quinta-feira, maio 31, 2007

Simplesmente Genial

Um vídeo morphing condensa, em três minutos, 500 anos de Arte retratando o rosto feminino, em sucessivas transformações.
Não me ocorre outro adjetivo senão Genial!
Clique na imagem para ver o vídeo.
marcos palacios
(Link enviado por Milena Palacios)
Os retratos mostrados correspondem aos seguintes artistas: Leonardo Da Vinci, Raphael - Raffaello, Titian - Tiziano Vecellio , Sandro Botticelli , Giovanni Antonio Boltraffio, Albrecht Dürer, Lucas Cranach the Elder, Antonello da Messina, Pietro Perugino, Hans Memling, El Greco, Hans Holbein, Fyodor Stepanovich Rokotov , Peter Paul Rubens, Gobert, Caspar Netscher, Pierre Mignard, Jean-Marc Nattier, Élisabeth-Louise Vigée-Le Brun, Sir Joshua Reynolds, Franz Xaver Winterhalter, Alexei Vasilievich Tyranov, Vladimir Lukich Borovikovsky, Alexey Gavrilovich Venetsianov, Antoine-Jean Gros, Orest Adamovich Kiprensky, Amalie, Jean-Baptiste Camille Corot, Édouard Manet, Flatour, Jean Auguste Dominique Ingres, William Clark Wontner, William-Adolphe Bouguereau, Comerre, Leighton, Blaas, Renoir, Millias, Duveneck, Cassat, Weir, Zorn, Alphonse Mucha, Paul Gaugan, Henri Matisse, Picabia, Gustav Klimt, Hawkins, Magritte, Salvador Dali, Malevich, Merrild, Modigliani, Pablo Picasso.

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Publicidade: embranquecendo homens e mulheres na Índia


Campanhas publicitárias lançadas por grandes companhias de cosméticos, como Avon, L´Oreal, Ponds, Unilever e outras estão ativamente incentivando os indianos a clarear seus tons de pele.
“A moderna mulher indiana é independente, senhora de si e não tem que conviver com sua pele escura”, é o tom geral das campanhas de embranquecimento cosmético feminino.
Os homens também começam a ser alvos dos vídeos publicitários .
Há uma clara mensagem de que pele escura é um atributo negativo para o sucesso.
Muita controvérsia está sendo gerada.
Assista o vídeo publicitário acima e leia artigo no The New York Times.

marcos palacios

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Jornalistas ingleses formam grupo para discutir questões práticas do jornalismo na Web

Jornalistas ingleses trabalhando online formaram um grupo para trocar idéias e informações sobre inovação e produção.
Por agora o grupo é ainda embrionário e está centrado em um blog, mas existem planos de expansão para incluir elementos de redes sociais.
A idéia, segundo Nick Turner, um dos líderes da iniciativa, é possibilitar um espaço de discussão para “pessoas que estão fazendo as coisas funcionar e que podem ter questões sobre softwares ou sobre como incrementar seu trâfego”.
Em reuniões e convenções de editores, discute-se muito sobre as confrontações sobre jornalismo impresso e jornalismo online, mas em um grupo específico como este, podemos rapidamente trocar idéias práticas, em um nível diferente, explica Turner.
Parece uma boa idéia.
Via journalism.co.uk

marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

Que é um Blog? Respostas indicam a confusão reinante sobre o assunto

Um vídeo de Joan Planas coloca uma pergunta simples: "Que é um Blog".
A questão foi colocada aleatoriamente para pessoas nas ruas de Barcelona. As respostas mostram a pouca informação e a confusão reinantes sobre os diversos formatos e espaços existentes na Internet.
Via Blog Daddy

marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

Interação: uma proposta de modelo

Frederick van Amstel, do blog Usabilidoido, está realizando uma pesquisa para seu mestrado em Tecnologia (UTFPR).
O tema é o Orkut e como as pessoas estão utilizando as novas possibilidades de interação abertas por essa ferramenta.
Com base em observações sobre as relações entre pessoas e sistemas, em espaços como o Orkut e similares, van Amstel está publicamente apresentando algumas reflexões sobre um possível modelo que conjugue as duas dimensões.
Confiram e colaborem dando-lhe algum tipo de retorno.
marcos palacios

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Legislação para controlar Internet no Brasil vai a exame hoje no Congresso

Após quase 15 anos de acesso público à internet, o Brasil pode ganhar o primeiro marco regulatório da rede no País. Entra em discussão e pode ser votada hoje na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado a nova versão do substitutivo ao projeto de lei 76/2000, elaborado pelo senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) para disciplinar a internet brasileira e punir crimes virtuais.
O texto foi mudado após uma enxurrada de reclamações, mas a polêmica continua.
Na sessão de hoje, o governo deve pedir vistas do projeto para impedir a votação.
Mais informações no Vida Digital
marcos palacios

Marcadores: , ,

1 comments links to this post

quarta-feira, maio 30, 2007

Especial sobre os 40 anos do Sgt. Pepper's

Esta saiu do blog Travessias Digitais: “O tampabay.com montou uma pequena narrativa multimédia especial sobre os 40 anos de um dos mais fabulosos álbuns da era rock: Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, dos Beatles. Vale a pena navegar.”

Alberto Marques

Marcadores: ,

0 comments links to this post

2ª edição do guia especializado em informação na internet é lançada

O Conselho Superior de Investigação Científica acaba de lançar a 2ª edição do guia “La información especializada en Internet”. Trata-se de um diretório que reúne as melhores páginas web nacionais e internacionais que são úteis aos jornalistas e também oferece caminhos para localizar recursos multimídia (vídeos, fotografias, áudios e animações em flash). Cristina Aced, do Blog-o-Corp, informa que essa é uma versão corrigida e ampliada da que se publicou em 2001. São quase 500 páginas de recomendações, organizadas por essas seções:


Buscadores Web
Bibliotecas y OPACs
Bases de datos bibliográficas
Distribuidores de bases de datos
Revistas electrónicas
Plataformas de acceso a revistas electrónicas
Acceso abierto a las publicaciones científicas
Obras de referencia
Portales temáticos
Periodismo digital
Recursos multimedia
Documentación jurídica
Fuentes primarias, documentación archivística
Recursos de interés sobre informática, tecnologías de la información y software
Recursos de información sobre el sistema español de I+D

Para os interessados, o preço é 29 euros. Para adquirir é preciso entrar em contato com o Serviço de Distribuição de Informação da CSIC. Pessoalmente, não conheço a qualidade do conteúdo. Alguém conhece esse guia?

Alberto Marques
0 comments links to this post

A Tarde On Line tem novo design



O portal baiano A Tarde On Line estreou nesta quarta um novo design. Passa agora a destacar mais as "últimas notícias", o tamanho das fotos (exibidas em modo randômico) aumentou um pouco em relação à versão anterior, assim como a fonte.
Se antes a versão impressa tinha seu espaço bem delimitado, com a visualização da capa, agora foi incorporada ao menu do lado esquerdo, como sendo um canal ou uma seção a integrar a oferta informativa do portal. Do menu também fazem parte a Agência A Tarde e A Tarde FM. Com a mudança, o design do portal está mais verticalizado, o que foge às tendências de horizontalização para os web sites jornalísticos. Ah! Para ler a versão impressa, só sendo assinante.
A conferir.

