhos. Não muito contente com a mudança, ela começou a escrever o 'Wife in the North'. Após 6 semanas online, Judith recebeu de uma editora a proposta para publicar o conteúdo do blog num livro. E para isso recebeu nada menos que R$140 mil.
Histórias semelhantes aconteceram com os blooks 'So close' , sobre uma mulher lutando contra a infertilidade, 'Belle de Jour' , de uma prostituta inglesa, e 'My War' , escrito por um fuzileiro na Guerra do Iraque.
O site Lulu, uma editora de livros online, criou o Lulu Blook Prize, para premiar com o equivalente a R$ 20 mil os melhores autores de blooks. Siga por aqui para ver os indicados.
Via Yami Trequesser, noBlue Bus

Luciana Moherdaui

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Jornais impressos só nos fins de semana?

Pioneiro na informação on-line, Robert Cauthorn diz que barateamento da banda larga e telas portáteis de alta qualidade modificarão profundamente os jornais impressos, que em breve deverão sair apenas nos fins de semana. Segundo o responsável pela adaptação à web de jornais como o "San Francisco Chronicle", premiado pela Newspaper Association of America como "pioneiro digital", a geração nascida com internet prescinde de folhear as páginas impressas do jornal.
A mudança é só uma questão de os preços do "papel eletrônico" e das conexões sem fio chegarem a um nível acessível, disse ele na entrevista abaixo, dada ao "Le Monde".

PERGUNTA - O "Yantai Daily", na China, e o "Les Echos", na França, estão fazendo experimentos com jornais que podem ser lidos numa simples folha eletrônica. Quando os jornais existirão apenas em formato digital?
ROBERT CAUTHORN - A revolução digital já está em curso. A hegemonia será dos suportes eletrônicos, que permitem o acesso a informações constantemente atualizadas.
É pouco provável que um adolescente de hoje, integrante da geração dos "digital natives" [nativos digitais], nascidos com internet, leia um jornal diário impresso quando chegar aos 30 anos. Tudo se acelera.
Já hoje, meu telefone 3G [de terceira geração] me permite acessar vídeos de 30 imagens por segundo e um grande número de textos, a qualquer momento e em qualquer lugar.
Os jornais impressos vão se tornar anacrônicos a partir do momento em que houver ampla disponibilidade de telas de alta qualidade e baixo preço e quando as conexões de banda larga e sem fio se generalizarem. Isso deve acontecer em menos de cinco anos nos EUA.

PERGUNTA - Quer dizer então que o jornal de papel vai desaparecer?
CAUTHORN - Um livro impresso sempre terá razão de ser, já que pode ser lido várias vezes ao longo de muitos anos.
Mas quais serão as vantagens do papel para um jornal? A força do hábito para muitas gerações de leitores e o conforto da leitura em folhas grandes, mais agradável do que a leitura na tela.
Mas tudo vai mudar com a chegada, após a generalização da banda larga, da tinta eletrônica e das telas flexíveis.
Para produzir um jornal de papel, árvores são cortadas, transportadas, transformadas em celulose e depois em rolos gigantes de papel que são transportados para gráficas.
Jornais são impressos, embalados, carregados sobre caminhões e depois descarregados nos pontos-de-venda.
Os consumidores os compram, os levam para suas casas e, depois, os jogam no lixo. Eles são recolhidos por caminhões e, na melhor das hipóteses, levados a centros de reciclagem.
Tudo isso guarda mais relação com a logística do que com a informação! Para um produto tão imediato quanto um jornal, esse desperdício é obsoleto.

PERGUNTA - Como as organizações de imprensa vão se adaptar?
CAUTHORN - Os jornais nunca foram precursores, mas o modelo econômico do jornal em papel, que já se encontra sob pressão há dez anos, será cada vez mais pressionado. Quase todos os jornais dos países desenvolvidos perdem dinheiro entre segunda e quinta-feira e são lucrativos apenas três dias por semana.
O leitor que compra seu jornal sete dias por semana praticamente desapareceu. Doze anos atrás, eu criei para o "San Francisco Chronicle" um dos cinco primeiros sites de informação na internet.
Dentro de 12 anos, duvido que os jornais impressos ainda sejam diários.
Dentro de cinco a dez anos vão surgir jornais impressos três dias por semana: às sextas e aos sábados e domingos.
Paralelamente, eles oferecerão informações na internet ou outras plataformas digitais durante sete dias por semana, 24 horas por dia.
O conteúdo desses jornais em papel será mais contextualizado, lembrando o das revistas atuais; os furos ou informações quentes já terão sido dados na versão digital.

