domingo, janeiro 20, 2008

Pandora: the box is open (again).

Em março de 2007 quem usava o Pandora no Brasil teve uma péssima notícia: devido a problemas de licenciamento de conteúdo, o site passou a ser disponível apenas para residentes dos Estados Unidos. E assim continua, como você pode verificar se clicar no link aí acima.
Mas, desde a semana passada, surgiu o Global Pandora, que abriu novamente a caixa de Pandora para o mundo. Nos primeiros dias, alguns problemas técnicos, mas ao que parece já sanados.
O Pandora funciona a partir de semelhanças musicais, que eles chamam de Genoma Musical ( melodia, harmonia e rítmo, instrumentação, orquiestração, arrajo, letras, tipo de vocais). Você seleciona um compositor(a) ou intérprete e Pandora vai desfiando uma seleção de músicas do selecionado(a) e de assemelhados. Na linha do Last FM, mas com suas características próprias para organizar a seleção e mais explicativo do processo. A qualquer momento, pode-se perguntar por que uma determinada música foi incluída (e uma explicação será mostrada), bem como pode-se dar sinais de "positivo" ou "negativo" a ítens da seleção, interferindo dessa forma na construção do genoma em execução.
Seja como for, variedade é sempre algo benvindo.
O registro é gratuito. Se por acaso insistirem em pedir um ZIP norte-americano durante o registro coloque 90001.

Gosto muito também do Musicovery, que permite a criação de music streams que podem ser estabelecidos a partir de gêneros, décadas e modos (Calmo, Energético, Positivo, Dark). É possível criar-se streams com um gênero único ou combinação de gêneros.

marcos palacios

Marcadores: ,

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home