quinta-feira, agosto 28, 2008

Ministro do STF embasa voto em citação da wikipédia

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente da Superior Tribunal Eleitoral (TSE), Carlos Aires Britto, usou a Wikipédia como fonte. A citação foi utilizada, num dos pontos do seu voto, no julgamento sobre a demarcação da terra indígena Raposa Serra do Sol.

A menção suscita um ponto que não é novo e que ainda gera um grande debate: será que o conteúdo da enciclopédia é confiável? E, pensando academicamente, é aconselhável citá-la? O certo, para mim, é que tanto o poder judiciário, como o legislativo no Brasil já demonstraram desconhecimento sobre as características da internet.

Alberto Marques

Marcadores:

3 Comments:

Blogger Marcelo said...

Confesso que, quando li o post, até me assustei - tenho um pé atrás imenso com a Wikipedia, especialmente em questões conflagradas, em que cada um que entra lá puxa a brasa pro seu assado e quando o cara é inteligente a gente não sabe quem foi que esteve lá distorcendo imediatamente antes do acesso. Aí, baixei e li o voto do ministro. Pelo que eu vi, porém, citação é "en passant", numa menção a uma curiosidade histórica. O voto podia passar bem sem aquele exemplo embasado na Wikipedia, mas não me parece ter ficado comprometido com ele. Parece-me exagero dizer que o voto se "embasa" nessa citação da Wikipedia, concorda?

2:06 AM  
Blogger Deva_neios said...

“Num dos pontos do seu voto”. Marcelo, como citei no post, não quis dizer que o voto foi embasado com a wiki. O titilo foi para chamar atenção. Tenho a mesma interpretação que você. A citação do ministro foi o gancho para o assunto que já foi amplamente discutido e que não perdeu a pertinência. Com um abraço.
Alberto Marques.

9:45 AM  
Blogger Blog do Capeta said...

Só vendo todo o argumento para verificar. Mas o que se esperar de um tribunal com um homem pendurado na parede numa cruz em um país "laico"...

4:37 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home