Suzana Barbosa

Marcadores:

0 comments links to this post

Difusão de jornais e revistas na França continua caindo

Segundo dados da OJD francesa, a difusão dos diários e revistas diminuiu 2% em 2006, uma cifra praticamente idêntica ao ano anterior. Na França, durante a última década, houve uma queda de 10%.

17eme Observatoire de la Presse [PDF, 1,64 MB] (OJD France, 05/2007)
La presse limite le recul de sa diffusion grâce au portage (Le Figaro, 24/05/2007)

Via E-periodistas.

Alberto Marques

Marcadores:

0 comments links to this post

Edição de imagens online

No Bloc de Periodista encontrei uma dica muito interessante: Wiredness é uma ferramenta online que permite editar fotos. O serviço, em parceria com o Flickr, possibilita também armazenar imagens no site. Apesar estar em fase de teste (beta), fiz alguns experimentos e achei muito bom.

Alberto Marques

Marcadores:

0 comments links to this post

Páleo-tecnologia: como usar um telefone. Instruções detalhadas

Há 80 anos era publicada uma cartilha explicando, passo a passo, como usar um telefone de disco. Criada e distribuída pela American Telephone and Telegraph Co. (AT&T), a peça é uma viagem no tempo. Clique na imagem para ver um vídeo produzido a partir das instruções originais.
marcs palacios

Marcadores: ,

1 comments links to this post

CBS compra Last.Fm por U$ 280 milhões

Na mais importante transação envolvendo um produto Web 2.0 até hoje na Grã-Bretanha, a CBS Corporation acaba de anunciar a compra, por U$ 280 milhões, da Last.Fm, a maior plataforma de música personalizada do mundo.
A plataforma permite a criação de "rádios costumizadas" e, através do cruzamento dos gostos musicas de seus usuários, produz automaticamente seleções musicais, agregando estilos e intérpretes similares.
Por exemplo, se o usuário aponta Caetano Veloso como o artista para servir de base para construção de uma seleção, a plataforma vai verificar o gosto das pessoas que também incluíram Caetano em suas seleções e, em seguida, personaliza uma "estação" com músicas de Veloso e agrega vários intérpretes "convidados" como Maria Bethania, Gal Costa, Chico Buarque, Gilberto Gil, etc.
Funciona nos mesmos moldes que as sugestões da Amazon: "quem comprou esse livro comprou também estes outros".
A Last.Fm foi criada na Gra-Bretanha, há cinco anos, mas tem interface em diversas línguas, inclusive português.
Como parte do acordo firmado com a CBS, a atual direção da Last.Fm vai continuar em seu posto e o site vai manter uma identidade separada.
Via BBC
marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

Bolsas de pós-graduação no Brasil para estrangeiros: Mestrado e Doutorado

Estão abertas as inscrições para o Programa de Estudantes - Convênio de Pós-Graduação (PEC-PG). Administrado conjuntamente pelo CNPq/MCT, pelo Departamento Cultural do Ministério das Relações Exteriores e pela Capes, o programa possibilita a realização de pós-graduação em instituições de ensino superior brasileiras, por professores universitários, pesquisadores, profissionais e graduados do ensino superior dos países com os quais o Brasil mantém Acordo de Cooperação Educacional, Cultural ou de Ciência e Tecnologia.
Os benefícios incluídos no programa são, além da bolsa de Mestrado ou Doutorado com início em 2008, a concessão do retorno ao país de origem para o bolsista que comprovadamente concluir o curso; orientação acadêmica especial por parte das coordenações dos cursos de Pós-graduação; e assistência médica, odontológica e farmacêutica no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).
Para concorrer à bolsa, o candidato não pode ter visto permanente no Brasil e é preciso que tenha obtido o Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (CELPE-Bras), se de país não-lusófono.
As inscrições podem ser feitas até o dia 31 de julho deste ano.
Mais informações no Jornal da Ciência.

marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

Biblioteca da Universidade de Washington usa Wikipedia como link para sua coleção digital

A Biblioteca da Universidadede Washington abriga uma coleção digital, com mais de 120 mil imagens, textos e áudios, cobrindo um largo espectro de interesses.
O problema dos bibliotecários era como fazer para que a existência da coleção fosse conhecida por mais usuários potencialmente interessados em seus conteúdos.
A solução encontrada foi tão eficiente quanto simples: eles passaram a, sistematicamente, criar links para partes da coleção, a partir de artigos já existentes na Wikipedia.
Depois de um minucioso levantamento do que havia na coleção digital da Universidade, os bibliotecários passaram a buscar na Wikipedia os verbetes que poderiam ser enriquecidos com acesso ao material da biblioteca e oferecer links para os internautas.
Uma típica ação simbiótica.
Um artigo na D-Lib Magazine de maio/junho, faz um relato dessa criativa iniciativa.
Via Current Cites.

marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Roubo de dados atinge mais de 20% dos internautas brasileiros

Está disponível para livre acesso a segunda parte do Relatório sobre Tecnologias de Informação em Domicílios Brasileiros, produzido pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, através do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto br — NIC.br
Este segundo conjunto de dados se refere a segurança, uso do e-mail, spam, comércio eletrônico e governo eletrônico, durante o ano de 2006.
Realizado entre julho e agosto do ano passado em todo o território nacional, o estudo investigou 10.510 domicílios na zona urbana, entrevistando pessoas com 10 anos ou mais, nas cinco regiões do país.
Segundo a TIC Domicílios 2006, continua pequeno o número de internautas realizando compras ou usando serviços de governo eletrônico pela rede. Apenas 14% dos indivíduos que já acessaram a internet declararam ter adquirido bens e serviços pela rede pelo menos uma vez na vida, percentual que somava pouco mais de 15% em 2005.
“E ainda é menor o número de pessoas vendendo ou divulgando produtos e serviços pela rede, cerca de 3,7%, e na sua maioria homens, pessoas com maior escolaridade e de classe social mais alta”, afirma Mariana Balboni, gerente do CETIC.br.
O percentual da população brasileira que usou serviços de governo eletrônico nos últimos 12 meses também se manteve estável em relação ao ano anterior, somando 12,1% - lembrando que foram consultados apenas indivíduos com mais de 16 anos, que estão em idade para se relacionar com órgãos públicos.
44,5% dos usuários de Internet declararam não ter encontrado problemas de segurança este ano – em 2005 foram 41%. O problema mais freqüente continua sendo o ataque de vírus com perda de informação ou que resultou em acesso não autorizado (20,3%), seguido pelo ataque de vírus com danos em software ou hardware (7,9%). Não houve variação desses indicadores em relação a 2005 (19,6% e 7,1%, respectivamente).
Entre os usuários de internet que possuem conta de e-mail, o percentual de usuários que receberam spam em 2006 não mudou (51,9%). Também não variou a freqüência de recebimento: 46,6% diariamente; 38,4% semanalmente e 12,8 mensalmente.
marcos palacios

