sexta-feira, agosto 01, 2008

Game como arma política na campanha de Salvador

Um game está viralmente se espalhando na web: "Grampinho Não". Grapinho é como seus adversários se referem ao deputado federal Antonio Carlos Magalhães Neto, candidato a prefeito de Salvador, em virtude de seu alegado envolvimento em escutas telefônicas na Bahia, organizadas pelo seu finado avô.
O joguinho é divertido, mas a pergunta é: funciona como propaganda contra ou a favor?

marcos palacios

Marcadores: , ,

2 Comments:

Anonymous Alessandra Marques said...

Caros do Gjol,
nessa mesma linha de games e política, segue dica para um post.

O POVO.com.br, de Fortaleza, customizou um dos mais populares games eletrônicos dos anos 80 para as eleições 2008

Jogue o Pacman eleitoral
http://www.opovo.com.br/eleicoes2008/808598.html

7:40 PM  
Blogger Cadu Oliveira said...

Belo de exemplo de antipropaganda política na Web, a despeito de toda a controvérsia quanto ao uso da rede para fins eleitorais...

Eu mesmo, que criei um blog exclusivo para cobrir a campanha dos prefeituráveis de Salvador, ando na corda bomba...

Em tempo, deixo aqui para apreciação o endereço do Hemodiálise do Discurso - www.hemodialisedodiscurso.blogspot.com

Abraços deste também faconiano!

2:08 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home