terça-feira, março 04, 2008

Autoridades e posicionamento a partir de links

Na semana passada, fiz uma postagem aqui no blog buscando discutir a autoridade e a reputação do blogueiro a partir dos links. No post, citei a validade e eficiência no uso de ferramentas para conseguir links de retorno e aumentar sua reputação. Nele, comentei sobre o Feevy, uma site que permite ao usuário adicionar o seu blog e escolher outros para trocar links.

Com essa estratégia, de aumento de número de links, o blogueiro passa a ter mais visibilidade e ganhar mais pontos nos mecanismos de mensuração, principalmente os que utilizam os padrões sociométricos, como o technorati. Cheguei a comentar no texto também que, na minha opinião, o blogueiro não ganharia uma autoridade plena entre seus pares.

Por esse comentário, Rafael Campos deixou sua opinião, discordando da minha visão. Segundo ele, “ferramentas como o Feevy são válidas, uma vez que o usuário escolhe quem ele quer 'linkar' a partir de seus próprios critérios; se ele gosta do blog, por que não linkar e exibir o último post daquele blog?”.

Pensei no comentário do Rafael e cheguei a uma conclusão. Acho mesmo que ele escolhesse os blogs que foram linkados em seu próprio blog para que fossem mostrados os últimos posts, não quer dizer que todos os posts, que aquele blog escolhido faz, são legais ou condizem com as informações sobre as quais você tem interesse.

Como ressaltei no post passado, uma das principais característica do link no blog é que este serve para enviar o leitor em direções previamente avaliadas e valorizadas pelo blogger. Essa função é descrita na dissertação de André Holanda. O pesquisador mostra que os blogs realizam uma função de filtragem do conteúdo disponível, função esta pela qual o blogger é constantemente avaliado pelo seu público, e que constitui para ele mesmo forte diferencial em relação ao resto da blogosfera.

Rafael acha que essa tática é bem diferente dos sistemas que trabalham com link farming, “que é considerado spam, uma vez que o objetivo é apenas conseguir links e obter relevância nos mecanismos de busca, independente da qualidade do site linkado”.

Concordo com a colocação, mas, no fundo, as técnicas têm o mesmo objetivo, que é ganhar relevância e visibilidade. A diferença é que a segunda técnica é totalmente condenável na blogosfera. No ano passado, um serviço da Google, o PageRank, começou a penalizar os usuários que utilizaram algumas técnicas como essas. E a tendência é que outros serviços busquem aperfeiçoar as formas de penalizar blogueiros que fazem uso desse tipo de expediente.

Será que trocar links de forma automática, usando apenas o critério de afinidade ou, quem sabe, credibilidade prévia do blog ou blogueiro, valida todo o conteúdo no blog publicado? E você, costuma clicar nesse tipo de indicação?

Alberto Marques

Marcadores: ,

1 Comments:

Anonymous Anônimo said...

interessante!!!!!!!

8:50 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home