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Uma explicável maré montante

De repente, ao longo do dia de ontem, comecei a notar um rápido crescimento do número de visitantes a nosso blog. Bastante acima do padrão usual. Imaginei, a princípio, que fosse simplesmente um erro de contagem. Depois cheguei a pensar em mudanças de critérios ou metodologia no serviço que nos fornece o acompanhamento.
Quem matou a charada - e postou a explicação - foi a Suzana Barbosa, que viu a indicação de nosso blog feita pelo Noblat.
Obrigado, Noblat, pela indicação.
Obrigado aos que vieram ontem por primeira vez. Esperamos que tenham gostado do que viram e voltem regularmente.
marcos palacios
1 comments links to this post

terça-feira, maio 29, 2007

Quebrando records e fazendo o tempo andar para trás

Jorge Camões, em seu ótimo blog BizViz, sobre visualização de informação, faz mais uma de suas brincadeiras para mostrar como é fácil dizer-se bobagens com projeções sem substância que as respalde.
Diz ele:
"Após vários anos sem fazer exercício, recomecei em Abril a ir à piscina. Medi hoje a minha evolução, como faço quinzenalmente, e descobri que é a todos os títulos extraordinária.
Repare-se no gráfico: em apenas um mês tirei 15 segundos à marca inicial. Julgo que não será fácil encontrar evolução comparável. No gráfico é indicado o valor aproximado do record mundial. Poderão verificar que, admitindo que a tendência se mantém, o record do mundo de 50 m na especialidade “free style” cairá daqui a cerca de 10 quinzenas, lá para o fim do ano.
Em Fevereiro deverei ser tão rápido que o tempo passará a andar para trás, como previa Einstein."

marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Testando a eficiência dos censores chineses

Para testar a eficiência do sistema de censura na China, Michael Kanellos, do CNET News, que está em viagem por lá, fez um experimento prático.
De seu quarto de hotel fez uma busca, em inglês, para "Tiananmen" (o nome da praça de Pequim onde ocorreram confrontos entre manifestantes e exército, em 1989, com centenas ou, - segundo alguns -, milhares de mortos).
A mesma busca foi repetida em um Cibercafé, também usando o inglês, e depois no site do Google chinês e no Portal chinês Baidu, usando caracteres chineses.
Os resultados são reveladores:
a) na busca realizada no hotel, apareceram de imediato imagens dos protestos de 1989, incluindo a icônica foto do homem confrontando o tanque. Os links funcionaram quase sempre bem;
b) no cibercafé, que ironicamente fica a uma quadra da Praça Tiananmen, e é usado principalmente por estrangeiros, as mesmas buscas (em inglês) produziram duas fotos, a do jovem x tanque e de manifestantes feridos. E muitos espaços em branco apareceram nas páginas. Tentativas de seguir links resultaram em corte da conexão pelo servidor;
c) no site chinês do Google nada estava bloqueado. No entanto, os resultados pareciam editados. Das 27 páginas de imagens produzidas no Google, apenas uma se referia ao conflito. As restantes diziam respeito, basicamente, à praça como um local turístico;
d) no Baidu, nada foi encontrado referente ao conflito. Somente textos e imagens sobre a praça, sua localização, etc.
Kanellos conclui que o sistema de censura funciona por níveis, impedindo acesso nos locais e através de ferramentas usadas pela maioria dos chineses, porém garantindo acesso pleno para visitantes em seus hotéis e acesso apenas parcialmente limitado para estrangeiros usando inglês, em cibercafés.
Para Kanellos, por mais que sejam eficientes, os censores não terão como barrar a busca de informações por muito mais tempo: cresce o número de chineses que já dominam o inglês e a nova mídia, por sua fluidez e suas características viróticas de difusão, vai ficando cada vez mais difícil de ser policiada.
Detalhes no CNET News

marcos palacios

Marcadores: ,

1 comments links to this post

Noblat indica blog do GJOL

Na seção "Vale a pena acessar", da sua coluna/blog de hoje em O Globo Online, o jornalista Ricardo Noblat recomenda o blog do GJOL Jornalismo & Internet.

Suzana Barbosa

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Fotojornalismo: como se adaptar aos novos tempos

A edição de maio/junho da revista Digital Photo Pro traz uma entrevista com o fotojornalista Ed Kashi, um importante profissional norte-americano, com mais de 20 anos de experiência.
Kashi fala dos novos tempos do fotojornalismo e como se adaptar a eles.
São tempos de difíceis, diz ele, com jornais e revistas em crise, orçamentos baixos, oportunidades mais reduzidas nos mercados tradicionais. Longe vão os dias em que um fotojornalista com alguma reputação podia se dedicar por todo um mês (ou mais!) a um único projeto, recebendo um gordo adiantamento enquanto trabalhava.
Na entrevista, Kashi analisa o panorama atual e discute como ele acredita que os profissionais podem se adaptar e seguir adiante, especialmente aproveitando as novas oportunidades abertas pela Web e pelo mundo digital de maneira geral. O tom geral é de otimismo.
A íntegra da entrevista pode ser lida online.

marcos palacios

Marcadores: ,

1 comments links to this post

Professor sugere propriedade cooperativa como solução para crise dos jornais

Chris Daly, professor de jornalismo na Boston University (Estados Unidos), sugere uma maneira superar a crise que vem ameaçando os jornais impressos na maioria dos países: a formação de cooperativas de leitores, que passariam a ser os "donos" do jornal.
Ele começa perguntando se quem é o proprietário e como se é proprietário faz diferença para o jornalismo. Sua resposta é um contundente "é claro que sim!".
A idéia é que os leitores se tornem acionistas majoritários, através da compra de ações dos jornais.
Daly ilustra afirmando que, se um milhão dos assinantes do Times comprasse, cada um deles, ações num valor de cerca de U$ 2.000, eles se tornariam acionistas majoritários do jornal.
"Se todos nós, que levamos o jornalismo a sério, fizéssemos um esforço nesse sentido, poderíamos chegar lá".
É claro também, ressalta o professor, que muitos dos leitores do Times não têm recursos para investir U$ 2.000 num empreendimento desse tipo, mas haveria também outros dispostos a investir um pouco mais, e uma minoria que poderia comprar um número bem elevado de ações.
Roy Greenslade, em seu blog, apresenta os principais pontos da proposta de Chris Daly, porém argumenta que o esquema já foi tentado em 1991, com o Grupo Mirror, sem sucesso. No entanto, - assinala também Greenslade -, naquele caso o que pode ter acontecido é uma falta de confiança dos leitores e potenciais investidores no Grupo, levando-os a não embarcar na aventura. Com grupos mais confiáveis, a história poderia ser diferente.
marcos palacios

Marcadores:

1 comments links to this post

Autêntico Satã: Judeus ultra-ortodoxos querem proibir computadores em Israel

Um grupo de judeus ultra-ortodoxos lançou uma campanha para proibir totalmente o uso de computadores em Israel, por considerar que são "o mal disfarçado" e o autêntico "Satã". Os "gerrer", uma seita hassídica (corrente mística judia) fundada no século 19, batem de porta em porta tentando convencer os membros da comunidade que possuem um computador dos "perigos espirituais" que isto representa para sua família, segundo a edição desta segunda-feira do jornal "Haaretz".

marcos palacios

Marcadores: , , ,

0 comments links to this post

segunda-feira, maio 28, 2007

Estadão fará jornal no Second Life Brasil

Deu no site ojornalista e na agência estado.

