quinta-feira, maio 01, 2008

Uma proposta: Jornalismo no estilo Slow News

Postagem de Lloyd Shepherd, no Dadblog, defende o conceito de Slow News, que ele estabelece em paralelo com o conceito de Slow Food e em contraposição aos de Fast Food e Fast News.
Shepherd faz um exercício interessante: toma a primeira página do jornal inglês The Telegraph (poderia ser qualquer outro, assinala ele) e lista os tópicos tratados na primeira página. O resultado é o seguinte:
* Global warming
* A father killing himself over a school place
* The Austrian cellar nightmare
* Gordon Brown and the 42-day internment plan
* Boris Johnson “wooing” the LibDems
* Ian McKellen returning as Gandalf
* Chelsea v. Liverpool
* Manchester United v. Barcelona
* Shoaib’s failed appeal
* House prices sliding again
* Calls for a “supermarket Tsar”
* BSkyB’s “secret weapon”
* Toll roads - Britain needs more of them
* Gordon Brown and the 10p tax rate fiasco
* The price of progress in Beijing
* A tasy recipe to get to your table in 10 minutes
Segundo ele, a maior parte desses tópicos poderia caber no que chama de "espaços narrativos" (story spaces), que ficariam configurados mais ou menos assim:
* Global warming
* School admissions and the stress they cause
* The Austrian cellar nightmare
* 42-day internment
* The London Mayoral election
* The remaking of the Hobbit
* Chelsea v. Liverpool
* Manchester Utd. v Barcelona
* The Champions League
* Shoaib’s cricket ban
* House prices
* Supermarket regulation
* BSkyB
* Digital TV competition in Britain
* Tax in Britain
* Poverty in Britain
* Gordon Brown
* China
* Recipes
Essa organização possibilitaria um acompanhamento das temáticas ao longo do tempo, com inclusão não só das atualizações contínuas, mas também de análises e dados trazidos da web. Para ele, esse tipo de cobertura é a razão do sucesso de sites como a Wikipedia.
E aliás, como que complementando e fortalecendo o argumento de Shepherd, a The New Scientist de hoje traz uma reportagem sobre um estudo realizado na University of Colorado, que afirma que Facebook e Wikipedia cobrem situações de emergência muito melhor do que o governo, serviços de emergência e a mídia tradicional.
Que formato teria um jornal usando o conceito de Slow News? Poderia ser um movimento em direção à superação da "metáfora do impresso" no jornalismo online?

marcos palacios

Marcadores: ,

1 Comments:

Anonymous Fernando Zamith said...

Acho que este conceito já paga direitos de autor ;) http://travessiasdigitais.blogspot.com/2006/08/em-defesa-do-slow-journalism.html

6:40 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home