quinta-feira, outubro 09, 2008

Para melhor ou para pior? Manipulação digital de aspectos faciais

Sarah Kershaw, do The New York Times, produziu uma reportagem sobre um programa desenvolvido na Universidade de Tel Aviv que modifica a geometria das faces, tornando-as mais bonitas.Ou pelo menos é isso que se promete.
A foto à direita foi trabalhada pelo "programa de embelezamento" que usa uma fórmula matemática para alterar o resto original e, em tese, fazê-lo mais atraente, sem que se percam quaisquer traços fundamentais. O programa foi desenvolvido à base de respostas de 68 homens e mulheres, com idades entre 25 e 40 anos, em Israel e na Alemanha, que examinaram fotos de faces de homens e mulheres brancas e escolheram as que consideraram mais atraentes. Os cientistas basearam-se nessas escolhas e criaram um algoritmo que envolve 234 medidas de aspectos faciais, incluindo distância entre lábios e queixo, testa e olhos, espaço entre os olhos.
A repostagem do NYT traz uma sequência com várias fotos "transformadas".
Pergunta: elas realmente melhoram a fachada do cliente?
Faça seu próprio julgamento.
Via Boing-Boing.

marcos palacios

Marcadores: , ,

2 Comments:

Blogger Nerith said...

Melhorar, melhora, e muito! Mas qual a utilidade disso se a pessoa "real" permanecerá "feia"?

7:27 PM  
Blogger GJOL said...

Nerith,
talvez a questão seja justamente essa. Qual é a pessoa "real"? Aquela que se olha no espelho certamente permanece inalterada, mas aquela que, em muitos casos, é a pessoa "real" torna-se outra. Pense por exemplo, em termos de processos eleitorais (só para mencionar uma instância em que a midiatização é fundamental). Quantos eleitores encontraram face-a-face o(a) candidato(a) no qual votaram? Ao votarem, estavam votando na face da direita ou da esquerda desta nossa postagem? Dá para afirmar que não faria qualquer diferença nos resultados das urnas?
Um abraço,
marcos palacios

5:12 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home