Batizado de Metanews, o jornal terá como jornalistas os avatares. O jornal O Estado de S. Paulo será o primeiro órgão de imprensa do País a produzir e editar um jornal no Second Life - ambiente virtual semelhante ao mundo real conhecido como metaverso.
O Estado fechou uma parceria com a KAIZEN Games, companhia responsável pelo Second Life Brasil , e será o jornal oficial desse universo virtual.
Batizado de MetaNews, o órgão de imprensa virtual começará a funcionar a partir do mês que vem. Todos os residentes do Second Life Brasil poderão enviar reportagens, matérias, fotos e vídeos. Os destaques deverão ser as programações culturais, notícias factuais, prestação de serviço e ainda o Zap (Classificados on line do Estadão), com empregos, imóveis e outros anúncios disponíveis no Second Life Brasil . "Além de focarmos no rejuvenescimento da marca, estamos levando o Estadão para novos patamares tecnológicos. A idéia não é estar com a marca lá, pura e simplesmente. Vamos produzir conteúdo exclusivo com todo expertise que temos", afirmou o diretor de Marketing e Mercado Leitor de O Estado de S. Paulo, Antônio Hércules Jr.

Por Afonso Jr.

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Technorati redesenhado: um convite e um comentário

David Sifry está convidando os usuários da internet para visitar a página redesenhada do Technorati e para conhecer a nova ferramenta de busca search.technorati.com.

Alberto Marques

*****************************************
Um comentário sobre as mudanças no Technorati

Anunciada basicamente como uma mudança de visual, na verdade a reforma recente do Technorati incluiu também uma novidade maior. Agora, além de buscar blogs e postagens em blogs, o site faz também buscas de imagens e vídeos. Como isso ele se afasta de sua linha de especialização inicial, para desgosto de alguns, que consideram que ele perde sua marca essencial, ao se diverficar em instrumento multi-buscas.
Em minha avaliação, são pequenas as mudanças visuais. Ficou mais limpa a página de buscas nos blogs, mas perdeu-se uma boa oportunidade de uma maior reestruturação da home, que considero pesada, confusa e com publicidades quase sempre horrorosas "enfeitando" o lado direito da página.
Uma inovação visível na home foi a colocação de um ticker, no topo da página, que me parece o tipo de coisa inútil. Os tags sucedem-se numa correria sem fim, sendo impossível acompanhá-los e tirar dali qualquer informação de valor.
No que se refere à transformação em multi-buscas, que eles jocosa - porém um pouco presunçosamente - chamam de "everything in the known universe", tendo a concordar com as críticas que vem sendo feitas por blogueiros de forte reputação na Web: é uma pena que eles deixem seu nicho de especialização para competir com outros serviços similares.
Leiam a postagem de Sifry e depois visitem o "novo" Technorati para tirar suas próprias conclusões.

marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

sábado, maio 26, 2007

Você bloga? Cuidado, tem mais chances de perder seu emprego

O instituto britânico de pesquisas YouGov aponta que os autores de blogs que postam com freqüência correm maior risco de perder o emprego.
É que a prática de escrever os diários pessoais envolvem textos com informações confidenciais, críticas ao trabalho ou a chefes e outros temas que podem ser considerados conduta imprópria no ambiente profissional.
Há ainda, segundo a companhia, a visão de que o blogueiro usa parte de sua jornada de trabalho para escrever posts em seu blog pessoal.
A pesquisa, que avaliou dois mil blogs, concluiu que 39% deles continham informações que poderiam por em risco o emprego do blogueiro.
marcos palacios

Marcadores:

2 comments links to this post

Photobucket: quase três bilhões de fotos e prestes a ser adquirido por U$ 250 milhões

Criado em 2003, por Alex Welch e Darren Crystal, Photobucket é hoje o maior site de hospedagem de imagens, vídeos, slides shows, no mundo.
Conta com 17.6 milhões de vistantes únicos por mês nos Estados Unidos e mais de 27 milhões em outras partes do mundo. Mais de 40 milhões de usuários estão (gratuitamente) registrados. Usuários do site podem buscar imagens e fazer links para seus sites ou blogs.
De acordo com a Reuters, o site está agora na mira da Murduch´s Newscorp (proprietária do MySpace) que deve adquiri-lo por um preço estimado em 250 milhões de dólares.
A informação vem do Read/Write Web, onde há uma resenha completa do Photobucket, suas ferramentas e seu modelo de negócios.

marcos palacios

Marcadores:

1 comments links to this post

Não adianta rasgar nem picar: software alemão recupera documentos destruídos

O Alept.com noticia que pesquisadores alemães desenvolveram um software capaz de remontar papéis rasgados.
O software funciona com algoritmos especiais que conseguem escanear o documento e juntar todas as partes, por meio da análise das cores, do formato, da textura e da letra no documento. O software é tão potente que é capaz de remontar até mesmo documentos que foram picados em máquinas.
Realmente um perigo!
Você tem algum documento que queira destruir? Por via das dúvidas coloque-o na churrasqueira, jogue álcool e fogo nele.
Só não fica claro, na notícia circulada, como é feita a interface entre o picadinho de papel e o programa de análise que o reconstitue. Será que é necessário scanear pedacinho por pedacinho ?
Link enviado por Ana Moutinho
marcos palacios

Marcadores:

1 comments links to this post

sexta-feira, maio 25, 2007

Mapeando as fontes do Google News: 10 países incluídos

Hank Van Ess, no Search Bistro, colocou em funcionamento uma versão beta do Google News Tracker, um aplicativo que analisa o uso de fontes noticiosas no Google News de vários países.
Estão disponíveis dados para Argentina, Chile, México, USA, Canadá (francês e inglês), França, Espanha, India, Itália, Nova Zelândia, Austrália, Grã-Bretanha, Suiça, Holanda e Alemanha.
O Brasil, infelizmente, ainda não foi incluído entre os monitorados.
Os dados são importantes para análises empíricas do peso relativo dos veículos, no contexto dos estudos dos agregadores de notícias.
A imagem acima reproduz os dados para as 25 fontes mais importantes para o Google Argentina, no mês de maio de 2007.
marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

Alberto Cairo fala de infografia e narratividade jornalística

Alberto Cairo, ex-diretor de infografia do El Mundo e considerado um dos melhores nesse gênero na atualidade, é agora Professor Assistente na University of North Carolina e estará lançando em 2008 seu primeiro livro (Visual Journalism: Print and Multimedia Infographics Storytelling).
Em uma entrevista para a Online Jounalism Review, Cairo adianta conteúdos de seu livro, dá exemplos de bons trabalhos sendo feitos atualmente na área da infografia e comenta os erros mais comuns de quem trabalha com infografia jornalística.
"O erro mais grave", - segundo Cairo -, "é acreditar que infografia é um ramo do design gráfico, ou que tem a ver apenas com ilustração. Infografia, como qualquer outra forma de narrativa jornalística, depende de conteúdos sólidos e precisos. É ótimo se você pode criar animações excelentes em 3D e cenários interativos, mas se seu conteúdo for fraco, a apresentação será fraca. Não há boa infografia sem boa apuração jornalística".
Cairo fala também dos critérios a serem adotados para decidir se uma infografia deve ou não ser utilizada em um determinado tipo de situação jornalística.
marcos palacios