PERGUNTA - Que conteúdo os jornais deverão propor?
CAUTHORN - Hoje os jornais oferecem uma informação generalista. Amanhã, terão que se adaptar aos universos diferentes dos leitores. Estes vão querer uma informação concisa e pertinente, que lhes seja entregue "on demand" [por encomenda].
Assim, os longos artigos narrativos sempre existirão, mas de maneira menos dominante.
Hoje mesmo as pessoas já têm a tendência a ler apenas os títulos. Dentro das próprias redações dos jornais, é difícil encontrar pessoas que lêem um jornal inteiro. Essa tendência vai se ampliar.

PERGUNTA - Os jornais se tornarão um produto de consumo amplo?
CAUTHORN - É claro que não! Uma paisagem feita de informações que respondem apenas à demanda seria deplorável.
Entretanto, para serem lidos, os artigos terão que ser ainda mais surpreendentes, em vista da enorme concorrência representada pela profusão de informações disponíveis. Os jornalistas terão que pensar de maneira diferente e se preocupar mais com seu público.
Há uma verdadeira revolução por vir. Hoje a maior preocupação dos jornalistas ainda é com os horários de fechamento e com a questão de fazer a informação sair o mais rapidamente possÍvel. O desafio é grande, mas o momento é apaixonante para o jornalismo.

PERGUNTA - Como vão evoluir os blogs ou o jornalismo cidadão e colaborativo? Estamos assistindo ao fim do quarto poder?
CAUTHORN - Não. Mas ele terá que aceitar compartilhar seu poder. Já hoje, nos EUA, blogueiros privados, que não têm o patrocínio de nenhuma instituição, gozam de tanta notoriedade junto ao público quanto os maiores editorialistas.
Até hoje as pessoas que controlavam os jornais eram aquelas que tinham voz de autoridade no debate público. Isso era algo inerente ao equilíbrio de poder entre a imprensa e as instituições. Essa divisão de papéis pertence ao passado.
Os blogs nunca vão tomar o lugar do jornalismo, mas vão continuar fazendo parte da paisagem. Quanto ao jornalismo cidadão, vai constituir uma maneira rápida e eficaz de revelar um acontecimento, mas nem por isso tornará obsoleto o jornalismo tradicional.
Apesar disso, não creio que esse tipo de jornalismo seja capaz de lançar luz sobre crimes ou temas políticos.
Para isso é preciso que se tenha acesso a determinadas fontes, e, sobretudo, é preciso contar com a proteção de uma instituição como um jornal.
Entrevista de Laure Belot Pascale Santi, publicada no "Le Monde" (Tradução de Clara Allain).

marcos palacios

Marcadores:

2 comments links to this post

Revista ECO-PÓS disponível para livre acesso na Web

A Revista ECO-PÓS, do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), passou por uma reformulação e agora é uma revista eletrônica, de distribuição gratuita.
Os conteúdos dos números anteriores - desde 2002 - foram digitalizados e se encontram disponíveis na rede. Para ter acesso a todos os artigos da revista o usuário necessita apenas fazer um breve cadastro no site. No site, os leitores encontraram os seguintes números:
vol. 09, n. 01 - Dossiê: Novas produções, experiências e fronteiras do audiovisual
vol. 08, n. 02 - Dossiê: Comunicação e História
vol. 08, n. 01 - Dossiê: Jovens - representação e produção mediática
vol. 07, n. 02 - Dossiê: Comunicação e Estudos Culturais
vol. 07, n. 01 - Dossiê: Televisão: produção, programação e recepção
vol. 06, n. 02 - Dossiê: Mídia, música (pop)ular e sociedade
vol. 06, n. 01 - Dossiê: Comunicação e consumo
vol. 05, n. 02 - Dossiê: Encenações contemporâneas: cultura, espetáculo e periferia
vol. 05, n. 01 - Dossiê: A (re)invenção do nacional no futebol-espetáculo
O novo volume da Revista ECO-PÓS já está na internet e que vem com o dossiê intitulado "A estética do consumo nos circuitos urbanos".
A revista pode ser acessada no site da ECO-PÓS

marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

segunda-feira, março 26, 2007

Diários britânicos buscam criar comunidades online


O Daily Express é o último diário britânico a fazer uso das potencialidades oferecidas pela internet, como a criação de comunidades para seus usuários. O periódico criou recentemente o MyExpress, que permite que os leitores possam ter seu próprio espaço. O Express segue os mesmos passos dos outros diários britânicos que buscam fomentar a criação de comunidades dos seus usuários. Ano passado, o The Sun lançou o MySun, um site onde os leitores podem postar seus conteúdos.

Com o auge do jornalismo cidadão, os meios tradicionais estão passando a oferecer formas de participação aos seus leitores em espaços preestabelecidos, como método de prender e aumentar a audiência. É o caso do Daily Express e do The Sun, onde existe uma delimitação do conteúdo produzido pelos jornalistas profissionais e o material feito pelos cidadãos.
Via Periodismo Ciudadano

Alberto Marques

Marcadores: , , ,

0 comments links to this post

Buscador de fotos do Flickr


Chamado de flickrcash, o ‘novo’ buscador de fotos do Flickr é muito prático. Para usá-lo é preciso ser registrado. Vale ressaltar que os resultados são bastante eficazes e rápidos. Os arquivos são apresentados em forma de mosaico, caso goste de algum, basta tocar na imagem e ver mais detalhes. A foto utilizada foi um teste com a palavra ‘sushi’.
Via Bloc de Periodista.

Alberto Marques

Marcadores: ,

0 comments links to this post

The Washington Post ganha prêmio de melhor multimídia 2007

"Being a Black Man", produto multimídia do The Washington Post, levou o prêmio para a categoria, no concurso BOP 2007 (The Best of Photojournalism). O BOP é um projeto da National Press Photographers Association. Todos os resultados para fotojornalismo online estão agora disponíveis.

marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

USAToday.com exibe perfis de repórteres

Esta saiu do JW: A edição online do diário americano USA Today, o USAToday.com, cujo desenho foi reformulado no início deste mês, possui agora mais de 30 repórteres e editores com páginas de perfil. O veículo criou uma área especialmente para comportar informações sobre a equipe. Próximo ao nome de cada repórter, o usuário poderá acessar as páginas de perfil e conhecer as notícias e artigos escritos por cada um.
Via Cyberjournalist.

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

sábado, março 24, 2007

Concurso: criação de híbridos de frutas e legumes via Photoshop

O site Worth 1000, especializado em concursos e competições em torno de produtos criados por Photoshop e outros recursos de manipulação digital, está com um desafio lançado para a criação de híbridos de frutas e legumes.
Alguns produtos são cômicos. Outros, bem.... decidam por vocês mesmos....

marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

O melhor do fotojornalismo 2007

Começaram a ser divulgados os resultados do BOP 2007 (The Best of Photojournalism). O BOP é um projeto da National Press Photographers Association. Os resultados para fotojornalismo online só foram parcialmente divulgados, estando disponibilizadas Galerias selecionadas como as melhores. Faltam os anúncios dos ganhadores para slide show, multimídia e blogs fotográficos.
Imperdível.

marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

Empresas jornalísticas confundem audiência com comunidade

Para o editor de blogs do Guardian, Kevin Anderson, a indústria midiática não é ainda capaz de distinguir claramente entre audiência e comunidade. Ele afirma que oferecer à audiência ferramentas sociais não leva necessariamente à formação de comunidades:
“Você pode ter a melhor das tecnologias, mas se você não tiver engajamento e simplesmente jogar lá seus conteúdos, esperando que os comentários apareçam, pensando que isso é comunidade, então você está totalmente equivocado sobre o que está acontecendo. Não se trata de construir uma estrutura para sua audiência participar e deixar que ela a use. Você tem que estar lá e se envolver."
As declarações foram feitas durante o Changing Media Summit, ocorrido em Londres, e Kevin Kennedy enfatizou a necessidade de um novo foco para se compreender porque usuários tendem a se agregar em torno de um determinado site.
Mais informações via journalism.co.uk

marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Exclusão Digital: somente 36% dos estudantes brasileiros acessam a Internet

