segunda-feira, março 30, 2009

Estadão defende cobrança pelo conteúdo online

A cobrança pelo acesso ao conteúdo dos sites jornalísticos como forma de as empresas do setor sobreviverem às mudanças promovidas pelas novas tecnologias (hã?) foi defendida pelo diretor do Estadão, Ricardo Gandour, em seminário realizado nesta segunda-feira (30), na sede da Fundação Getúlio Vargas (FGV) no Rio de Janeiro.

A opinião de Ricardo foi rechaçada pelo diretor de Redação do O Globo, Rodolfo Fernandes. O diretor do O Globo avalia a internet como uma oportunidade para aumentar o número de leitores das notícias. Entretanto, lembra que, até o momento, as operações online não são rentáveis e são custeadas pelas receitas do jornal impresso.

A informação levou-me ao túnel do tempo. Tanto a fórmula, como o debate, lembram-me questões iniciais. Parece que os diretores não conseguiram construir ou se adaptar aos novos modelos de negócio. Ou será que estou errado?

Mais informações, sobre o debate, podem ser acessadas no Comunique-se.

Alberto Marques

Marcadores: ,

1 Comments:

Blogger www.joaodasaguas.com said...

Recado enviado para o Jornalista Antiético Claudio Osti,
Por favor reflita sobre o assunto e divulgue no seu Blog.

Valeu Cláudio, obrigado pela oportunidade de saber quem realmente você è.

Dê uma olhada no meu vídeo depoimento emocionado, te elogiando, no que depender de mim vai rodar em muitos computadores desta cidade.

www.ecometropole.org

Eu e vários colegas ambientalistas incluindo alguns jornalistas,
aguardamos uma retratação sua. Acho que pode começar publicando o vídeo no seu site, alem deste comentário etc. quem sabe você um dia pode voltar a ter a nossa confiança, porque neste momento a coisa ta feia pro seu lado...o que você fez é simplesmente inadmissível.

5:22 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home