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Cuidado: você pode ter sido clonado no Orkut

Durante algum tempo, foi comum que celebridades tivessem seus sites clonados, por admiradores ou por pessoas interessadas em manchar a imagem daquela determinada pessoa.
Agora não são apenas as celebridades que viram clones. "Uma nova tendência que vem irritando muitos usuários no Orkut é o clone de anônimos -- por falar nisso, você já checou se não existe uma cópia sua por lá?
Em alguns casos, o falsário usa seu próprio nome ou cria uma terceira identidade, copiando “apenas” dados do perfil e as fotos de sua “vítima” (ou seria seu “ídolo”?).
Quando o roubo se refere apenas às fotos, e não aos textos, fica muito mais difícil descobrir a falcatrua, já que não há como fazer buscas por imagens nesse site do Google.
Não há uma única razão para esse tipo de imitação: muitas vezes ela é feita para difamar o verdadeiro dono das informações, enquanto em outras os fraudadores apenas gostam daquilo que vêem no perfil alheio. Assim, eles simplesmente copiam tudo o que encontram pela frente, sejam fotos de família ou declarações "sinceras" de amor.
Nas comunidades “Copiaram meu perfil” e Clonagem de Perfil é Crime não faltam casos de pessoas indignadas com a situação".
marcos palacios

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

quinta-feira, maio 24, 2007

Artigo fala de relações complementares entre blogs e jornalismo tradicional

Artigo publicado no mais recente número da revista Journalism (Vol. 8, No. 3, 235-261:2007) fala das relações entre jornalismo cidadão, blogosfera e jornalismo tradicional. O trabalho está assinado por Stephen Reese , Lou Rutigliano, Kideuk Hyun e Jaekwan Jeong, todos da University of Texas (Austin).
O material pode ser acessado através do Portal de Periódicos da CAPES, nas redes das instituições conveniadas, ou comprado por U$ 25 no site da revista.
Abaixo o abstract do artigo.
marcos palacios

Mapping the blogosphere
Abstract
Professional and citizen-based media in the global news arenaGlobalization and the internet have created a space for news and political discourse that overrides geography and increases opportunities for non-mainstream, citizen-based news sources. Drawing a distinction between emerging citizen and professional media, this study examines one rapidly expanding and increasingly influential citizen news source — weblogs. We analyzed the linking patterns, the online network led to by six of the most popular news and political weblogs to study their relationship to other weblogs and the traditional professional news media in the USA and internationally. Findings suggest a more complementary relationship between weblogs and traditional journalism and less echo-chamber political insularity than typically assumed. The blogosphere relies heavily on professional news reports and half of its linked-to sites can be considered non-partisan.
Link Journalism (Vol. 8, No. 3, 235-261:2007)

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Observatório da Imprensa: mídia "comeu mosca" na cobertura da ocupação da USP

O jornalista Luiz Weis afirma hoje, no Observatório da Imprensa, que a mídia está "comendo mosca" em sua cobertura da ocupação da USP e deixando o "leitor colhido no fogo cruzado dos abaixo-assinados e outras manifestações acadêmicas a favor ou contra a ocupação".
Weiss fez um levantamento da legislação que está na base da mobilização que levou à ocupação da Reitoria, por ameaçar a autonomia das universidades estaduais. Concluiu que nenhum dos novos decretos se aplica às universidades e que, desde 1º de fevereiro, os reitores receberam, do governador José Serra, garantias nesse sentido.
Luiz Weiss é jornalista, pós-graduado em Ciências Sociais pela USP, onde lecionou Sociologia da Comunicação. Escreve no Observatório da Imprensa e no jornal O Estado de S.Paulo.
marcos palacios
(Foto Flickr/liquidslave)

Marcadores: ,

1 comments links to this post

Relatório sobre Tendências Mundiais da Mídia Digital contém vírus

A World Association of Newspapers acaba de publicar o informe World Digital Media Trends. O mais incrível é que o resumo executivo do documento está infectado por um vírus.
Quem informa é Ramón Salaverría, no e-periodistas.
A página abaixo oferece o link para o resumo:
Ao tentar abri-lo, Salaverría foi surpreendido por um aviso de seu antivírus:
Concretamente, o documento esconde o vírus W97M/Thus.EN. Trata-se de um vírus antigo(2002), com efeitos pouco danosos. Porém, ele desabilita o anti-vírus do usuário, deixando o caminho aberto para invasões mais perigosas. Se alguém já tiver sido contagiado, pode obter informações e patches no serviço de Alerta Antivirus da entidade pública Red.es.

marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

Blogosfera como organismo vivo

Mauricio Goetz, no Marketing Usabile, compara a blogosfera a um organimso vivo:
* a blogosfera é uma "entidade única", que interconecta diversas "células"e forma sistemas com diferentes "graus de separação";
* a blogosfera tem um "cérebro". Elabora idéias, discute-as, amplifica-as, acolhe-as ou rejeita-as;
* a blogosfera tem um "coração". Apaixona-se, emociona-se, diverte e comove;
* a blogosfera tem uma "alma". Mobiliza-se, organiza-se, ativa-se;
* a blogosfera tem um "sistema nervoso". Inflama-se, enraivece, ofende-se, e pode esquecer-se ou não;
* a blogosfera não é um organismo completo, porque deve ainda crescer e resulta sempre difícil sua observação.
marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

Projeto de lei mantém "defesa digital" e monitoramento de usuários por provedores

Para o senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), o texto do projeto de lei substitutivo sobre crimes digitais no Brasil está "redondo", o que significa que os pontos de atrito que afloraram na discussão do ano passado teriam sido suprimidos.
No entanto, ainda há artigos controversos: um deles artigos cria o conceito de "defesa digital", pelo qual organizações afetadas por invasões poderiam tentar acessar o micro de hackers que quisessem invadir suas redes ou usar máquinas para espalhar vírus ou spam.
Em outro item, os provedores de acesso precisam informar à polícia e ao Ministério Público atividades suspeitas de seus usuários, o que obrigaria os provedores a estabelecerem um monitoramento das atividades do usuário.
O projeto, que deveria ter sido apreciado ontem, foi retirado da pauta em virtude de excesso de assuntos, e voltará para análise e votação no Senado na próxima semana.
marcos palacios

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Preso por estar acessando o free Wi-Fi de um café dentro de seu carro

