quinta-feira, outubro 02, 2008

Igreja condena fortemente papel da mídia e dos mundos virtuais

Do Blog de Cristian Contini vem a indicação de um artigo no L´Osservatore Romano, jornal oficial do Vaticano, que reporta sobre as posições do cardeal Ennio Antonelli, presidente do Pontificio Consiglio per la Famiglia (Conselho Pontifício para a Família). O cardeal vê com preocupação o avanço das mídias na "plasmação do mundo" e considera que os espaços virtuais, como Second Life, e a TV privada são as duas maiores ameaças à família nos dias que correm.
Através dos mundos virtuais, diz Antonelli, "a alienação da realidade é provocada por alguns jogos em rede (role playing games) nos quais se entra com identidade fictícia, para trabalhar, comprar, construir a casa, montar seu capital, empregar o tempo livre de forma gratificante, ter encontros interessantes, estabelecer laços afetivos e sexuais, e por fim casar-se". No caso da televisão a alienação se dá através da corrida de velocidade trazida por uma "programação alargada, imposta para se cobrir as 24 horas, com programas de evasão banais, com espetáculos de violência e sexo que divulgam modelos de pensamento estranhos ao Evangelho."
"Deus, por ser marginal ou ausente na mídia, não conta mais, uma vez que aquilo que não aparece é irrelevante, como se não existisse. São exaltados o sucesso, o poder, a riqueza, a saúde, a força e a beleza física, o prazer, a transgressão, a violência".
O cardeal prega "uma fruição sóbria da TV e da Internet, com propostas de atividades alternativas aos jogos; limitação do tempo de uso dos celulares; instalação da televisão e do computador somente nos locais frequentados por todos, utilização de filtros na rede".

marcos palacios

Marcadores: , , ,

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home