Detalhes de pesquisa divulgada ontem pelo IBGE sobre perfil do internauta brasileiro assinalam que, pouco mais de um terço dos estudantes brasileiros (36% ou 14 milhões de pessoas) acessa a internet. O número é baixo. No resto da população brasileira, no entanto, esse percentual é ainda menor: 16% das pessoas que não estudam usam a rede. O resultado desses dois números é que apenas 21% dos brasileiros podem ser chamados de internautas (32 milhões de pessoas).
A pesquisa aponta também as maiores barreiras para melhorar esses números. Cerca de metade da população estudantil (50,6%) não usa a internet por não ter acesso a um computador. Entre os não-estudantes, é menor o número de pessoal sem computador, cerca de um terço. A explicação, segundo o IBGE, é o baixo número de computadores nas escolas. Apenas 18% dos estudantes acessaram a internet em estabelecimento de ensino.
Detalhes via G1

marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

sexta-feira, março 23, 2007

Amatomu: um agregador de blogs sul-africanos

Um agregador de blogs, reunindo o que se produz na blogosfera da África do Sul, acaba de ser lançado por inciativa do Mail&Guardian online. Além de buscas por palavras-chaves, o Amatomu oferece uma série de entradas para o uso: os 100 blogs mais importantes, as postagens mais recentes e agregações por categorias (Notícias e Política; Negócios, Tecnologia, Entretenimento, Mídia & Marketing, Esportes, Cotidiano, Humor).
Uma grande ajuda para diversificarmos nossas fontes de informação, possibilitando novos enlaces na blogosfera internacional.
Via Tectonic
marcos palacios

Marcadores: ,

1 comments links to this post

Usando vídeo no jornalismo online

Uma entrevista com Tom Kennedy, editor de multimídia do The Washington Post, explicita como o jornal encara o uso de vídeo e multimídia e que perspectivas se abrem para o futuro. Kennedy compara a atividade de produção de vídeo em uma estação de TV com o trabalho desenvolvido por sua equipe no Post e conclui que "nós adequados nossa abordagem mais fluidamente para as demandas de um assunto específico e tomamos emprestado abertamente de uma varidade de influências, em áudio e vídeo, para contar nossas histórias. Como resultado, eu acho que operamos com menos regras. Nós aceitamos um certo relaxamento em nossa abordagem visual, que tem como contrapartida um nível de intimidade no processo de contar a história, que não é possível em outras abordagens mais formais."
Leia a entrevista completa no AR&D
marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Last.FM: música personalizada e filtros colaborativos

Mais uma vez voltamos ao tema dos filtros colaborativos, uma característica básica da chamada Web 2.0. Mas desta vez não se trata de personalizar notícias ou produtos para compras, porém de criação de um perfil de gosto musical que permite que o usuário descubra e ouça outras músicas próximas às suas preferências.
O serviço funciona através de um aplicativo que é baixado e instalado no computador. Cada vez que você ouve uma música em sua máquina, o aplicativo acrescenta-a ao seu "perfil" no site da Last.FM.
Quando você vai ao site, a Last.FM já "sabe" do que você gosta, começa a tocar suas músicas preferidas, cruzando-as com preferências de outros usuários, gerando possíveis "similares" de seu interesse e uma programação personalizada, com grandes chances de agradá-lo.

Se você não quiser baixar o aplicativo, pode usar a Last.FM apenas para ouvir músicas, escolhendo autores ou intérpretes e ouvindo material selecionado a partir de cruzamentos com as preferências de outros usuários que também indicaram esses nomes. Assim, por exemplo, se você escolher "Caetano Veloso", essa escolha será cruzada com a de outros usuários que também têm interesse em Caetano e você vai ouvir seleções musicais contendo Gilberto Gil, Gal Costa, Os Mutantes, Tom Zé, Chico Buarque, Jorge Ben... Se escolher "Enya", ouvirá Enigma, Dido, Loreena McKennitt, Sara McLachalan, etc...