Um cidadão de Michigan (USA) foi preso por estar usando, na rua e dentro de seu carro, o hotspot de uma rede wi-fi de um café. Sam Peterson costumava, sempre que passava pelas imediações do café, estacionar e checar seu e-mail. Abordado por policiais e perguntado sobre o que estava fazendo, Peterson respondeu que estava checando seu mail e não via nada de mal nisso.
No entanto, a lei de Michigan que regulamenta acesso a redes ("Fraudulent access to computers, computer systems, and computer networks") define como criminosa a ação de Peterson, com punição de até cinco anos de cadeia e multa de U$ 10.000.
O promotor público considerou que Peterson não estava ciente da gravidade de seu ato e condenou-o a uma multa de U$ 400 e 40 horas de trabalho comunitário.
O próprio dono do café declarou não saber que o uso de sua rede, fora do estabelecimento, pudesse caracterizar crime de tal gravidade. A denúncia não partiu dele, mas da polícia que considerou a atitude Peterson "suspeita".
Vários outros casos similares já aconteceram em outras cidades norte-americanas, nos últimos três anos.
História completa no Ars Technica

marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

quarta-feira, maio 23, 2007

Portais de olho no jornalismo cidadão


O G1 começa a investir no jornalismo colaborativo. Estreou nesta quarta-feira, 23, o VC no G1, página em versão de testes, para o leitor enviar à redação do portal textos, fotos e vídeos de acontecimentos da cidade onde está plugado. Participar. basta acessar o link: cadastrar no VC no G1, ler e aceitar os termos de uso, escrever o texto e enviar foto ou vídeo. A notícia será lida pela equipe de editores do VC no G1 e, estando de acordo com os termos de uso, será publicada. Seguindo as características do jornalismo digital, o G1 inova com o bordão, "A sua notícia pode ainda ajudar o G1 a ampliar ainda mais a cobertura sobre um determinado assunto".
Go ahead...
Luciana Moherdaui, de São Paulo


1 comments links to this post

Razões para todo jornalista blogar

Scott Karp, no Publishing 2.0, apresenta várias razões pelas quais "todo jornalista deveria ter um blog".
O artigo remete para comentários e conselhos de vários especialistas, especialmente direcionados para jornalistas que mantém ou pretendem manter blogs.
Para começo de conversa, diz Karp, ao iniciar um blog, o jornalista:
* cria uma plataforma para o jornalismo, que independe da situação política ou financeira de uma entidade corporativa;
* aceita o poder e a responsabilidade de atuar como publisher;
* aprende como as tecnologias estão transformando as mídias;
* coloca sua carreira numa via de ascensão, ao deixar de se definir como jornalista de impresso;
* tem a possibilidade de criação de um resumé online, que mostra de que ele é capaz de fazer com a nova mídia;
* torna-o um nódulo na rede da nova mídia.
E vai por aí afora a argumentação de Karp pró-blogs de jornalistas.
Leia a postagem completa.

marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

A noção de gênero atravessa mídias?

A pergunta é colocada por Lia Seixas, em seu blog Gêneros Jornalísticos.
"Se realmente podemos falar de gêneros jornalísticos, então a mídia deve ter um lugar secundário. Se a mídia for definidora, o mais correto seria falar em gêneros de impresso, radiofônicos, televisivos, digitais. Se for um terceiro caminho, o que é provável, a questão está em colocar os poderes do campo (Bourdieu), ou melhor, da "formação discursiva" (Foucault), e os poderes da mídia (Debray, McLuhan)."
Leia a postagem completa.

marcos palacios

Marcadores:

0 comments links to this post

terça-feira, maio 22, 2007

Publicidade e interatividade: assista o vídeo, clique e compre

Compulsion é uma ferramenta que transforma um vídeo comum em um vídeo com objetos clicáveis. Ou seja, cria áreas na imagem (hotspots) que quando clicadas abrem uma janela lateral onde os produtos selecionados vão sendo guardados. Por exemplo, clicando na roupa que alguém está vestindo, ou em uma jóia que está usando, ou nos objetos que estão em volta, as imagens (vestidos, colares, frutas, utensílios de cozinha, etc) vão sendo jogadas na janela lateral, com links para descrição de seus detalhes, preços e lugares de compra.
Até um clique no rosto ou nos olhos de alguém pode gerar um link para um produto cosmético ou um salão de beleza.
A ferramenta já está em oferta no mercado e há alguns vídeos-demo trabalhados com ela que podem ser vistos no site da empresa, juntamente com uma explicação do funcionamento do utilitário.
marcos palacios

Marcadores: ,

1 comments links to this post

Um caso de monitoramento da mídia: Google e seus negócios secretos

Roy Greenslade, no Greenslade, comenta hoje sobre um caso bem sucedido de monitoramento de mídia, levado a cabo por blogs britânicos que repercutiram e criticaram a informação veiculada no final de semana pelo Sunday Herald, de Glasgow, segundo a qual o Google estaria fazendo "acordos secretos" com empresas britânicas de mídia, para veiculação de seus conteúdos no Google News.
Vários blogs comentaram o assunto, que poderia sinalizar uma mudança de postura do Google quanto às suas práticas de uso de material jornalístico disponível online. Mas os comentaristas chamaram atenção para os termos vagos utilizados na notícia publicada no Sunday Herald, com expressões do tipo "fala-se que", "não foi ainda confirmado que grupos foram contatados", "há um entendimento de que", etc
A partir de tais reservas, a informação começou ser checada, chegando-se à conclusão que nada daquilo tinha fundamento sólido. E não tinha mesmo, como foi confirmado por declarações de um porta-voz do Google.
Um caso recente para ser citado quando nos pedem exemplos de como os blogs podem, afinal, ter efeitos concretos sobre a mídia tradicional.
marcos palacios

Marcadores:

1 comments links to this post

Ocupação na USP: duas maneiras de fazer jornalismo online

Completa hoje 19 dias a ocupação da Reitoria da Universidade de São Paulo (USP) por estudantes inconformados com as medidas que o Governador, José Serra (PSDB), vem tomando para reestruturar o ensino superior e a distribuição de recursos para pesquisa nas universidade do estado de São Paulo.
É instrutivo comparar as coberturas que vêm sendo feitas pela Folha Online e pelo Estadão, desde o início do movimento. Enquanto a Folha tem se limitado a material jornalístico produzido por sua própria equipe, o Estadão ampliou consideravelmente o escopo das informações oferecidas, abrindo links para o Blog da Ocupação , telejornal e outros materiais em vídeo, disponibilizados pelos estudantes no YouTube.
Vale a pena comparar as duas posturas.
marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

segunda-feira, maio 21, 2007

Ibéria retira de circulação vídeo acusado de ofensivo à imagem das cubanas

Atendendo a reclamações da Federación de Consumidores en Acción (FACUA), da Espanha, a empresa aérea Ibéria retirou de circulação uma publicidade em vídeo que, segundo a FACUA, ofendia a dignidade da mulher cubana.
O anúncio apresentava "as mulheres cubanas como mulatas de biquini, 24 horas a serviço dos turistas para dançar com eles, fazer-lhes massagens, abaná-los, dar-lhes de comer e beber", segundo um comunicado da FACUA .
O comercial mostra um bebê, que canta com voz de adulto, ganha uma viagem grátis para Cuba e se vê rodeado por mulatas que fazem todas as suas vontades. Entre outras coisas o bebê diz, enquanto é massageado: "como é bom ficar numa rede coçando o umbigo sem gastar dinheiro" e a certa altura pede às mulatas que "o levem para o berço" ("venga mamitas, llévenme a la cuna"). O coro das mulatas canta "está chupao, está chupao", que seria traduzível como "é fácil, é fácil"...
O vídeo condenado está disponível numa página do jornal espanhol 20 minutos.
A FACUA alega que o comercial é ofensivo pois apresenta as cubanas como "usando seus corpos como meros objetos, desviculados do produto que se quer vender".
marcos palacios

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Blog do Guardian contesta jornais britânicos sobre riscos de câncer em redes wi-fi

A partir de um programa de televisão da BBC (Panorama), vários jornais britânicos trazem hoje notícias sobre preocupações com possíveis aumentos de riscos de câncer em escolas equipadas com redes wi-fi.
A discussão tem por base um estudo que mediu níveis de radiação em torres de telefonia celular e em laptops conectados a redes wi-fi.
O blog do Guardian Unlimited contesta a informação, a partir de críticas de cientistas ao experimento, e afirma tratar-se de mais um alarme infundado.
Um porta-voz do programa Panorama defendeu a metodologia usada para medir a radiação, enquanto que a Agência de Proteção à Saúde da Grã-Bretenha afirma que uma pessoa sentada com um laptop numa área de cobertura wi-fi (hotspot) por um ano recebe a mesma dose de radiação que uma pessoa usando um telefone celular por 20 minutos.
Apesar das certezas do Guardian Unlimited, parece que, cientificamente falando-se, a questão permanece em aberto, à espera de novos testes.
marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Projeto de lei estende privilégios de jornalistas a bloggers

Uma proposta de lei, em tramitação no Congresso norte-americano, estende a bloggers envolvidos em "apuração jornalística" os privilégios de manutenção de confidencialidade de fontes, vigentes para jornalistas , editores e publishers, ligados a empresas de comunicação.
O deputado republicano Rick Boucher, um dos proponentes do projeto, explicou que a nova lei não pretende estender tais privilégios a todo e qualquer cidadão, mas apenas àqueles engajados em "atividades jornalísticas", mesmo que não vinculados a uma empresa de comunicação.
A proposta de legislação define jornalismo como a atividade de "coligir, preparar, coletar, fotografar, gravar, escrever, editar, reportar ou publicar notícias ou informação que digam respeito a eventos locais, nacionais ou internacionais ou outros assuntos de interesse público para disseminação para o público" ( "... gathering, preparing, collecting, photographing, recording, writing, editing, reporting or publishing of news or information that concerns local, national or international events or other matters of public interest for dissemination to the public." ).
O projeto não exige que a pessoa seja jornalista profissional. Perguntado como seria possível fazer uma distinção clara para o enquadramento de casos particulares na nova legislação, Boucher afirmou que, em última instância, isso seria uma questão para a Justiça decidir.
Bob Cox, presidente da Media Bloggers Association, disse que seu grupo apoia a definição proposta no projeto, uma vez que ela reflete uma maneira mais sensata de definir jornalista: baseando-se na função de uma pessoa e não em seu vínculo a uma determinada entidade midiática. Mas ele também concorda que abusos poderiam ocorrer, se a lei for aprovada.
Leia matéria e comentário na c/Net News e acesse a íntegra do projeto norte-americano.
marcos palacios

Marcadores: , ,

0 comments links to this post

Guerra entre Bloglines e Google Reader: uma posição em cima da colina

Dificilmente haverá hoje em dia um jornalista que não se tenha convencido de que é impossível fazer bom jornalismo sem um acompanhamento do que vai pela Blogosfera. E a única maneira de estabelecer um seguimento cotidiano dos blogs que nos interessam é através de um agregador de RSS (feed reader).
Há muitos disponíveis, mas hoje estão em disputa direta o Bloglines e o Google Reader, fazendo com que internautas mais velhos se lembrem da guerra dos navegadores (browsers) entre o Explorer e o Netscape, no final dos anos 90.
E na guerra dos agregadores, que lado tomar?
Bloglines ou Google Reader?
É o tipo da discussão sem consenso. Tempos de carregamento, usabilidade, extras, etc, são infindavelmente analisados por especialistas e por usuários dos dois programas, sem que acordos de paz sejam celebrados.
Quanto a mim, depois de provar ambos por algum tempo, não tomei lado nenhum. Resolvi, pelo menos por agora, optar pelos dois. Fiquei em cima do muro. Ou da colina, para continuar com as analogias militares.
Uso o Google Reader, carregado com todos os blogs que assino (mais de 300), para dar uma olhada rápida no conjunto das postagens num determinado momento. Através do recurso All Itens (que exibe em ordem de chegada, as postagens mais recentes nos blogs assinados pelo usuário), scaneio com a vista o que pode ser de interesse. Se algo parece ser relevante, coloco uma estrelinha, usando o recurso disponível para isso, de maneira que a postagem seja guardada para uso futuro. Em seguida, mando apagar todas as postagens exibidas, começando a coletar novas postagens a partir daquele momento.
E uso o Bloglines com assinaturas somente daqueles blogs que me interessam mais de perto, para fazer leituras mais atentas de postagens mais específicas, quando o tempo permite. Se algo me interessa, para alimentar o Blog ou por outra razão qualquer, faço uma clipagem, usando essa opção do Bloglines.
E vocês? Vestiram um dos dois uniformes de combate?
marcos palacios
(...e chega de metáforas bélicas por hoje!!)

Marcadores:

Uso de blogs como recurso de avaliação de aprendizagem e interatividade no ensino

Um artigo de Lisa Foggo (University of York Library & Archives), sobre o uso de blogs no ensino, como ferramenta de avaliação da aprendizagem e satisfação discente, bem como um meio de incrementar a interatividade no processo de ensino-aprendizagem, está entre os vários trabalhos publicados no mais recente número da revista Ariadne (Issue 51), disponível para livre acesso online.
Ariadne é uma web magazine britânica, voltada mais diretamente para profissionais das áreas de ciência da informação, arquivologia, biblioteconomia e museologia, porém como muitos artigos acadêmicos de interesse geral em áreas de aplicação pedagógica de novas tecnologias e recuperação de informação.
Um arquivo completo de todas as edições anteriores da publicação, desde janeiro de 1996, está disponível online.
marcos palacios

Marcadores: , ,

MP3 Players: os novos vilões nas escolas

Tecnologias digitais voltam à cena nas escolas brasileiras. Os reprodutores de MP3 são agora "a bola da vez" para explicar baixos rendimentos de estudantes. Ocupam o lugar de vilões anteriores, como as revistas em quadrinhos, o excessivo consumo de televisão, as figurinhas, os radinhos de pilha, os gameboys, a internet, etc, etc, etc.
Algumas escolas já proibiram seu uso.
Veja um vídeo sobre o assunto via G1 Tecnologia.
marcos palacios