E a segurança dos dados enviados? Como é que fica?
Os responsáveis pelo site respondem:
*Como não exibimos endereços de e-mail, ninguém consegue associar seu nome de usuário ao seu e-mail nem coletar esse endereço para o envio de spams;
*Os plug-ins audioscrobbler apenas enviam o nome do artista/álbum/música – e não o nome ou o tipo de arquivo. Isso significa que não podemos dizer se sua música vem de um CD original ou de um arquivo MP3;
*Analisamos freqüentemente nossos registros do servidor da Web e os destruímos depois de extrair as estatísticas anônimas;
*Nosso protocolo é documentado, e o software do cliente é open source.

Tudo está explicado em português.

marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

quinta-feira, março 22, 2007

Nosso Blog bloqueado na China

O nosso blog Jornalismo & Internet está entre os sites bloqueados pelo governo chinês. Como ficamos sabendo? Fazendo um teste no Great Firewall of China, um site onde é possível colocar-se um endereço Internet (URL) e verificar se ele pode ser acessado na China. Razões para o nosso bloqueio os censores têm, pois temos reportado várias atitudes de violência contra a liberdade de expressão na China.
E o site de testes será confiável? Bem, em termos... Seus mantenedores exibem um "desclaimer" com o seguinte texto: "this version 1.0 may report sites as being ‘blocked’, while there are only technical reasons for their unavailability. It's greatfirewallofchina.org's aim to collaboratively build a community that will be able to visualize Internet censorship in an increasingly accurate way."
marcos palacios

Marcadores: ,

3 comments links to this post

Vista limita cópias piratas e reduz qualidade de material gravado

Bruce Schneier, um especialista em segurança na web, escreveu um preocupante artigo sobre o novo sistema operacional Vista da Microsoft, denunciando que, para atender aos interesses da indústria cultural, foram incluídos no sistema vários mecanismos de bloqueio de cópias e proteção de direitos autorais, que além de impedir cópias piratas podem causar sérios problemas de funcionamento e segurança.
São aplicativos de Digital Rights Management (DRM) incorporados no Vista que, segundo Schneier, continuamente monitoram sua CPU para determinar "se você está fazendo algo que não deveria estar fazendo" - na opinião da Microsoft, claro - como tentando copiar ilegalmente material protegido por copyright para HDs, DVDs e Blue Rays. Até mesmo a tentativa de copiar uma faixa de um CD adquirido legalmente para produzir um arquivo MP3 para um i-Pod pode ser considerado uma "operação ilegal" pelo sistema.
Algumas vezes a qualidade do material "ilegalmente gravado" (áudio e vídeo) pode ser artificialmente degrada pelo Vista, ou ocorrer um completo bloqueio de output pelo sistema.
Schneier afirma que "ainda não sabemos todos os detalhes e qual o exato alcance dessas medidas de proteção".
Vale a pena ler.
Via Living Without Microsoft

marcos palacios

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

A primeira lista ninguém esquece: Tourbus

Muitos navegadores de longa data na Internet tiveram na Lista Tourbus sua primeira experiência de um serviço, via e-mail, fornecendo informações e dicas para um mundo novo de produção e difusão de informações. Com a precariedade que caracterizava as buscas naqueles primórdios, a lista representava um apoio sempre benvindo, informando sobre novidades, indicando sites de interesse, ajudando o usuário novato a encontrar seus caminhos.

A Tourbus começou a ser produzida em 1995, por Bob Rankin e Patrick Crispen. Não é uma Lista de Discussão, mas sim uma Lista de Distribuição. Duas vezes por semana, seus assinantes recebem as informações produzidas pelos editores da Tourbus.
Nesta semana, por exemplo, os assuntos tratados são navegação anônima na web, download de filmes longos, alternativas gratuitas ao Microsoft Office, entre outros.
A Tourbus tem um site, onde se pode fazer a subscrição (gratuita) para receber o informativo e consultar-se arquivos de anos anteriores.
A Tourbus agrega atualmente cerca de 100 mil assinantes em 130 países.

marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

Mapa interativo da violência em Badgá

O site da BBC News diponibiliza um excelente mapa da violência em Bagdá, desde a ocupação da cidade pelo exército norte-americano.
Um exemplo muito bom de infografia interativa.
É possível ter-se uma idéia das diversas áreas étnicas na cidade e acompanhar a escalada da violência até o presente.
Estão contabilizadas 35.557 mortes violentas na cidade, até fevereiro de 2007.
Clique no mapa para utilizá-lo.

marcos palacios

Marcadores: ,

1 comments links to this post