Marcadores: ,

1 comments links to this post

domingo, maio 20, 2007

As muitas faces de Madeleine McCann


O site Missing Madeleine, criado para ajudar nas buscas de Madeleine McCann, uma criança inglesa de 4 anos, sequestrada no dia 3 de maio, na Praia da Luz, Algarve (Portugal), tem sido visitado por mais de 20 milhões internautas diáriamente.
Cada ser humano é único, é claro, e o desaparecimento de Madeleine é uma tragédia única, para todos que a cercam mais diretamente, solidariamente compartilhada por todo e qualquer ser humanao que não tenha perdido a capacidade de sentir a dor dos outros.
No entanto, tendo a imprensa mundial colocado tanta luz sobre esse caso em particular, é interessante que sejam aproveitados os refletores para iluminar, por pouco que seja, esses episódios de horror, no plano mais amplo e internacional.
Entre 1999 e 2005, no Nepal, 6.822 crianças foram oficialmente declaradas desaparecidas. Dessas, somente 1116 foram recuperadas. Acredita-se que a maioria das não recuperadas foram traficadas para própositos sexuais ou escravidão.
No Oriente Médio e Sul da Ásia, mais de 12.000 crianças desaparecem anualmente, sem deixar rastros, segundo dados da UNICEF. São traficadas entre as fronteiras de países vizinhos e para diversos lugares do mundo.
Em Uganda e outros países da África, milhares de crianças são sequestradas a cada mês, para serem "alistadas" nos diversos exércitos e grupos em guerra constante. Um relatório do ano 2000 informava que cerca de 120 mil crianças estavam recrutadas para esses exércitos em diversos países africanos. Muitas delas são simplesmente assassinadas, quando consideradas "não aproveitáveis".
Mesmo em países desenvolvidos os casos de sequestros não são tão raros. Entre 2000 e 2006 uma média de 40 crianças foram sequestradas por estranhos por ano no Canadá.
Não é de causar supresa, portanto, que durante as buscas de Madaleine, uma menina rumena de 11 anos, sequestrada em Málaga (Espanha), tenha sido encontrada em Portugal, em poder de seu sequestrador. Ninguém procurava por ela. Foi salva por engano.
Oxalá todas as crianças em perigo no mundo, sequestradas, escravizadas, assassinadas, roubadas de suas infâncias, pudessem receber uma réstia dessa luz midiática que se espalha em torno da pequena Madeleine, de muitas faces, de muitas mães, de muitas cores e nacionalidades.
marcos palacios

Marcadores: ,

2 comments links to this post

Jornalismo cidadão: uma definição para acirrar mais o debate

Os responsáveis pelo blog I, Reporter reclamam que têm que, repetidamente, responder à pergunta : "Mas afinal, o que é jornalismo cidadão?"
Eles reconhecem que jornalismo cidadão é um termo controverso e aberto às mais variadas interpretações, mas ainda assim, animam-se a sugerir uma definição. Não como algo definitivo, mas como um ponto de partida para discussões:
“Jornalismo cidadão”, seria qualquer esforço de pessoas, - nem formadas, nem ocupadas como joirnalistas profissionais -, em publicar notícias ou informações baseadas em suas próprias observações, indagações, análises ou investigações."
Sugerem também um conceito-chave: no jornalismo, o "ismo" é mais importante que o "ista". O jornalismo, opina o I, Reporter, é "um conjunto de práticas que podem ser realizadas por qualquer pessoa e não só por uma seleta minoria designada por certa classe de empresários e professores".
É isso mesmo?
marcos palacios

Marcadores:

Quanto de sua privacidade deve ser exposta em redes de relacionamento?

Mark Deuze chamou atenção para um estudo disponível em PDF e produzido pela Pew Internet & American Life Project chamado "Teens, Privacy and Online Social Networks". A Pew fez um levantamento do que revelam os adolescentes sobre eles próprios, em seus perfís criados em sites de relacionamento na Internet (Orkut, MySpace, Facebook, etc).
Os números incentivam que se reflita sobre os perigos dessa voluntária disponibilização de dados pessoais:
82% dos perfís de adolescentes incluem seu primeiro nome;
79% incluíram suas fotos;
61% inluíram o nome de sua cidade;
49% informaram o nome de sua escola;
29% disponibilizaram seu e-mail;
29% incluíram sobrenome;
2% deram o número de seus celulares.
Se a estas informações somarmos o que pode ser inferido sobre a vida dessas pessoas, seus hábitos, rotinas, etc, através das comunicações trocadas nos sites de relacionamentos, temos bancos cada vez maiores de informações pessoais, potencialmente disponíveis para todo o tipo de uso.

marcos palacios

Marcadores: , ,

sábado, maio 19, 2007

Audi engana autoridades de Toronto e coloca publicidade ilegal nas ruas

Sob a justificativa de que iria rodar um comercial nas ruas de Toronto (Canadá), a Audi conseguiu permissão do Film and Television Office of Toronto para colocar estátuas com sua logomarca em um duplo "T", medindo cerca de dois metros de altura por 15 metros de largura, por toda a cidade, por um período de três dias.
Foi descoberto, no entanto, que nenhum comercial foi filmado, nem será. Um release da Audi confirma que as estátuas eram apenas um chamariz publicitário para o lançamento do novo Audi TT.
A colocação dos monstrengos violou os códigos de sinalização e ecologia visual da cidade.
Se fosse aqui, naturalmente não daria em nada, e ainda haveria quem elogiasse a "esperteza" da empresa. Sendo no Canadá, vamos ver no que dá...
As autoridades foram acionadas por moradores revoltados e algumas das estátuas já foram vandalizadas por aqueles que preferem não esperar por uma solução oficial.
Via Autoblog

marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post

Jornal: do Impresso ao Digital com perda do Luxo?

Seamus McCauley, no Virtual Economics , levanta uma hipótese sobre uma possível diminuição do valor do jornal ao ser transposto para a Internet.
O argumento é o seguinte: os jornais (impressos) oferecem aos seus leitores muito mais que notícias, pois há igualmente uma larga proporção de seus espaços dedicados a fornecer distração. Apesar de tendermos a estabelecer uma imediata identificação entre "jornal" e "notícias" (necessidade), para os seus leitores, o jornal (impresso) é, em grande medida, também um "passatempo" (luxo).
Para quem está online, no entanto, - segue o argumento de McCauley -, o que não falta é "distração" e formas de "passar o tempo": infindáveis navegações, buscas, troca de email, Orkut, vivências em mundos virtuais, postagens e comentários em blogs, álbuns fotográficos, vídeos gratuitos, etc, etc, etc.
Sendo assim, McCauley joga uma pergunta provocativa: será que os jornais, enquanto dispositivos midiáticos, ao serem transpostos para a Internet, não carregam apenas a metade de seu valor original?
Passamos de uma era das "notícias" como necessidade e luxo, para apenas "notícias" enquanto uma necessidade?
Parece plausível?

marcos palacios

Revista em português sobre Second Life

"10 dicas de um iniciante perpétuo para outros iniciantes" e "Conexões amorosas em SL", são dois dos artigos incluídos no primeiro número da edição em português da The Konstrukt, uma revista digital totalmente dedicada ao Second Life.
A revista está disponível para download gratuito em formato pdf .
marcos palacios

Marcadores: ,

0 comments links to this post